Educação maker no currículo de matemática

catapultas e o estudo de funções

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/tsc.v7i2.14853

Palavras-chave:

Educação maker, Ensino de matemática, Currículo, Catapultas

Resumo

Este artigo analisa processos de produção e socialização de saberes docentes de um grupo de professores de Matemática na transformação de uma sequência didática maker. A narrativa se concebe na constituição histórica do trabalho coletivo de docência e pesquisa com Educação Maker e Robótica Educacional, e envolve um período de 15 anos elucidando uma docência que é, ao mesmo tempo, singular e coletiva, e que ocorre por meio dos diferentes encontros de produção no desenvolvimento de um projeto sempre recorrente, embora não equivalente: a construção de protótipos de catapultas e sua relação com o currículo matemático de Funções. O artigo promove práticas docentes preocupadas em criar condições para que os estudantes percebam conceitos curriculares presentes nos produtos que constroem.

Confira a participação do autor em live no YouTube por ocasião do lançamento desta edição temática da TSC: https://www.youtube.com/watch?v=1b0hieNTodQ

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliton Meireles de Moura, Universidade de Colombia

Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), com estágio de doutorado sanduíche na Universidade de Stanford. Pesquisador do Transformative Learning Technologies Lab (TLTL) no Teachers College - Columbia University em Nova York.

 

Alex Medeiros de Carvalho, Instituto Federal de Educação

Doutor em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Uberlândia. Professor de Matemática no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro (IFTM) – Campus Uberlândia.

 

Fernando da Costa Barbosa, Universidade Federal de Catalão

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia. Professor do Instituto de Matemática e Tecnologia da Universidade Federal de Catalão.

 

Deive Barbosa Alves, Universidade Federal do Tocantins

Doutor em Educação pela Universidade Federal de Uberlândia. Professor do colegiado de Matemática da Universidade Federal do Tocantins, Câmpus Araguaína.

 

Arlindo José de Souza Júnior, Universidade Federal de Uberlândia

Doutor em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professor titular da Universidade Federal de Uberlândia (UFU - Campus Uberlândia).

 

Referências

ALMEIDA, F. F. M. de. Lançamento Oblíquo: Uma Abordagem Matemática. 2016. 78 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Instituto de Matemática e Estatística da Universidade Federal de Goiás, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2016.

ALVES, D. B. O processo de autoria na cultura digital: a perspectiva dos licenciandos em matemática. 2012. 172 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012. Cap. 5. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/13891/1/d.pdf. Acesso em: 25 jul. 2020.

AZEVEDO, G. T. de; MALTEMPI, M. V.; LYRA, G. M. V. Computational thinking and Active Learning in Mathematics as a contribution to the reatment of Parkinson's disease. In: SCIENCE AND MATHEMATICS EDUCATION IN THE 21st CENTURY, 2019, Braga. Braga: Universidade do Minho, p. 75-76. 2019

BARBOSA, F. C. Educação e robótica educacional na escola pública: as artes do fazer. 2011. 182 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia. 2011.

BLIKSTEIN, P. Digital fabrication and “making” in education: the democratization of invention. In: WALTER-HERRMANN, J.; BÜCHING, C. (Eds.). FabLabs: of machines, makers and inventors. Bielefeld: Transcript Publishers, 2013. p. 203-221.

BLIKSTEIN, P.; VALENTE, J.; MOURA, É. M. de. Educação Maker: Onde Está O Currículo? Revista e-Curriculum, v. 18, n. 2, p. 523-544, jun. 2020. ISSN 1809-3876. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/curriculum/article/view/48127/32229. Acesso em: 28 jul. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular – BNCC Versão Final. Brasília, DF, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 29 jun. 2020.

DODGE, B. Some thoughts about Webquests. 1995. Disponível em: http://webquest.org/sdsu/about_webquests.html. Acesso em: 29 jun. 2020.

FREIRE, P. Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora Unesp, 2000.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

HALVERSON, E. R.; SHERIDAN, K. M. The maker movement in education. Harvard Educational Review, Cambridge, v. 84, n. 4, p. 495-504, 2014.

MOURA, É. M. de. Formação docente e educação maker: o desafio do desenvolvimento das competências. 2019. Tese (Doutorado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019. doi:10.11606/T.48.2020.tde-03032020-171456. Acesso em: 14 jul. 2020.

PAPERT, S. Constructionism: a new opportunity for elementary science education. Proposta para a National Science Foundation, Massachusetts Institute of Technology, Media Laboratory, Epistemology and Learning Group, Cambridge MA, 1986.

ROSE, M. The mind at work: valuing the intelligence of the American worker. New York: Penguin, 2014.

SAMPAIO, J. L.; CALÇADA, C. S. Movimento de projéteis. In: SAMPAIO, J. L.; CALÇADA, C. S. Universo da Física. 1ª. ed. São Paulo: Ed. Atual, 2001.

SILVA, M G; MOURA, É M. de; SOUZA JR, A. J. de; SILVA, J. C. da; CARVALHO, A. M. de. Artefatos Culturais e Novas Tecnologias de Informação e Comunicação no Cotidiano Escolar: Uma Produção Acadêmica Colaborativa a Cerca do Uso de Catapultas e Internet na Educação Matemática. In VIII Seminário “A Produção Acadêmica Sobre Professores: Um estudo interinstitucional da região Centro-Oeste”, Uberlândia, 2007.Anais [...]. CD de Anais. ISBN: 978-85-7078-135-2.

SHERIDAN, K. M.; HALVERSON, E. R.; LITTS, B.; BRAHMS, L.; JACOBS-PRIEBE, L.; OWENS, T. Learning in the making: a comparative case study of three makerspaces. Harvard Educational Review, v. 84, n. 4, p. 505-531, 2014. Disponível em: doi:10.17763/haer.84.4.brr34733723j648u. Acesso em:16 jun. 2020.

VALENTE, J. A.; BLIKSTEIN, P. The construction of knowledge in maker education: a constructivist perspective. Constructivism Foundation, Brussels, Bélgica, v. 14, n. 3, p. 252-262, 2019. Disponível em: https://constructivist.info/14/3/252.valente.pdf. Acesso em: 14 jul. 2020.

WILEY, D. A. Connecting learning objects to instructional design theory: a definition, a metaphor, and a taxonomy. 2000. Disponível em: http://goo.gl/96NOvb. Acesso em: 10 Nov. 2011.

Downloads

Publicado

2020-12-15

Como Citar

MOURA, E. M. de; CARVALHO, A. M. de; BARBOSA, F. da C.; ALVES, D. B.; SOUZA JÚNIOR, A. J. de. Educação maker no currículo de matemática: catapultas e o estudo de funções. Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, Campinas, SP, v. 7, n. 2, p. 65–84, 2020. DOI: 10.20396/tsc.v7i2.14853. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14853. Acesso em: 17 jan. 2022.