Banner Portal
Espaços cooperativos
Capa miniatura volume 7, número 1, ano 2020
PDF

Palavras-chave

Práticas pedagógicas
Metodologias ativas
Educação a distância
Cooperação

Como Citar

CORBELLINI, S.; REAL, L. M. C. Espaços cooperativos: uma prática pedagógica na educação superior. Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, Campinas, SP, v. 7, n. 1, p. 29–47, 2020. DOI: 10.20396/tsc.v7i1.14700. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14700. Acesso em: 28 set. 2023.

Resumo

Este trabalho se constitui em relato de uma prática realizada em duas turmas de uma disciplina a distância em que se procurou inovar na educação superior. A necessidade de inovação vem se tornando um imperativo e implica na construção de práticas pedagógicas que respondam ao contexto atual, colocando o discente como protagonista e o docente como orientador no processo de ensino e aprendizagem. Desta forma, planejou-se e executou-se a prática “Espaços Cooperativos” na qual se englobaram metodologias ativas, o tripé ensino, pesquisa e extensão bem como o uso de tecnologias, procurando fomentar a cooperação entre os integrantes. A prática se mostrou profícua em seus resultados, com boa aceitação e maior comprometimento no tocante às aprendizagens individuais e coletivas.

https://doi.org/10.20396/tsc.v7i1.14700
PDF

Referências

BACICH, L.; TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. (Orgs.). Ensino Híbrido – personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

CORBELLINI, S. Cooperação: uma alavanca no processo de ensino-aprendizagem na Educação a Distância. Revista Novas Tecnologias na Educação (RENOTE), v. 9, n. 2, 2011, p. 17-27. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/renote/article/view/25109. Acesso em: 11 jul. 2010.

DELVAL, J. Aprender na vida e aprender na escola. Porto Alegre: Artmed, 2001.

FAGUNDES, L.; SATO, L.; LAURINO-MAÇADA, D. “Aprendizes do futuro”: as inovações começaram! Brasília: SEED; MEC; PROINFO, 1999. (Informática para a mudança na educação).

FROES, B., T. A política de educação à distância na LDB: buscando entender o discurso oficial. In: JAMBEIRO, O.; RAMOS, F. (Org). Internet e educação a distância. Bahia: Edufba, 2002, p.119-134.

KAPP, K. M. The gamification of learning and instruction: game-based methods and strategies for training and education. San Francisco: Pfeiffer, 2012.

MORAN, J. M. Mudando a educação com metodologias ativas. Coleção Mídias Contemporâneas. Convergências Midiáticas, Educação e Cidadania: aproximações jovens, v. 2, 2015a.

MORAN, J. M. Ensino híbrido na visão de José Manuel Moran. 2015b. Disponível em: http://web2-ticnopresead.blogspot.com/2015/07/ensino-hibrido-na-visao-do-grandejose. html. Acesso em: 19 jul. 2016.

MORAN, J. Educação híbrida: um conceito-chave para a educação, hoje. In: BACICH, L; TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. (Org.). Ensino Híbrido – personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015c.

PESCADOR, C. M.; VALENTINI, C. B.; FAGUNDES, L. C. Laptops educacionais na modalidade 1: movimentos de inclusão digital em comunidades rurais. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 25, n. 60, p. 657-677, 2016.

PETER, O. A Educação a Distância em transição: tendências e desafios. Porto Alegre: Unisinos, 2003.

PIAGET, J. Estudos Sociológicos. São Paulo: Companhia Editora Forense, 1973.

PIAGET, J. A teoria de Piaget. In: MUSSEN, R.H. (Org.). Carmichael, Psicologia da Criança. Desenvolvimento Cognitivo I. São Paulo: EPU/EDUSP, 1977. v. 4.

PIAGET, J. Sobre a pedagogia. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1998.

REAL, L. M. C.; CORBELLINI, S. Trabalho de conclusão de curso (TCC) em um curso de graduação modalidade EAD: uma proposta cooperativa construída em ambiente a distância. RENOTE - Revista Novas Tecnologias na Educação (UFRGS, online), v. 9, n.1, p. 17-27, 2011.

SAMPAIO, H.; FREITAS M. A indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão – És tu a Universidade que estava por vir ou esperaremos por outra? In: FREITAS, L.; MARIZ, R.; CUNHA, J. L. (org.) Educação Superior: princípios, finalidades e formação continuada de professores. Brasília: Universa: Léer Livro, 2010.

SANTAELLA, L. A crítica das mídias na entrada do século XXI. In: PRADO, J. L. A. (org.). Crítica das práticas midiáticas: da sociedade de massa às ciberculturas. São Paulo: Hackers Editores, 2002.

SOARES, E. M. S.; VALENTINI, C. B. Tecnologias digitais: práticas e reflexões no contexto do ensino fundamental. Revista Linhas, Florianópolis, v. 13, n. 2, p. 74-88, 2012.

TONELLI, M. J.; WILNER, A. Inovação na educação: Desafios e oportunidades. GV EXECUTIVO, [S.l.], v. 18, n. 6, p. 2-3, dez. 2019. ISSN 1806-8979. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/gvexecutivo/article/view/80920/77276. Acesso em: 16 Jun. 2020.

VALENTE, J. A. Prefácio - In: BACICH, L; TANZI NETO, A.; TREVISANI, F. M. (Org.). Ensino Híbrido – personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre: Penso, 2015.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 Silvana Corbellini, Luciane Magalhães Corte Real

Downloads

Não há dados estatísticos.