Cultura Política e Educação Patrimonial: a Lei 10.639/03 – possíveis contribuições

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20888/ridpher.v6i00.14328

Palavras-chave:

Cultura Política., Educação Patrimonial., Lei 10.639\03., Patrimônio Cultural., Identidade.

Resumo

O trabalho aqui apresentado teve como objetivo analisar o significado de Cultura Política, a influência desta cultura no desenvolvimento da Lei 10.639-03 - que trata da obrigatoriedade do ensino da história e da cultura afro-brasileira nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, das instituições públicas e privadas - na Educação Patrimonial e sua relação especialmente com os bens identificados como da Cultura Afro e Afro-Brasileira. Assim que, se pesquisou a história das políticas de Patrimônio ao longo do séc. XX, concentrando estes esforços em aspectos gerais desta temática no Brasil. Os conceitos privilegiados são o de Cultura Política e Educação Patrimonial. Para tanto, foi utilizada a metodologia da História Cultural, com atenção para as produções simbólicas no campo da cultura e com a pesquisa em fontes secundárias, mas também em referências as legislações e a Constituição Federal de 1988. Com esse método, pretende-se lograr o uso de um “procedimento racional e ordenado”, com a avaliação do material bibliográfico e documental pesquisado, a aferição dos dados e a análise reflexiva, a fim de alcançar os objetivos aqui estabelecidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nara Maria de Santana, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - CEFET RJ

Pós-Doutorada em História das Idéias Políticas CAPES - UFES (2016); Doutora em História pela Universidade Federal Fluminense - UFF (2005) e Mestre em História pela UFF (1999). Atualmente é professora de História do Centro Federal de Educação Tecnólogica Celso Suckow da Fonseca (CEFET RJ), Unidade Petrópolis, no bacharelado de Turismo e no Mestrado em Relações Étnico-raciais e Mestrado Profissional em Filosofia.

Niara Oiara da Silva Aureliano, Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - CEFET RJ

Jornalista graduada pela Universidade Federal de Alagoas UFAL (2014), mestranda ligada ao Programa de Pós-Graduação em Relações Étnico-Raciais (PPRER) do CEFET RJ.

Referências

BERSTEIN, Serge. A Cultura Política. In: RIOUX, Jean-Pierre; SIRINELLI, Jean-François. Para uma história cultural. Lisboa: Editorial Estampa, 1998.

BRASIL. [BRASIL, (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 10 maio 2020.

BRASIL. Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7716.htm. Acesso em: 20 maio 2020.

BRASIL. Lei nº 8.081, de 21 de setembro de 1990. Disponível em: 1990.http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L8081.htm. Acesso em: 20 maio 2020.

CARDOSO, Ciro Flamarion. Um historiador fala de teoria e metodologia: ensaios. Bauru (SP): EDUSP, 2005.

CARVALHO, Talita de. Capoeira: um ato de resistência. 2018. Disponível em: https://www.politize.com.br/capoeira-um-ato-de-resistencia/. Acesso em: 08 dez. 2020.

CAVALCANTI, Lauro. Modernistas, arquitetura e patrimônio. In: PANDOLFI, Dulce. Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro (RJ): Ed. Fundação Getúlio Vargas, 1999.

CORREIA, Maria Rosa (Org.). Oficina de Estudos da Preservação (Coletânea I). Rio de Janeiro: IPHAN, 2008.

CORREIA, Maria Rosa (Org.). Oficina de Estudos da Preservação (Coletânea II). Rio de Janeiro: IPHAN, 2009.

FAUSTO, Boris. A Revolução de 30: Historiografia e História. São Paulo, Brasiliense, 1970.

FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucilia de (Org.). O tempo do nacional-estatismo: do início da década de 30 ao apogeu do Estado Novo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

GUIBERNAU, Montserrat. Nacionalismos: o estado nacional e o nacionalismo no século XX. Rio de Janeiro: Zahar, 1997.

HOBSBAWN, Eric; RANGER, Terence. A Invenção das Tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1984. 316p.

HORTA, Maria de Lourdes Parreiras. Educação Patrimonial: o que é educação patrimonial. 2013. Disponível em: http://www.tvebrasil.com.br/salto/boletins2003/ep/text1.htm. Acesso em: 10 out. 2019.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Bens Tombados e Registrados. 2020. Disponível em: http://portal.Iphan.gov.br/pagina/detalhes/1938. Acesso em: 15 ago. 2020.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Patrimônio imaterial. 2020. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/234. Acesso em: 07 dez. 2020.

KNACK, Eduardo Roberto Jordão. Cultura Política, Imaginário e Patrimônio Histórico. Revista Semina, v. 6, n. 1, 2008, publ. n. 2º sem. 2009.

LIMA FILHO, Manuel Ferreira; ECKERT, Cornelia; BELTRÃO, Jane Felipe (Orgs.). Antropologia e Patrimônio Cultural – Diálogos e Desafios Contemporâneos. Blumenau: Nova Letra, 2007.

MAGALHÃES, Aline Montenegro. Inspetoria de Monumentos Nacionais (1934-1937). In: REZENDE, Maria Beatriz; GRIECO, Bettina; TEIXEIRA, Luciano; THOMPSON, Analucia (Orgs.). Dicionário IPHAN de Patrimônio Cultural. Rio de Janeiro, Brasília: IPHAN/DAF/Copedoc, 2015. (verbete). Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/dicionarioPatrimonioCultural/detalhes/29/inspetoria-de-monumentos-nacionais-1934-1937. Acesso em: 15 ago. 2020.

MESENTIER, Leonardo. Impacto da Preservação sobre o desenvolvimento urbano. IPPUR/UFRJ, 1988.

MILLET, Vera. A teimosia das pedras: um estudo sobre a proteção do patrimônio ambiental urbano. Olinda: Prefeitura de Olinda, 1988.

MÜLLER, Tânia Mara Pedrozo; COELHO, Wilma de Nazaré Bahia; FERREIRA, Paulo Antônio Barbosa (orgs.). Relações étnico-raciais; formação de professores e currículo. São Paulo: Livraria da Física, 2015. (Coleção Formação de Professores e Relações étnico-raciais).

RÉMOND, René. Do Político. In: RÉMOND, René (Org.). Por uma História Política. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 1996.

TRAJANO FILHO, Wilson. Patrimonialização dos artefatos culturais e a redução dos sentidos. In: SANSONE, Livio (Org.). Memórias da África: patrimônios, museus e políticas das identidades. Salvador: EDUFBA, 2012. p. 11-40.

TOLENTINO, Átila Bezerra. Educação Patrimonial e Construção de Identidades: Diálogos, Dilemas e Interfaces. Revista CPC, São Paulo, n. 27 especial, p.133-148, jan./jul. 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

SANTANA, Nara Maria de; AURELIANO, Niara Oiara da Silva. Cultura Política e Educação Patrimonial: a Lei 10.639/03 – possíveis contribuições. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 6, n. 00, p. e020031, 2020. DOI: 10.20888/ridpher.v6i00.14328. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/14328. Acesso em: 15 jul. 2024.