Inserção de mulheres e homens com nível superior de escolaridade no mercado de trabalho brasileiro

Autores

  • Eugenia Troncoso Leone Universidade Estadual de Campinas
  • Luciana Portilho Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/tematicas.v26i52.11709

Palavras-chave:

Gênero, Educação superior, Rendimentos, Mercado de trabalho

Resumo

A educação superior tem sido um fator importante no progresso profissional das mulheres. As conquistas femininas no campo educacional não têm sido acompanhadas por conquistas de dimensão equivalente no mercado de trabalho. As diferenças de rendimento entre os sexos, embora ocorram em todos os níveis de escolaridade, são maiores na educação superior, onde as mulheres constituem mais da metade dos ocupados com essa escolaridade. Muitas ocupações com exigências de nível superior de escolaridade para as mulheres não proporcionam rendimentos tão elevados como ocupações do mesmo grau de instrução para homens, além da maior dificuldade de ascensão por parte das mulheres aos espaços de poder e decisão. Este artigo estuda essas diferenças entre homens e mulheres com nível superior de escolaridade.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eugenia Troncoso Leone, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em economia pela Universidade Estadual de Campinas.

Luciana Portilho, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Desenvolvimento Econômico pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BARROSO, C. L. de M. e MELLO, G. N. de. “O acesso da mulher ao ensino superior brasileiro”. In Cadernos de Pesquisa, nº 15, dez 1975.

BELTRÃO, K. I.; ALVES, J.E.D. “A Reversão do hiato de gênero na educação brasileira no século XX”. Cadernos de Pesquisa, v.39, n.136, jan./abr., 2009.

BELTRÃO, K.; TEIXEIRA, M. “Cor e gênero na seletividade das carreiras universitárias.” In: SOARES, S. et al. (Eds.) Os Mecanismos de discriminação racial nas escolas brasileiras. Rio de Janeiro: Ipea; Fundação Ford, 2005.

GUEDES, M. de C. e ALVES, J. E. D. 2004. A população feminina no mercado de trabalho entre 1970-2000: particularidades do grupo com nível universitário. Anais do XIV Encontro Nacional de Estudos de População, ABEP, Caxambu – MG, setembro.

GUEDES, M. de C. A inserção dos trabalhadores mais escolarizados no mercado de trabalho brasileiro: uma análise de gênero. Trab. educ. saúde, vol.8 n.1 Rio de Janeiro, 2010.

Downloads

Publicado

2018-12-30

Como Citar

LEONE, E. T.; PORTILHO, L. Inserção de mulheres e homens com nível superior de escolaridade no mercado de trabalho brasileiro. Tematicas, Campinas, SP, v. 26, n. 52, p. 227–246, 2018. DOI: 10.20396/tematicas.v26i52.11709. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tematicas/article/view/11709. Acesso em: 17 jan. 2022.