Banner Portal
"Noite serena"
PDF

Palavras-chave

Estilo vocal
Tecnologia de gravação fonográfica no Brasil
1902-1912

Como Citar

ULHÔA, Martha Tupinambá de. "Noite serena": estilo vocal em gravações mecânicas (1902-1912). Música Popular em Revista, Campinas, SP, v. 2, n. 1, p. 7–33, 2014. DOI: 10.20396/muspop.v2i1.12966. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/muspop/article/view/12966. Acesso em: 21 maio. 2024.

Resumo

De 1902 a 1927 foram produzidos no Brasil cerca de 7000 discos “acústicos” (gravados pelo sistema mecânico).  Algumas das gravações da primeira década do século XX são registros valiosos de interpretações de música de tradição oral feitas pelos próprios cantores populares. Ao as escutarmos construímos uma ideia de que sejam exemplares de estilo popular “autêntico”, pela sua proximidade com as práticas musicais do século XIX.  Entretanto, ao comparar o estilo vocal dos pioneiros da gravação fonográfica no Brasil e sua trajetória profissional é possível perceber o impacto sutil, mas importante, da tecnologia de gravação na produção e consumo da musical popular. Gravações de uma mesma canção (“Noite serena”) com Bahiano (Zon-o-phone 506, 1902-1904), e Mário Pinheiro (Victor 98928, 1908-1912), servirão como estudo de caso.

https://doi.org/10.20396/muspop.v2i1.12966
PDF

Referências

ADAMS, Charles R. Melodic Contour Typology. Ethnomusicology, Indiana, vol. 20, n. 2, p. 179-215, mai. 1976.

ANDRADE, Mário de. Ensaio sobre a música brasileira. 4ª ed. Belo Horizonte: Editora Itatiaia, 2006. [A íntegra do texto (sem paginação) está disponível graças ao projeto de Zilá Bernd, Antologia de textos fundadores do comparatismo literário interamericano/CNPq/2001. Disponível em: http://www.ufrgs.br/cdrom/index.htm. Acesso em: 07 set. 2012.

BOWEN, José A. Finding the Music in Musicology: Performance History and Musical Works. In: Cook, Nicholas e Mark Everist. (Eds.). Rethinking Music. Oxford: Oxford University Press, 2003, p. 424-452.

CARDOSO FILHO, Marcos Edson. Pelo gramofone: a cultura da gravação e a sonoridade do samba (1917-1971). Programa de Pós-Graduação em Música, Mestrado. Belo Horizonte: Escola de Música da UFMG, 2008. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/GMMA-7XPLCM Acesso em: 26 jan. 2014.

CLARKE, Eric e COOK, Nicholas. (Eds.). Empirical Musicology: Aims, Methods, Prospects. Cambridge: Cambridge University Press, 2003.

DISCOGRAFIA brasileira em 78rpm, 1902-1964. Coautoria de Alcino Santos, Grácio Barbalho, Jairo Severiano e Miguel Ângelo de Azevedo (Nirez). Rio de Janeiro: FUNARTE, 1982. 5v.

FRANCESCHI, Humberto M. A Casa Edison e seu tempo. Rio de Janeiro: Sarapuí, 2002. KATZ, Mark. Capturing sound: how technology has changed music. Berkeley: University of California Press, 2004.

KLEINE, Michael; GALE, Fredric G. The Elusive Presence of the Word: An Interview with Walter Ong. Composition FORUM 7.2 (1996): 65-86. Disponível em: WALTER, John. Tertiary Orality, Secondary Literacy, and Residual Orality. In: Machina Memorialis [Blog]. Disponível em: http://www.jpwalter.com/machina/?p=325#identifier_0_325 posted July 16, 2006. Acesso em: 18. 02. 2011.

LEECH-WILKINSON, Daniel. The Changing Sound of Music: Approaches to Studying Recorded Musical Performance. London: CHARM, 2009, capítulo 1. Disponível em: www.charm.kcl.ac.uk/studies/chapters/chap1.html. Acesso em: 7 set. 2012.

LINEHAN, Andy. Aural History: Essays on Recorded Sound. London: British Library; Book & CD edition, 2001.

ONG, Walter. Oralidade e cultura escrita – A tecnologização da palavra. Trad. Enid Abreu Dobránszky. [original inglês de 1982] Campinas: Papirus, 1998.

PÉREZ GONZÁLEZ, Juliana. Da música folclórica à música mecânica: uma história do conceito música popular por intermédio de Mário de Andrade (1893-1945). 2012. 276 f. Dissertação (Mestrado em História Social) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamento de História, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-23072012-083606/ptbr.php. Acesso em: 6. nov. 2013.

PHILIP, Robert. Performing Music in the Age of Recording. New Haven: Yale University Press, 2004.

RANDEL, Don Michael. The Canons in the Musicological Toolbox. In: Katherine Bergeron e Philip Bohlman, (Eds.) Disciplining Music – Musicology and its Canons. Chicago. University of Chicago Press, 1992.

RICE, Timothy. Transmission. In: Sadie, Stanley e Tyrrell, John (Eds.). Grove Music Online. Disponível em http://www.oxfordmusiconline.com.ez39.periodicos.capes.gov.br. Acesso em: 25 set. 2013.

RINK, John (Ed.). Musical Performance: A Guide to Understanding. Cambridge: Cambridge University Press, 2002.

SOUZA, David Pereira de. A valsa Terna Saudade: implicações técnicas para a análise de fonogramas históricos. Cadernos do Colóquio, Rio de Janeiro: UniRio, 2006, p. 1-13. Disponível em: http://www.seer.unirio.br/index.php/coloquio/article/viewFile/126/95. Acesso em: 30 dez. 2013.

TONI, Flávia Camargo (Org.) A música popular brasileira na vitrola de Mário de Andrade. São Paulo: SESC São Paulo, 2004.

TRAVASSOS, Elizabeth. 2005. Pontos de Escuta. In: Ulhôa, Martha and Ana Maria Ochoa (Org.) Música Popular na América Latina – Pontos de Escuta. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2005.

ULHÔA, Martha Tupinambá de. A pesquisa e análise da música popular gravada. In: VII Congresso da IASPM-AL, Casa de las Américas – Havana, Cuba, Junho de 2006, p. 1-8. Disponível em: http://www.iaspmal.net/wpcontent/uploads/2012/01/MarthaUlloaMPgravada.pdf. Acesso em: 30 dez. 2013.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2014 Martha Tupinambá de Ulhôa

Downloads

Não há dados estatísticos.