A presença indígena brasileira nas Bienais de São Paulo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4674

Palavras-chave:

Bienal de São Paulo, Arte indígena, Protagonismo indígena, Arte indígena contemporânea

Resumo

O texto busca apresentar o modo como se deu a presença indígena na Bienal de São Paulo e o recente reconhecimento de artistas indígenas brasileiros. Na maior parte das bienais, os povos indígenas foram tratados como tema de obras de arte, contudo, nos últimos anos o protagonismo de artistas indígenas brasileiros vem se notabilizando com prêmios e exposições. Na 34ª Bienal, cinco artistas indígenas brasileiros exibiram suas obras, tendo Jaider Esbell como grande destaque desta edição. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daiane Marques, Universidade Federal de São Paulo

Mestranda em História da Arte pela Universidade Federal de São Paulo.

Referências

ALMEIDA, Maria Inês de. Mira! - Artes Visuais Contemporâneas dos Povos Indígenas. Revista Mundo Amazônico [online], nº 5, 2014, p. 185-188.

AMARANTE, Leonor. As bienais de São Paulo / 1951 a 1987. São Paulo: Projeto, 1989, p. 237.

BELTING, Hans. O fim da história da arte: uma revisão dez anos depois. São Paulo: Cosac & Naify, 2012.

BICALHO, Poliene Soares dos Santos. O reconhecimento indígena além do direito: uma referência ao povo indígena Tapuia do Carretão. Fragmentos de Cultura, Goiânia, vol. 25, nº. 4, out./dez., 2015, p. 573-584.

BICALHO, Poliene Soares dos Santos. Protagonismo indígena no Brasil: Movimento, cidadania e direitos (1970-2009). Tese (Doutorado em História). Brasília: Universidade de Brasília, 2010.

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. Introdução a uma História Indígena. In:______ (Org.) História dos Índios no Brasil. São Paulo: Cia da Letras; Secretaria Municipal de Cultura: FAPESP, 1992, p. 9-24.

CARVALHO, Maria Rosário de. Criatividade e Protagonismo Indígenas. Cadernos de Arte e Antropologia, vol. 2, n.2, 2013, p. 5-11.

ESBELL, Jaider. Arte indígena contemporânea e o grande mundo. Select, nº. 39, ano 7, 2018, p. 98-103.

ESBELL, Jaider. Makunaima, o meu avô em mim!. Iluminuras, vol. 19, n. 46, jan./jul., 2018, p. 11-39.

FABBRINI, Ricardo Nascimento. Para uma história da Bienal de São Paulo: da arte moderna à contemporânea. Revista USP, São Paulo, nº. 52, dez./fev., 2001-2002, p. 46-55.

GOLDSTEIN, Ilana. Da “representação das sobras” à “reantropofagia”: Povos indígenas e arte contemporânea no Brasil. MODOS: Revista de história da arte, vol. 3, n. 3, set./dez., 2019, p. 68-96.

GUERRA, Vania Maria Lescano e VALIENTE, Maria Francisca. Entre o discurso do “Acampamento Terra Livre” e a (ex)(in)clusão social: O (per)curso identitário dos povos indígenas. Domínios de lingu@gem, vol. 8, n. 3, ago./dez., 2014, p. 86-107.

HOFFMANN, Ana. Crítica de arte e Bienais: as contribuições de Geraldo Ferraz. Tese (Doutorado em Artes). São Paulo: ECA-USP, 2007.

HOFFMANN, Ana. A arte brasileira na II Bienal São Paulo. Dissertação (Mestrado em História). Campinas: IFCH-UNICAMP, 2002.

JÓFEJ, Lúcia Fernanda. A proteção legal do patrimônio cultural dos Povos Indígenas no Brasil. ARAÚJO, Ana Valéria (Org.). Povos Indígenas e a Lei dos Brancos: o direito à diferença. Série Vias dos Saberes, vol. 3. Brasília: MEC/SECAD; Rio: LACED/Museu Nacional, 2006, p. 138.

MIGNOLO, Walter; GÓMEZ, Pedro Pablo (Eds.). Estéticas y opción decolonial. Bogotá: Editorial Universidad Distrital Francisco José de Caldas, 2012.

MONTEIRO, John Manuel. Negros da Terra: Índios e Bandeirantes nas origens de São Paulo. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

NHEDO, Marcela Matos. Etnias nas Bienais de São Paulo: deslocamentos de um tema nas obras de Adriana Varejão e Maria Bonomi. Tese (Doutorado em Artes). Campinas: Universidade de Campinas, 2018.

OLIVEIRA, Paulo César. O direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado e os direitos indígenas. ARAÚJO, Ana Valéria (Org.). Povos Indígenas e a Lei dos Brancos: o direito à diferença. Série Vias dos Saberes, vol. 3. Brasília: MEC/SECAD; Rio: LACED/Museu Nacional, 2006, p. 112.

OLIVEIRA, Rita de Cássia Alves. Bienal de São Paulo, impacto na cultura brasileira. São Paulo em perspectiva, vol. 15, n. 3, 2001.

OLIVEIRA, Rita de Cássia Alves. A Bienal de São Paulo: forma histórica e produção cultural. Tese (Doutorado em Ciências Sociais). São Paulo: Pontifícia Universidade Católica, 2001.

PRICE, Sally. A arte dos povos sem história. Afro-Ásia, vol. 18, 1996, p. 205-224.

QUIJANO, Anibal. A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais - Perspectivas latino-americanas. CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, 2005.

QUINTAL, William Rezende. O índio no Modernismo: A indianidade em Bartira de Victor Brecheret. Dissertação (Mestrado em Arte). Brasília: Universidade de Brasília, 2018.

QUINTERO, Pablo; FIGUEIRA, Patrícia; e ELIZALDE, Paz Concha. Uma breve história dos estudos decoloniais. MASP Afterall, edição 2019, p. 1-11.

RIBEIRO, Darcy. Os índios e a civilização: A integração das populações indígenas no Brasil moderno. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1970.

RIBEIRO, Luciara. Modernismos africanos nas bienais de São Paulo (1951-1961). Dissertação (História da Arte). Guarulhos: PPGHA-UNIFESP, 2019.

RIBEIRO, Maria Izabel. A arte indígena de Victor Brecheret. A arte indígena de Victor Brecheret. Catálogo editado por ocasião da mostra realizada na Caixa Cultural, 2009.

RICARDO, Carlos Alberto. Quem fala em nome dos Índios?. In: RICARDO, Carlos Alberto. Povos Indígenas no Brasil: 1991/1995, São Paulo: Instituto Socioambiental, 1996.

SPRICIGO, Vinícius. A exposição como medium: as bienais a partir das perspectivas teóricas abertas por Vílem Flusser. Periódico Permanente, v. 2, p. 1, 2013.

TAVARES, Paola Amaral. Artes Visuais Indígenas Contemporâneas do Brasil: resistência e manifestações indígenas através de expressões artísticas. Rebento, São Paulo, nº 9, dez., 2018.

TERENA, Naine. Lentes ativistas e a arte indígena. Zum - Revista de Fotografia, dez., 2019. Disponível em: https://revistazum.com.br/radar/arte-indigena/. Acesso em: 23 jan. 2022.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

MARQUES, D. A presença indígena brasileira nas Bienais de São Paulo. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 370–381, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4674. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4674. Acesso em: 2 fev. 2023.