Banner Portal
Tecnologias e práticas educativas
PDF

Palavras-chave

Tecnologias educativas
Mídias digitais
Ensino aprendizagem

Como Citar

SILVA, F. Q. da; MEDEIROS, T. de A.; PEREIRA, T. F. Tecnologias e práticas educativas: criando mídias digitais com alunos do 4º e 5º ano do ensino fundamental I de um colégio de aplicação. Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, Campinas, SP, v. 4, n. 1, p. 130–143, 2017. DOI: 10.20396/tsc.v4i1.14488. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14488. Acesso em: 27 fev. 2024.

Resumo

O trabalho com tecnologias aplicadas a educação não é novidade no ambito escolar, porém a forma com que se realizam essas atividades é que dão um caráter original aos projetos. Este artigo pretende apresentar uma proposta desenvolvida em uma escola de educação básica com alunos dos 4º e 5º anos do ensino fundamental, onde utilizando de mídias digitais confeccionaram um livro com informações relacionadas a curiosidades sobre as tecnologias. Parte de reflexões acerca do seu potencial pedagógico, o papel em que cada um ocupa neste contexto e os resultados obtidos. Estes foram satisfatórios e encorajaram projetos semelhantes, pois demonstraram engajamento e motivação dos alunos no acolhimento dos desafios propostos, o que colaborou para o desenvolvimento de suas potencialidades criativas.

https://doi.org/10.20396/tsc.v4i1.14488
PDF

Referências

ALMEIDA, M. E. B. Integração de tecnologias à educação: novas formas de expressão do pensamento, produção escrita e leitura. In: VALENTE, José A.; ALMEIDA, M. E. B. (Orgs.). Formação de educadores a distância e integração de mídias. São Paulo: Avercamp,2007.

ARRUDA, E. P.; SIMAN, L. M. C. Jogos digitais, juventude e as operações da cognição histórica. In: VEIGA, I. P. L. (Org.). Aula: Gênese, dimensões, princípios e práticas. Campinas, SP. Papirus, 2008. p. 289.

BRAINSTORMING. In. SIGNIFICADOS. Disponível em: https://www.significados.com.br/brainstorming/. Acesso em: 20 mai. 2017.

CAMPBELL, L; CAMPBELL, B; DICKINSON, Ensino e Aprendizagem por meio das Inteligências Múltiplas. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

LÉVY, P. Cibercultura. 2. ed. Trad. Carlos Irineu Costa. São Paulo: Editora 34, 1999.

MARTINS, M. C. Integração das mídias e práticas pedagógicas. In: VALENTE, J. A.; ALMEIDA, M. E. B. de (Orgs.). Formação de educadores à distância e integração de mídias. São Paulo: Avercamp, 2007.

MASETTO, M. T. Mediação pedagógica e o uso da tecnologia. In: MORAN, J. M; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. (Orgs.) Novas tecnologias e mediação pedagógica. 12 ed. Campinas: Papirus. 2000, p. 11-65.

MEC. Ministério da Educação WEBQUEST. 2016. Disponível em: http://webeduc.mec.gov.br/webquest/index.php. Acesso em: 12 abr. 2016.

MORAN, J. Mudando a educação com metodologias ativas. In: SOUZA, C. A.; MORALES, O. E. T. (Orgs.). Convergências midiáticas, educação e cidadania: aproximações jovens. Vol. 2. Ponta Grossa: UEPG/PROEX, 2015, p. 15-33. Disponível em: http://www2.eca.usp.br/moran/wp-content/uploads/2013/12/mudando_moran.pdf. Acesso em: 20 jul. 2016.

OLIVEIRA, E. G.. Aula virtual e presencial: são rivais? In: VEIGA, I. P. L. (Org.). Aula: Gênese, dimensões, princípios e práticas. Campinas, SP: Papirus. 2008, p. 187.

PAPERT, S. A máquina das crianças: repensando a escola na era da informática. Edição Revisada. Porto Alegre: Artmed, 2008.

SILVA, E. F. A Aula no contexto Histórico. In: VEIGA, I. P. L. (Org.). Aula: Gênese, dimensões, princípios e práticas. Campinas, SP. Papirus. 2008, p. 35.

SOBRAL, A. Internet na escola. O que é, como se faz. 3º ed. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

VALENTE, J. A.; ALMEIDA, M. E. B. Formação de Educadores a Distância e Integração de Mídias. São Paulo: Avercamp, 2007

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2017 Tecnologias, Sociedade e Conhecimento

Downloads

Não há dados estatísticos.