Projetos de trabalho para a aprendizagem interdisciplinar de Língua portuguesa, matemática e tecnologias digitais

uma experiência com alunos do 6º ano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/tsc.v6i2.14529

Palavras-chave:

Projetos de trabalho, Interdisciplinaridade, Protagonismo, Aprendizagem criativa

Resumo

O presente trabalho apresenta um relato de experiência em uma escola da rede privada de Belo Horizonte – MG, e consiste em demonstrar a metodologia utilizada para desenvolver a interdisciplinaridade na aprendizagem de Língua Portuguesa, Matemática e Tecnologias Digitais em turmas do 6º ano do Ensino Fundamental. O trabalho desenvolvido teve como objetivo a criação de um brinquedo feito de material reaproveitado e teve como ponto de partida a leitura do livro Tudo pode ser brinquedo, de Angela Leite de Souza. Os resultados obtidos apontam para a eficiência do projeto a partir de fichas, de fotos, de vídeos, e comprovam os benefícios da atividade interdisciplinar e as trocas possibilitadas pelas diferentes linguagens envolvidas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda dos Santos Reda de Souza, Colégio Santa Maria Minas

Doutoranda em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Coordenadora de ensino no Colégio Santa Maria Minas - unidade Nova Suiça.

 

Dusnelda Gonçalves de Souza, Colégio Santa Maria Minas

Graduada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Professora de Português pelo Colégio Santa Maria Minas.

 

Pedro Henrique Ferreira Lima, Colégio Santa Maria Minas

Bacharel em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Especialização em Informática na Educação pelo Instituto Pedagógico de Minas Gerais -  IPEMIG. Professor de Tecnologias Digitais e Educação Digital no Colégio Santa Maria Minas.

 

Silvia Osória Silveira, Colégio Santa Maria Minas

Mestranda em Educação Tecnológica pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais -CEFET-MG. Professora de matemática da educação básica pelo Colégio Santa Maria Minas.

 

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf. Acesso em: 10 jun. 2018.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Currículo Referência de Minas Gerais. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/implementacao/curriculos_estados/document o_curricular_mg.pdf. Acesso em: 13 jun. 2019.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1997.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. 13ª ed. São Paulo: Papirus, 2008. (Coleção Magistério: Formação e Trabalho Pedagógico).

FRIGOTTO, Gaudêncio. A interdisciplinaridade como necessidade e como problema nas ciências sociais. Ideação. v.10, n. 1, p. 41-62. 1o. semestre, 2008.

JAPIASSU, Hilton. Introdução ao Pensamento Epistemológico. Rio de Janeiro: F. Alves, 1976.

MORIN, Edgar. Educação e complexidade: os sete saberes e outros ensaios. São Paulo: Cortez, 2005.

OLIVEIRA, Laís P. A prática da leitura na biblioteca e suas relações no processo de alfabetização dos alunos da primeira série do ensino fundamental. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Pedagogia), Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

PAVIANI, Jayme. Interdisciplinaridade: conceito e distinções. Porto Alegre: Edições Pyr, 2005.

SOUZA, Angela Leite de. Tudo pode ser brinquedo. São Paulo: Lê, 1988.

Downloads

Publicado

17-12-2019

Como Citar

SOUZA, A. dos S. R. de; SOUZA, D. G. de; LIMA, P. H. F.; SILVEIRA, S. O. Projetos de trabalho para a aprendizagem interdisciplinar de Língua portuguesa, matemática e tecnologias digitais: uma experiência com alunos do 6º ano. Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, Campinas, SP, v. 6, n. 2, p. 183–196, 2019. DOI: 10.20396/tsc.v6i2.14529. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14529. Acesso em: 5 fev. 2023.