Letramento digital

uma prática de leitura pelo Google Classroom no Ensino Fundamental II

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/tsc.v6i1.14632

Palavras-chave:

Leitura, Navegação online, Multiletramentos, Protótipo didático

Resumo

O artigo apresenta um processo de leitura via aplicativo do Google, mediado pelo gênero condutor conto de fadas em sintonia com outros gêneros discursivos, e destinado a alunos da rede pública do ensino fundamental II. A pesquisa respalda-se na abordagem enunciativa da linguagem e nas metodologias de Solé (1998) e Cosson (2014). Os resultados demonstram que a articulação da exploração da multimodalidade da linguagem com recursos da web possibilita ao professor reconfigurar o seu papel de mediador, e os alunos exercitam a navegação on-line, compreendendo e respondendo ao processo de leitura, refletindo criticamente a sua realidade e ganhando autonomia. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilza Pereira Crepaldi, Universidade Estadual de Maringá

Mestrado Profissional em Letras pela Universidade Estadual de Maringá. Docente aposentada de Língua Portuguesa da Rede Estadual de Ensino do Nível Fundamental II e Médio. Ttutora online pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) no curso de Graduação de Letras Português-Inglês/Universidade Estadual de Maringá.

 

Annie Rose dos Santos, Universidade Estadual de Maringá

Doutora em Letras, área de concentração Estudos da Linguagem, pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) em 2015. Docente do Departamento de Língua Portuguesa (DLP) da Universidade Estadual de Maringá (UEM) desde 1999, ministrando conteúdos de Língua Portuguesa aos cursos de Letras nas modalidades presencial e a distância.

http://lattes.cnpq.br/8231470940584511

Referências

ALMEIDA, S. do C. D. de; FERNANDES JÚNIOR, A. M. Ambientes de Aprendizagem em Ead. Centro Universitário de Maringá. Núcleo de Educação a Distância: C397. Maringá -PR, 2014.

BAKHTIN, M. M. Marxismo e filosofia da linguagem. Tradução de Michel Laud e Yara F. Vieira. São Paulo: Hucitec, 1992.

BAKHTIN, M. M. Os gêneros do discurso. 4. ed. In: BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003, p. 261-306.

BERLENDIS, D. Capa de Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque, 1. ed. 1979. Disponível em: http://sib.org.br/coluna-sib/um-texto-e-duas-ilustracoes/. Acesso em: 06 jun. 2017.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais. Terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental -Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/portugues.pdf. Acesso em: 20 set. 2017.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 26 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, ed. extra, 2014. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2014/lei-13005-25-junho-2014-778970-publicacaooriginal-144468-pl.html. Acesso em: 02 fev. 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Resolução CNE/CP nº 2 de 22 de dezembro de 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/wp-content/uploads/2018/06/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 02 jan. 2018.

BUARQUE, C. Chapeuzinho Amarelo. Rio de janeiro: José Olympio, 2003.

CHARTIER, R. A aventura do livro: do leitor ao navegador. Tradução de Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes. São Paulo: Editora Unesp/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 1998.

COSCARELLI, C. V. Textos e hipertextos: procurando o equilíbrio. Linguagem em (Dis) curso, Palhoça/SC, v. 9, n. 3, p. 549-564, set/dez. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ld/v9n3/06.pdf. Acesso em: 13 mar. 2018.

COSCARELLI, C. V. (Org.). Tecnologias para aprender. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

COSSON, R. Letramento literário: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Editora Contexto, 2014. Disponível em: https://moodlep.uem.br/course/view.php?id=1208. Acesso em: 19 nov. 2017.

DORÉ, G. O lobo e a Chapeuzinho Vermelho. Ilustração de Gustave Doré (1832-1883) para o livro “Contes de Perrault”, 1867. Disponível em: https://tarjapretarte.wordpress.com/2011/09/01/ilustracoes-do-original-de-gustave-dore-para-os-contos-de-perrault/. Acesso em: 03 jun. 2017.

DUDENEY, G.; HOCKLY, N.; PEGRUM, M. Letramentos digitais. Tradução Marcos Marcionilo. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

ELLIOT, J. La investigación-acción en educación. Tradução de Pablo Manzano. 3. ed. Madrid: Morata, 1997.

FAILLA, Z. (Org.). Retratos da leitura no Brasil. Rio de Janeiro: Sextante, 2016. Disponível em: http://prolivro. org.br/home/images/2016/RetratosDaLeitura2016_ LIVRO_EM_PDF_FINAL_COM_CAPA.pdf.

KLEIMAN, Â. B. Modelos de letramento e as práticas de alfabetização na escola. In: KLEIMAN, Â. B. (Org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1995. p. 15-61.

LÉVY, P. Inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. Tradução Luís Paulo Rouanet. 5. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2007. Disponívelem: https://books.google.com.br/books?id=N9QHkFT_WC4C&pg=PA3&hl=pt-BR&source=gbs_selected_pages&cad=3#v=onepage&q&f=false. Acesso em: 29 set. 2017.

LIMA, M. B. de.; DE GRANDE, P. B. Diferentes formas de ser mulher na hipermídia: novas tecnologias, novos ethos. In: ROJO, R. H. R. (Org.). Escola conectada: os multiletramentos e as TICs. 1 ed. São Paulo: Parábola, 2013.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais: definição e funcionalidade.In: DIONÍSIO, A. P.; BEZERRA, M. Gêneros textuais & ensino. 4. ed. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005. p.19-36.

MOONHARUSUN. Fita verde no cabelo. [S. l.: s. n.], 2010. 1 Vídeo (4:20 min). Produzido em 15 set. 2010.

NILSSON, T. Patrocinado pelo destino. Vídeo. 07 mar. 2009. Disponível em: https://youtu.be/Y54ABqSOScQ. Acesso em: 04 mar. 2017.

PARANÁ. Diretrizes Curriculares da Educação Básica do Paraná. Curitiba: SEED, 2008.

PARANÁ. Instrução 010/2014–SUED/SEED. Autorização de salas de apoio de aprendizagem. 2014. Disponível em: http://www.educacao.pr.gov.br/arquivos/File/instrucoes2014%20sued%20seed/instrucao102014seedsued.pdf. Acesso em: 05 de fev. 2018.

PERRAULT, C. Chapeuzinho Vermelho. SP: Ed. do Brasil, versão 1697. Disponível em: http://home.iscte-iul.pt/~fgvs/CV_Perrault.pdf. Acesso em: 19 mai. 2017.

ROJO, R. H. R; MOURA, E. (Org.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

ROJO, R. H. R. (Org.). Escola conectada: os multiletramentos e as TICs. 1 ed. São Paulo: Parábola, 2013.

ROJO, R. H. R. Entre plataformas, odas e protótipos: novos multiletramentos em tempo deweb2. The Especialist: Descrição, Ensino e Aprendizagem, v. 38, n. 1, jan-jul. 2017. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/318739106_Entre_Plataformas_ODAs_e_Prototipos_Novos_multiletramentos_em_tempos_de_WEB2. Acesso em: 03 jun. 2017.

SANTAELLA, L. O que é semiótica? São Paulo: Editora Brasiliense, 1998. Disponível em: http://lelivros.love/book/baixar-livro-o-que-e-semiotica-lucia-santaella-em-pdf-epub-e-mobi-ou-ler-online/. Acesso em: 30 jan. 2018.

SANTAELLA, L. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2007.

SANTAELLA, L. Desafios da ubiquidade para a educação. Revista Ensino Superior Unicamp, São Paulo, Unicamp, p. 19-28, 2013. Disponível em: https://www.revistaensinosuperior.gr.unicamp.br/edicoes/edicoes/ed09_abril2013/NMES_1.pdf. Acesso em: 02 mar. 2018.

SILVA, M. Criar e professorar um curso online: relato de experiência. In: SILVA, M. (Org.). Educação online: teorias, práticas, legislação, formação corporativa. 2. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2006. p. 53-75.

SOLÉ, I. Estratégias de leitura. 6. ed. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

TEIXEIRA, A.; LITRON, F. F. O manguebeat nas aulas de português: videoclipe e movimento cultural em rede. In: ROJO, R. H. R. MOURA, E. (Orgs.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012. p. 167-180.

TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Tradução de Lólio Lourenço de Oliveira. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, set/dez. 2005.

Downloads

Publicado

31-07-2019

Como Citar

CREPALDI, N. P.; SANTOS, A. R. dos. Letramento digital: uma prática de leitura pelo Google Classroom no Ensino Fundamental II. Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 42–69, 2019. DOI: 10.20396/tsc.v6i1.14632. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14632. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos