A interdisciplinaridade em um curso de licenciatura em ciências naturais na visão de seus professores

Autores

  • Caroline Santana de Almeida Universidade de Brasília
  • Jeane Cristina Gomes Rotta Universidade de Brasília

Palavras-chave:

Interdisciplinaridade, Formação de professores, Ensino de Ciências

Resumo

Essa pesquisa teve como objetivo identificar a percepção de um grupo de professores de uma licenciatura em Ciências Naturais sobre o perfil interdisciplinar desse curso. Participaram dessa pesquisa professores que lecionam disciplinas de cunhos pedagógico e específico. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas e os resultados indicaram que os professores apresentam diferentes conceitos sobre a interdisciplinaridade no contexto pedagógico. Para alguns professores a interdisciplinaridade já foi alcançada nesse curso e para outros ainda não. No entanto, muitos consideram que ainda são necessários mais diálogos para que a interdisciplinaridade realmente se efetive nessa licenciatura. A pesquisa também demonstrou haver um consenso de todos os professores sobre a importância da interdisciplinaridade na formação docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Santana de Almeida, Universidade de Brasília

Graduação em Ciências Naturais - Universidade de Brasília

Jeane Cristina Gomes Rotta, Universidade de Brasília

Bacharel (1995) e Licenciada em Química (2003) pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP-USP). Mestrado em Química (1998) e doutorado em Ciências pela FFCLRP-USP (2003). Atualmente ocupa o cargo de Professor Associado I da Universidade de Brasília UnB - Campus Planaltina - FUP. Atua no programa de pós-graduação em Ensino de Ciências PPGEC da UnB.

Referências

BOGDAN, Robert. C; BIKLEN, Sara Knopp. Investigação qualitativa em educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Portugal: Porto Editora, 1994. (Coleção Ciências da Educação)

BONATTO, Andréia et al. Interdisciplinaridade no ambiente escolar. In: Seminário de pesquisa em educação da região Sul, 9. Anais... Caxias do Sul: ANPED, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Ciências Naturais - 5ª a 8ª séries. Brasília: MEC/SEF, 1998.

FAZENDA, Ivani Catarina Arantes. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia. 6. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2011.

FEISTEL, Roseli Adriana Blumke; MAESTRELLI, Silvia Regina Pedrosa. Interdisciplinaridade na Formação Inicial de Professores: um olhar sobre as pesquisas em Educação em Ciências ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, v. 5, n.1, p.155-176, 2012.

LEITE, Fabiana da Silva; BENÍCIO, Juliana. Interdisciplinaridade no ensino superior: proposta de um novo método. Revista Científica da Facerb, v. 2. n. 1. Jan./jun.2015.

MAGALHÃES JÚNIOR, Carlos Alberto de Oliveira. PIETROCOLA, Mauricio Pinto de Oliveira. Formação de professores de ciências para o ensino fundamental. In: Simpósio nacional de ensino de física. Anais... Rio de Janeiro: SBEF, 2005.

PIERSON, Alice HC; NEVES, Marcos Rogério. Interdisciplinaridade na formação de professores de ciências: conhecendo obstáculos. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 1, n. 2, p. 120-131, 2011.

THIESEN, Juares da Silva. A interdisciplinaridade como um movimento articulador no processo ensino-aprendizagem. Revista Brasileira de Educação, v. 13, n. 39. 2008.

Downloads

Como Citar

ALMEIDA, C. S. de; ROTTA, J. C. G. A interdisciplinaridade em um curso de licenciatura em ciências naturais na visão de seus professores. Ciências em Foco, Campinas, SP, v. 11, n. 1, 2018. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/9724. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos