Banner Portal
"Gente Humilde": um tema, duas canções
PDF

Palavras-chave

Canção popular brasileira
Décadas de 1950 e 1960
Gente humilde
Condição de pobreza

Como Citar

VICENTE, Rodrigo Aparecido. "Gente Humilde": um tema, duas canções. Música Popular em Revista, Campinas, SP, v. 2, n. 2, p. 37–66, 2014. DOI: 10.20396/muspop.v2i2.12939. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/muspop/article/view/12939. Acesso em: 14 jul. 2024.

Resumo

Neste estudo, são analisadas duas versões de “Gente humilde” (Garoto), obra originalmente composta para violão que recebeu, entre 1950 e 1970, duas interpretações na forma de canção. A primeira, de autoria desconhecida, é uma narrativa em terceira pessoa que busca representar um espaço sócio-geográfico habitado pelos grupos menos favorecidos economicamente, traduzindo um imaginário para o qual esse espaço se constitui enquanto reserva de “pureza” e “felicidade”. Já na segunda versão, assinada por Vinicius de Moraes e Chico Buarque, ouve-se um momento de autorreflexão de um individuo sensibilizado com a precariedade das condições sociais de existência dos mais “humildes”, oscilando, contudo, entre uma postura mais consequente do ponto de vista político e outra marcada pela tentativa de retorno a um modo de vida comunitário. Tanto na primeira versão, narrada por uma espécie de “voz social”, quanto na segunda, que aponta para a crise de uma autoimagem orientada pelo ideal de “povo” e “nação” enquanto “totalidade”, constata-se que a condição de pobreza acaba por ser naturalizada. Neste artigo, procurar-se-á demonstrar como essa naturalização pode ser identificada a partir de uma análise formal das obras que enfatize as ambivalências e contradições inscritas em suas estruturas.

https://doi.org/10.20396/muspop.v2i2.12939
PDF

Referências

ADORNO, Theodor W. Introdução à Sociologia da Música: doze preleções teóricas. São Paulo: Editora Unesp, 2011.

______. A indústria cultural. COHN, Gabriel (Org.). Theodor W. Adorno: Sociologia. São Paulo: Ática, 1986.

ANTONIO, Irati. & PEREIRA, Regina. Garoto, sinal dos tempos. Rio de Janeiro: FUNARTE, 1982.

BELLINATI, Paulo. The Guitar Works of Garoto, vols. 1 and 2. San Francisco-CA: GSP, 1991.

BOURDIEU, Pierre. A Distinção: crítica social do julgamento de gosto. São Paulo: Edusp; Porto Alegre, RS: Zouk, 2008.

CANDIDO, Antonio. A personagem do romance. In: ______(Org.). A personagem de ficção. 9. ed. São Paulo: Perspectiva, 1992.

______. Literatura e Sociedade: Estudos de Teoria e História Literária. 11. ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2010.

CHAUÍ, Marilena. Cultura e Democracia: o discurso competente e outras falas. São Paulo: Editora Moderna, 1980.

ELIAS, Norbert. A Sociedade dos Indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar, 1994.

______. Escritos & Ensaios, 1: Estado, processo, opinião pública. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006.

FERNANDES, Florestan. Mudanças sociais no Brasil. 4. ed. São Paulo: Global, 2008.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. Walter Benjamin ou a história aberta. (Prefácio) In: BENJAMIN, Walter. Magia e Técnica, Arte e Política: ensaios sobre literatura e história da cultura; tradução de Sergio Paulo Rouanet. 7. ed. São Paulo: Brasiliense, 1994, p.7- 19.

GARCIA, Walter. Bim Bom: a contradição sem conflitos de João Gilberto. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

KRAUSCHE, Valter. A Rosa e o Povo: arte engajada nos anos 60 no Brasil. São Paulo: Dissertação de Mestrado, PUC-SP, 1984.

LEITE, Sebastião Uchoa. Cultura popular: esboço de uma resenha crítica. Revista Civilização Brasileira, Rio de Janeiro, n. 4, setembro de 1965.

MELLO, Jorge. Gente Humilde: Vida e Música de Garoto. São Paulo: Edições SESC SP, 2012.

______. Gente humilde (versão original). Sovaco de cobra, 20 set. 2007. Disponível em: . Acesso: 12 set. 2013.

MORAES, Vinicius de. Samba falado: crônicas musicais. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2008.

______. Diz-que-Discos. Flan, Caderno “Mulher, mundanismo, arte e passatempo”, n. 14, 12-18 jul. 1953, p. 2.

SAROLDI, Luiz Carlos & MOREIRA, Sônia Virginia. Rádio Nacional: O Brasil em Sintonia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1984.

SOUZA, Tárik de. & ANDREATO, Elifas. Entrevista: João Gilberto. Em: ______. Rostos e Gostos da música popular brasileira. Porto Alegre, RS: L&PM, 1979, pp. 49-56.

TATIT, Luiz. O cancionista: composição de canções no Brasil. São Paulo: EDUSP, 1995.

WERNECK, Humberto. Chico Buarque: Letra e Música. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 1989.

A publicação Música Popular em Revista em sua obra adota e está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.