Coletivo Kokir

aproximações entre artesanato e arte indígena contemporânea

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4670

Palavras-chave:

Arte indígena, Artefato, Artesanato, Museus

Resumo

Neste texto considerarei aspectos da arte indígena e suas intersecções com as tecnologias, materiais e economia do sistema ocidental. Uma das questões que proponho passará pelas noções de arte e artesanato, suas diferenciações e outros caminhos que se distanciem do binarismo ritual e utilitário. Tomarei por exemplo as produções do Coletivo Kokir, formado por indígenas Kaingang que se dedicam a produção de cestaria incorporando elementos materiais e modos de produção, distribuição e venda ocidentais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erika Kimie Koyama, Universidade Federal de São Paulo

Mestranda no Programa de Pós-graduação em História da Arte da Universidade Federal de São Paulo.

Referências

LAGROU, Els. Arte indígena no Brasil: agência, alteridade e relação. Belo Horizonte: C / Arte, 2009.

GELL, Alfred. A rede de Vogel, armadilhas como obras de arte e obras de arte como armadilhas. In: Arte e Ensaios : Revista do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais, Rio de Janeiro: Escola de Belas Artes da UFRJ, ano 8, n. 8, p. 174-191, 2001.

DANTO, Arthur. Artifact and Art. In. Art/artifact : African art in anthropology collections. New York : Center for African Art. 1989

FERNANDES, Ricardo; TOMMASINO, Kimiye. KAINGANG. Instituto Socioambiental. Povos Indígenas no Brasil. 2001. Disponível em: https://pib.socioambiental.org/pt/Povo:Kaingang#Organiza.C3.A7.C3.A3o_social_e_pol.C3.ADtica. Acesso em: 20/01/2022

CLAUDINO, Zaqueu Key. As Narrativas Kaingang nas Aldeias. In: Objetos-sujeitos: a arte kaingang como materialização de relações. FAGUNDES, Luiz Fernando Caldas; FARIAS, João Maurício. (Orgs.) Porto Alegre: FUNAI/CR Passo Fundo/CTL Porto Alegre /Editora Deriva, 2011.

JEANISCH, Damiana Bregalda. “A Arte Kaingang da produção de objetos, corpos e pessoas: Imagens de relações nos territórios das bacias do lago Guaíba e Rio dos Sinos”. Tese de Mestrado. UFRS. Porto Alegre, 2010.

FREITAS, Ana Elisa de Castro. “Mrur Jikre- a cultura do cipó: territorialidades kaingang na margem leste do lago Guaíba”. Tese de doutorado. UFRS. Porto Alegre: 2005.

SANTOS, Tadeu. Arte, Identidade e transformações na Cestaria Kaingang da terra Indígena Ivaí, no contexto de fricção interétnica. Tese de mestrado. Universidade Estadual de Maringa-PR, 2018

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

KOYAMA, E. K. Coletivo Kokir: aproximações entre artesanato e arte indígena contemporânea. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 320–331, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4670. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4670. Acesso em: 2 fev. 2023.