Meninas++

uma iniciativa para fomentar a participação feminina na área de computação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/tsc.v3i1.14475

Palavras-chave:

Tecnologia da informação, Mulheres na tecnologia

Resumo

No intuito de melhorar a participação feminina na área deTI, é necessário identificar as razões para a falta de interesse das mulheres, bem como desenvolver ações para disseminar os cursos de graduação em computação. Nesse sentido, esse artigo apresenta a iniciativa Meninas++ e as atividades desenvolvidas, no período de Fevereiro/2014 à Março/2015, em uma escola pública. Os resultados mostraram que a “falta de conhecimento” foi o principal motivo para as alunas evitarem à área de Computação/TI. Dessa forma, foram realizadas diversas atividades na escola, tais como palestras, dinâmicas em grupo, visita técnica e minicursos. Além disso, são apresentadas as principais dificuldades e desafios vivenciados no projeto durante seu desenvolvimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Ferreira Rodrigues, Universidade Federal de Uberlândia

Doutoranda em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

 

Adriana Zanella Martinhago, Universidade Federal de Viçosa

Doutorado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal de Viçosa, campus Rio Paranaíba. Professora associada na Universidade Federal de Viçosa campus Rio Paranaíba.

 

Rachel Carlos Duque Reis, Universidade Federal de Viçosa

Doutorado em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo (ICMC-USP). Professora adjunta na Universidade Federal Viçosa, campus Rio Paranaíba (UFV-CRP).

 

Referências

ADA INITIATIVE. Who we are. 2015. Disponível em: http://adainitiative.org/. Acesso em: 10 ago. 2016.

ADA LOVELACE DAY. Disponível em: http://findingada.com/. Acesso em: 10 ago. 2016.

ANITA BORG INSTITUTE. Anita Borg Institute for Women and Tecnology. 2015. Disponível em: http://anitaborg.org/. Acesso em: 10 ago. 2016.

BELL, T.; WITTEN, I. H.; FELLOWS, M.. Computer Science Unplugged: Ensinando Ciência da Computação sem uso do computador. Tradução por Luciano Porto Barreto. Disponível em: http://csunplugged.org. Acesso em: 10 ago. 2016.

BORGES, K. F. C.; IDE, M. H. S.; DURÃES, S. J. A. Mulheres na educação superior no Brasil: estudo de caso do Curso de Sistema de Informação da Universidade Estadual de Montes Claros (2003/2008). VIII Congresso Iberoamericano de Ciência, Tecnologia e Gênero, 2010.

CASTRO, B. Os gargalos para o ingresso e a permanência das mulheres no mercado de TI no Brasil. XII Conferencia Regional sobre la Mujer de la America Latina y Caribe, 2013.

CBSOFT. Sessão de projetos de extensão de inclusão de gênero na área de tecnologia. Workshop Mulheres na Tecnologia - CBSOFT 2013. Disponível em: http://cbsoft2013.unb.br/workshop-mulheres-na-tecnologia. Acesso em: 27 mar. 2016.

COR DE ROSA. Coletivo feminino em tecnologia. Disponível em: http://meninas.sbc.org.br/index.php/portfolio/code-rosa/. Acesso em: 10 ago. 2016.

CSBC-WIT-2011. WIT – Women in Information Technology. XXXI Congresso da Sociedade Brasileira de Computação – CSBC 2011. Disponível em: https://www.dimap.ufrn.br/csbc2011/eventos/wit.php. Acesso em: 10 ago. 2016.

CSBC-WIT- 2013. WIT – Women in Information Technology. XXXIII Congresso da Sociedade Brasileira de Computação - CSBC 2013. Disponível em: http://www.ic.ufal.br/csbc2013/noticias/wit> Acesso em: 10 ago. 2016.

CSBC-WIT-2014. WIT – Women in Information Technology. XXXIV Congresso da Sociedade Brasileira de Computação - CSBC 2014. Disponível em: http://csbc2014.cic.unb.br/index.php/wit. Acesso em: 10 ago. 2016.

CSBC-WIT- 2015. WIT – Women in Information Technology. XXXV Congresso da Sociedade Brasileira de Computação – CSBC 2015. Disponível em: http://csbc2015.cin.ufpe.br/eventos_descricao/9 /. Acesso em: 10 ago. 2016.

DALMAZO, L.. Mercado de TI com um toque feminino. Computerworld. Disponível em: http://pcworld.com.br/reportagens/2007/03/08/idgnoticia.2007-03-08.2044313169/. Acesso em: 10 ago. 2016.

DIGITAL GIRLS IN RIO. Disponível em: http://meninas.sbc.org.br/index.php/portfolio/digital-girls-in-rio/. Acesso em: 10 ago. 2016.

EMILIA ARMAÇÃO EM BITS. Disponível em: http://emilias.dainf.ct.utfpr.edu.br//. Acesso em: 10 ago. 2016.

INCLUDE MENINAS. Disponível em: http://meninas.sbc.org.br/index.php/portfolio/include/. Acesso em: 10 ago. 2016.

LOUZADA, C. S.; GOMES, W. E.; NUNES, M. A. S. N.; SALGUEIRO, E. M.; ANDRADE, B.T.; LIMA, P. S. de. Um Mapeamento das publicações sobre o ingresso das mulheres na computação. VI Congresso de la Mujer Latinoamericana em La computacion – LAWCC 2014, 2014.

MAGALHÃES, K. Divas. Disponível em: http://ifce.edu.br/aracati/menu/projetos-de-extensao/divas. Acesso em: 10 ago. 2016.

MENINAS.COM. Disponível em: http://meninas.cic.unb.br/atividades.php. Acesso em: 10 ago. 2016.

MENINAS DIGITAIS. Disponível em: http://meninas.sbc.org.br/. Acesso em: 10 ago. 2016.

MENINAS DIGITAIS REGIONAL MATO GROSSO. Disponível em: https://meninasdigitaismatogrosso.org/sobre/. Acesso em: 10 ago. 2016.

MENINAS DIGITAIS REGIONAL SUL. Disponível em: http://labtec.ufsc.br/meninasdigitaisufsc/. Acesso em: 10 ago. 2016.

MENINAS NA CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. Disponível em: http://meninas.sbc.org.br/index.php/portfolio/meninas-na-ciencia-da-computacao/.Acesso em: 10 ago. 2016.

MENINAS NA COMPUTAÇÃO. Disponível em: http://meninasnacomputacao.com.br/. Acesso em: 10 ago. 2016.

MENINAS TAMBÉM JOGAM. Disponível em: http://meninas.sbc.org.br/index.php/portfolio/meninas-tambem-jogam/. Acesso em: 10 ago. 2016.

MONARD, M. C.; FORTES, R. P. M. Uma Visão da Participação Feminina nos Cursos de Ciência da Computação no Brasil. V Congresso de la Mujer Latinoamericana em La Computacion - LAWCC 2013, p. 6 - 12, 2013.

NUNES, D. J. Educação Superior em Computação, Estatísticas 2012. Sociedade Brasileira de Computação - SBC. Disponível em: http://www.sbc.org.br/documentos-da-sbc/summary/133-estatisticas/772-estatisticas-educacao2012. Acesso em: 10 ago. 2016.

RAMOS, N. Y. B.. Android Smart Girls: Análise observacional e por survey de um curso para ensino de progressão de computadores voltado a garotas do ensino médio. Trabalho de conclusão de curso, Unicamp, 2014.

ROBÔS MARIAS. Disponível em: http://meninas.sbc.org.br/index.php/portfolio/robo-marias/. Acesso em: 10 ago 2016. SALES, A.; CALADO, B.; SILVA, D. R. D.; MATTOS, G. de O.; MOREIRA, J. A. Dificuldade para o ingresso e permanência na Ciência e Engenharia da Computação: Um olhar Feminino. 18º REDOR, 2014.

SCHWARTZ, J.; CASAGRANDE, L.S., LESZCZYNSKI, S. A. C.; CARVALHO, M. G. Mulheres na informática: quais foram as pioneiras?. Caderno. Pagu [online]. n.27, pp.255-278. 2006. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590. Acesso em 10 ago. 2016.

SILVA, G. R., REIS, R. C. D. Meninas++ - A brazilian project to attract more girls to IT. New York Celebration of Women in Computing - NYCWiC, Syracuse, NY, 2015.

UFV-NOTÍCIAS. Projeto de Extensão de Rio Paranaíba representa UFV em evento internacional. Disponível em: https://www2.dti.ufv.br/ccs_noticias/scripts/exibeNoticia.php?codNot=23361. Acesso em: 10 ago. 2016.

Downloads

Publicado

20-12-2015

Como Citar

NUNES, M. M.; RODRIGUES, L. F.; MARTINHAGO, A. Z.; SOARES, L. S.; REIS, R. C. D. Meninas++: uma iniciativa para fomentar a participação feminina na área de computação. Tecnologias, Sociedade e Conhecimento, Campinas, SP, v. 3, n. 1, p. 58–78, 2015. DOI: 10.20396/tsc.v3i1.14475. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tsc/article/view/14475. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)