Dito e feito: escrita como leitura (e vice-versa) nas Memórias de Pedro Nava

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20888/ridpher.v6i00.14817

Palavras-chave:

Pedro Nava, Literatura Brasileira, Citação, Paratextos

Resumo

O presente texto pretende examinar a inter-relação entre escrita e leitura nas Memórias de Pedro Nava. Para isso, serão analisados como ela se manifesta enquanto tema, em episódios selecionados, e enquanto prática, sobretudo considerando-se os paratextos editoriais de Baú de Ossos. Como conclusão, propõe-se que o texto articula os dois níveis, nisso consistindo um dos seus mais marcantes traços distintivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Júlio de Souza Valle Neto, Universidade Federal de São Paulo

Graduou-se em 1999 bacharel em Letras pela UNICAMP, instituição pela qual também obteve, no ano seguinte, a licenciatura. Os títulos de Mestre e Doutor em Teoria e História Literária, ambos pelo Instituto de Estudos da Linguagem da referida universidade, foram obtidos respectivamente em 2006 e 2011. Em ambas as oportunidades, desenvolveu pesquisas sobre a obra do memorialista Pedro Nava (1903-1984), sempre sob a orientação do Prof. Dr. Antonio Arnoni Prado. No mestrado, examinou as inflexões do romance "O Ateneu", de Raul Pompéia, sobre a prosa das "Memórias", ao passo que em "O Modernista no Antiquário", sua tese de doutoramento, pretendeu investigar as relações entre esta obra e o movimento modernista. Também atuou na docência do ensino superior entre 2004 e 2007 (quando se afasta para usufruir de bolsa concedida pela FAPESP, instituição que fomenta as suas pesquisas desde a Iniciação Científica, orientada pelo prof. Dr. Alexandre Soares Carneiro e dedicada à crítica sobre a lírica medieval galego-portuguesa). No período, atuou como professor na Faculdade Cenecista de Capivari (FACECAP), ministrando disciplinas pertencentes, sobretudo, à área de literatura brasileira. Atuou, entre fevereiro de 2012 e abril de 2013, como professor de Língua Portuguesa no Ensino Médio da ETEC João Maria Stevanatto (Itapira-SP), ocupação que se integra a um novo momento de reflexões sobre a questão do Ensino de Literatura na Educação Básica. Atualmente, é professor adjunto da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), campus Guarulhos.

Referências

AGUIAR, Joaquim. Espaços da Memória: uma leitura de Pedro Nava. São Paulo: Edusp/FAPESP: 1998.

ARRIGUCCI Jr., Davi. Enigma e Comentário: ensaios sobre literatura e experiência. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

BOTELHO, André. “Balão Cativo: o aprendizado da memória”. Balão Cativo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012. E-book.

BUENO, Antônio Sérgio. Vísceras da Memória: uma leitura da obra de Pedro Nava. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1997.

COMPAGNON, Antoine. O trabalho da citação. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1996.

GENETTE, Gérard. Paratextos Editoriais. Trad. Álvaro Faleiros. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2009.

GUSDORF, Georges. Les écritures du moi (lignes de vie 1). Paris: Editions Odile Jacob, 1991.

LANGLADE, Gérard. “O sujeito leitor, autor da singularidade da obra”. Leitura Subjetiva e Ensino de Literatura. São Paulo: Alameda Editorial, 2013.

LE MOING, Monique. A Solidão Povoada: uma biografia de Pedro Nava. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1996.

MORAIS, Mauro. Sobrinho-neto de Pedro Nava resgata objetos pessoais, fotos e vídeos do escritor. Tribuna de Minas, 26 jun. 2018. Disponível em: https://tribunademinas.com.br/noticias/cultura/26-06-2018/sobrinho-neto-de-pedro-nava-fala-sobre-mega-exposicao-do-escritor-em-2019.html. Acesso em: 10 dez. 2020.

NAVA, Pedro. Baú de Ossos. São Paulo: Ateliê Editorial/Ed. Giordano, 1999.

NAVA, Pedro. Balão Cativo. São Paulo: Ateliê Editorial/Ed. Giordano, 2000.

NAVA, Pedro. Chão de Ferro. São Paulo: Ateliê Editorial/ Ed. Giordano, 2001.

NAVA, Pedro. Cadernos 1 e 2. São Paulo: Ateliê Editorial/Ed. Giordano, 1999.

SALGADO, Ilma de Castro Barros e. “O domicílio e a consignação do arquivo de Pedro Nava”. Verbo de Minas: Letras. Juiz de Fora, v. 11, n. 19, p. 73-85, 2011.

SAVIETTO, Maria do Carmo. Baú de Madeleines: o intertexto proustiano nas Memórias de Pedro Nava. São Paulo: Nankin Editorial, 2002.

SCHNEIDER, Michel. Ladrões de palavras: ensaio sobre o plágio, a psicanálise e o pensamento. Trad. Luiz Fernando P. N. Franco. Campinas: Editora da UNICAMP, 1990.

SUSSËKIND, Flora. “A página do lado”. Papéis Colados. Rio de Janeiro: UFRJ, 1993.

VASCONCELOS, Eliane. “De bissexto a contumaz: o arquivo pessoal de Pedro Nava”. Inventário do Arquivo Pedro Nava. Rio de Janeiro: Edições Casa de Rui Barbosa, 2001.

Downloads

Publicado

2020-12-14

Como Citar

VALLE NETO, Júlio de Souza. Dito e feito: escrita como leitura (e vice-versa) nas Memórias de Pedro Nava. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 6, n. 00, p. e020022, 2020. DOI: 10.20888/ridpher.v6i00.14817. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/14817. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO