Banner Portal
Editorial
PDF

Palavras-chave

Música
Música popular
Editorial

Como Citar

ARAGÃO, Pedro; SANTOS, Rafael dos. Editorial . Música Popular em Revista, Campinas, SP, v. 5, n. 1, p. 1–2, 2018. DOI: 10.20396/muspop.v5i1.13121. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/muspop/article/view/13121. Acesso em: 21 maio. 2024.

Resumo

Desde seu volume inaugural, a temática do rap vem tangenciando alguns artigos de Música Popular em Revista. Na primeira edição da revista, o artigo de Walter Garcia se encerra apontando o rap do Racionais MCs como uma forma de elaboração estética para um novo sistema da canção popular brasileira. Duas edições à frente, o mesmo autor examinou a releitura do rap Criolo Doido para a canção “Cálice”, de Chico Buarque e Gilberto Gil, trazendo discussões sobre as relações entre MPB e rap. Ainda nesse mesmo volume, Raquel Mendonça Martins analisou o videoclipe da canção “Vida Loka II”, do grupo Racionais MCs, revelando o potencial crítico contido em seus elementos visuais, musicais e poéticos. O rap é ainda mencionado no artigo de Eduardo Vicente e Leonardo de Marchi que apresenta um panorama histórico  da indústria fonográfica no Brasil. Por fim, na edição mais recente do periódico, Ana Terra Santos Pompeu e Suamit Marques Barreiro discutem sobre aspectos técnicos da voz no rap.

https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13121
PDF

Referências

BOTELHO, G. Notas sobre o termo e o tema “menor” presentes em performances de raps paulistanos da década de 1990. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 35-53, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13124

CAMARGOS, R. Relatos sanguinários e sentimentos indigestos no rap de facção central. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 70-94, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13126

D’ANDREA, T. Contexto histórico e artístico de produção do fenômeno Racionais MC’s: uma ruptura musical. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 95-112, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13127

FERREIRA, F. M. O rap como campo de batalha na representação da periferia francesa. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 171-174, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13131

GONÇALVES, R. A. Rep e repressão: uma rima quebrada. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 54-69, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13125

HAMMOU, K.; SANTOS, D. V. DOS; MONTE, I. X. DO. Esteroides x Serotonina: o gênero em dois renomados artistas de rap francês dos anos 2000. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 138-161, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13129

NEVES, J. A. Vozes periféricas, rimas engajadas no Brasil contemporâneo. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 162-170, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13130

OLIVEIRA, A. “Quanto vale o show?”: Racionais MC’s e os dilemas do rap brasileiro contemporâneo. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 113-137, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13128

SANTOS, D. V. DOS. Rap: protagonismo musical periférico. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 3-6, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13122

SEGRETO, M. A presença da fala na melodia do rap. Música Popular em Revista, v. 5, n. 1, p. 7-34, 19 jan. 2018. https://doi.org/10.20396/muspop.v5i1.13123

A publicação Música Popular em Revista em sua obra adota e está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.