Preservação do patrimônio histórico educacional do Colégio de Aplicação da UFS e o incremento da produção do conhecimento historiográfico da educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20888/ridphe_r.v9i00.18274

Palavras-chave:

Colégio de Aplicação, Centro de Memória, História da Educação, Sergipe

Resumo

Este artigo discorre a respeito de três aspectos relacionados com as ações de preservação do patrimônio histórico educacional no Colégio de Aplicação da UFS. O primeiro aborda a história institucional do Colégio; o segundo é uma incursão a respeito do centro de memória da instituição (Cemdap), guardião do acervo documental desta instituição; e o terceiro evidencia a relação entre o aumento da produção do conhecimento histórico com as ações de organização documental. A pesquisa utilizou como fonte documentos de escrituração escolar, regimento escolar, legislação educacional, relatos orais, e produções acadêmicas. As iniciativas preservacionistas realizadas na documentação do Colégio foram acompanhadas de um substancial crescimento das produções da história da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joaquim Tavares da Conceição, Universidade Federal de Sergipe, Brasil

Pós-Doutor em Educação, pela Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP (2022), Doutor em História/UFBA (2012), Professor Titular da Universidade Federal de Sergipe.  Coordena o Centro de Pesquisa Documentação e Memória do Colégio de Aplicação (UFS). 

Anne Emilie Souza de Almeida Cabral, Universidade Federal de Sergipe, Brasil

Doutora em Educação (PPGED/UFS). Professora da Secretaria Municipal da Educação de Aracaju (Semed) (Brasil). Bolsista de Apoio Técnico a Pesquisa 1A (CNPq), com atuação no Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Membro do Grupo de Pesquisa em História da Educação: Memórias, sujeitos, saberes e práticas educativas (GEPHED/CNPq/UFS).

Referências

ABREU, Alzira Alves de. Intelectuais e guerreiros: o Colégio de Aplicação da UFRJ de 1948 a 1968. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1992.

ALMEIDA, Sayonara do Espirito Santo. Cartografia estudantil no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe (1969-1981). 2021. 202 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2021. Disponível em: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/14876

BARRETO NETO, Arnaldo Dantas. Banco de Histórias do Colégio de Aplicação da UFS. Identidade e pertencimento nas memórias de estudantes e professores. Entrevistador: José Genivaldo Martires. São Cristóvão/SE, 12/09/2018.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Arquivos permanentes: tratamento documental. Rio de Janeiro: FGV, 2006.

BISPO, Marlucy Mary Gama. O Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe: entre excelência e referência. 2018.169 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2018.

BRASIL. Decreto-Lei nº 4.244, de 09 de abril de 1942. Lei orgânica do ensino secundário. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei- 4244-9-abril-1942-414155-publicacaooriginal-1-pe.html Acesso em: 16 ago. 2019.

BRASIL, Decreto-lei nº 9.053, de 12 de março de 1946. Cria um ginásio de aplicação nas Faculdades de Filosofia do País. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-9053-12-marco-1946-417016-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 14/7/2020.

BRASIL. Decreto-Lei nº 869, de 12 de setembro de 1969. Dispõe sobre a inclusão da Educação Moral e Cívica como disciplina obrigatória, nas escolas de todos os graus e modalidades, dos sistemas de ensino no País, e dá outras providências. https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/1965-1988/del0869.htm Acesso em 15 mar. 2023.

BRASIL. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1º e 2º graus, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L5692.htm Acesso em 4 dez. 2020.

BRASIL. Decreto nº 68.065, de 14 de janeiro de 1971. Regulamenta o Decreto-lei nº 869, de 12 de setembro de 1969, que dispõe sobre a inclusão da Educação Moral e Cívica como disciplina obrigatória, nas escolas de todos os graus e modalidades dos sistemas de ensino no País, e dá outras providências. Disponível em:

https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/atos/decretos/1971/d68065.html Acesso em 15 mar. 2023.

CABRAL, Anne Emilie de Almeida. Organização do arquivo escolar do Colégio de Aplicação da UFS: preservação do patrimônio histórico e educacional e potencialidades para a escrita da história da educação. 2023. 178 f. (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão. Disponível em: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/17597 Acesso em: 26/05/2023.

CAMARGO, Ana Maria; GOULART, Silvana. Centros de memória: uma proposta de definição. São Paulo: Editora Sesc, São Paulo, 2015.

CEMDAP. Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Procuração de nomeação do monsenhor Luciano José Cabral Duarte como procurador para o processo de fundação do GA da FCFS. Aracaju/SE, 26 jun. 1959. (Pacotilha 23).

CEMDAP. Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Ofício ao diretor do Ensino Secundário (s/d). Solicitação de verificação prévia para autorização do funcionamento do GA da FCFS. Aracaju/SE,1959. (Pacotilha 23).

CEMDAP. Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Relatório de verificação. Aracaju/SE, 3 ago. 1959. (Pacotilha 23).

CEMDAP. Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Ficha do Estabelecimento (s/d). MEC/DES. Aracaju/SE, 1959.

(Pacotilha 23).

CEMDAP. Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Regimento Interno do Colégio Aplicação, 1961. (Pacotilha 25).

CEMDAP. CEMDAP – Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Regimento Interno do Colégio Aplicação, 1975. (Pacotilha 215).

CEMDAP. CEMDAP – Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Regimento Interno do Colégio Aplicação, 1981 (Pacotilha 25).

CEMDAP. Centro de Pesquisa, Documentação e Memória do Colégio de Aplicação da UFS. Regimento Interno do Colégio Aplicação, 2008 (Pacotilha 25).

CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares da; MONTEIRO, Rísia Rodrigues Silva; MELO, Rafaela Cravo de. Produção de Documentação Oral e a Preservação da Memória do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe, Dossiê “Patrimônio-Educativo e História oral: subjetividades e diversidades na contemporaneidade”, Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo (RIDPHE_R), v. 4, n. 2, 2018.

CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares da: [Entrevista concedida a Isabela Cristina Salgado] Archivoz. 2021. Disponível em:

www.archivozmagazine.org/pt/entrevistacom-joaquim-tavares-da-conceicao/

CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares da. A preservação do acervo documental do Colégio de Aplicação da UFS e a produção de pesquisas em História da Educação. In: FERRONATO, Cristiano; CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares da. (Orgs.). Compreensões Historiográficas da Educação Brasileira. Aracaju, SE: Criação Editora, 2022. Disponível em: https://editoracriacao.com.br/compreensoes-historiograficas-da-educacao-brasileira/.

CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares da. Aspectos da fundação e do processo de “reconhecimento” do Ginásio de Aplicação revelados em remanescentes documentais no acervo do CEMDAP. In: PAULILO, André Luiz, CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares, CAMPELLO, Lorena de Oliveira Souza. A Pesquisa em acervos da escola e da educação. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2023. p.139-168.

CUNHA, Maria Teresa Santos; CAMPOS, Emerson César. Um itinerário de pesquisa: aspectos sobre a temática patrimônio histórico-educativo na história da educação (2000-2015). RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, vol. 6, p. 1-16, e020021, 2020. Disponível em:

https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/14332 . Acesso em 5 abr. 2022.

ESCOLANO, Agustín Benito. Invitación a repensar la cultura material de la escuela. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 6, n. 00, p. e020023, 2020. DOI: 10.20888/ridpher.v6i00.14819. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/14819 . Acesso em: 17 nov. 2021.

FRAGO, Antonio Viñao. Memoria, patrimonio y educación. Revista História da Educação - RHE Porto Alegre v. 15 n. 34, p. 31-62, jan./abr. 2011. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/asphe/article/view/20100 . Acesso em: 23 nov. 2021.

GINÁSIO DE APLICAÇÃO. A Cruzada, Aracaju, 12 dez. 1959.

GUIMARÃES, Mariza Alves. Um olhar sobre a história da organização curricular da educação física no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe (1959-1996). 2016. 158 f. Dissertação (Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016. Disponível em: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4809

LUZ, Joel Martins. Arquivo, educação e memória: o fundo documental da Escola Sagrado Coração de Jesus. 2013. 131 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Rondonópolis, 2013. Disponível em: http://ri.ufmt.br/handle/1/1179

MACIEL, Ane Rose de Jesus Santos. Entre fatos e relatos: as trajetórias de Carmelita Pinto Fontes e Rosália Bispo dos Santos na educação sergipana (1960- 1991). 2016. 180 f. Dissertação (Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2016. Disponível em: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4754

MARTIRES, José Genivaldo. “Flagrando a vida”: trajetória de Lígia Pina - professora, literata e acadêmica (1925-2014). 2016. 139 f. Dissertação (Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2016. Disponível em: https://ri.ufs.br/handle/riufs/4775

MELO, Rafaela Cravo de, CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares da. O perfil estudantil do Ginásio de Aplicação da Faculdade Católica de Filosofia de Sergipe (1959-1968). Uma investigação de fontes seriais do arquivo escolar. Boletim Historiar, vol. 08, n. 04. Out./Dez. 2021, p. 69-92. Disponível em: http://seer.ufs.br/index.php/historiar

MENDONÇA, Ana Valéria. Banco de Histórias do Colégio de Aplicação da UFS. Identidade e pertencimento nas memórias de estudantes e professores. Entrevistadora: Rafaela Cravo e Rísia Rodrigues. São Cristóvão/SE, 20/09/2018.

MENEZES, Maria Cristina. Descrever os documentos – construir o inventário – preservar a cultura material escolar. Revista Brasileira de História da Educação, v. 11, n. 1 [25], p. 93-116, 6 jan. 2012. https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/rbhe/article/view/38508

MOTA, Rodrigo Patto Sá. As universidades e o regime militar: cultura política brasileira e modernização autoritária. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

NUNES, Martha Suzana Cabral. O Ginásio de Aplicação da Faculdade Católica de Filosofia de Sergipe (1959-1968). 2008. 140 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2008.

PAULILO, André Luiz. A memória em acervos da educação e da escola. In: PAULILO, André Luiz, CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares, CAMPELLO, Lorena de Oliveira Souza. A Pesquisa em acervos da escola e da educação. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2023.

SANTOS, Alfredo Bezerra dos. Educação, ensino e literatura: a trajetória da professora Maria da Conceição Ouro Reis no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe (1973-1991). 2016. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão/SE, 2022. Disponível em: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/16900

SANTOS, Joelza de Oliveira. Memórias de estudantes egressos do Ginásio de Aplicação da Faculdade Católica de Filosofia de Sergipe (1960-1968). 2019. 105 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, SE, 2019. Disponível em: http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/12676

SANTOS, Maria de Fátima Evangelista. Características dos estudantes selecionados no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Sergipe. 1994. Relatório de Pesquisa (Pós-Graduação em Metodologia do Ensino e da Pesquisa no Ensino Fundamental). Aracaju, SE, 1994.

SANTOS, Ricardo Costa dos. Ecos de um Brasil francófono: a língua francesa no Colégio de Aplicação da Universidade de Sergipe (1960-2013). 2020. 227 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão, 2020. Disponível em: https://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/14900

SILVA, José Adailton Barroso da. Banco de Histórias do Colégio de Aplicação da UFS. Identidade e pertencimento nas memórias de estudantes e professores. Entrevistadora: Rísia Rodrigues. São Cristóvão/SE, 06.09.2018.

SOUZA, Luza Mabel Magalhães. Esboço histórico do Colégio de Aplicação. 1989. Monografia (Pós Graduação) Aracaju, SE, 1989.

UFS/CONSU. (1979). Universidade Federal de Sergipe. Conselho Universitário. Resolução nº 01/79/CONSU, Regimento Geral da Universidade Federal de Sergipe, 15 de janeiro de 1979.

UFS/CONEPE. (2008). Universidade Federal de Sergipe. Conselho Universitário. Resolução nº 31/2008/CONSU. Regimento do Colégio de Aplicação, 8 de outubro de 2008.

Downloads

Publicado

2023-12-30

Como Citar

CONCEIÇÃO, Joaquim Tavares da; CABRAL, Anne Emilie Souza de Almeida. Preservação do patrimônio histórico educacional do Colégio de Aplicação da UFS e o incremento da produção do conhecimento historiográfico da educação. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 9, n. 00, p. e023017, 2023. DOI: 10.20888/ridphe_r.v9i00.18274. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/18274. Acesso em: 23 abr. 2024.