https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/issue/feed Ciências em Foco 2021-11-30T22:39:14+00:00 Alessandra A. Viveiro alessandraviveiro@gmail.com Open Journal Systems <p><strong>Escopo</strong>: A revista <em><strong>Ciências em Foco</strong></em> é uma publicação do Grupo de Estudos e Pesquisas FORMAR-Ciências, da Faculdade de Educação, Unicamp. Tem como objetivo divulgar a produção acadêmica sobre Ensino de Ciências, Educação Ambiental e áreas ou campos correlatos. Veicula artigos inéditos ou traduzidos, relatos de experiência, resenhas, entrevistas, entre outros.<br /><strong>Qualis</strong>: B5<br /><strong>Área do Conhecimento</strong>: Ciências Humanas <br /><strong>Ano de Fundação</strong>: 2008<br /><strong>ISSN</strong>: 2178-1826<br /><strong>Título abreviado</strong>: Ci. em Foco<br /><strong>E-mail</strong>: <a href="mailto:rcefunicamp@gmail.com" target="_blank" rel="noopener">rcefunicamp@gmail.com</a><strong><br />Unidade</strong>: <a href="http://www.fe.unicamp.br/">FE</a><br /><strong>Prefixo DOI</strong>: 10.20396<br /><a title="CC BY NC SA" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/" target="_blank" rel="noopener"><img src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-sa/4.0/80x15.png" alt="Licença Creative Commons" /></a></p> https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/15484 Mudaram minha sala de aula 2021-04-27T04:17:01+00:00 Deise M. Vianna deise@if.ufrj.br Maria da Conceição Barbosa-Lima maria.conceicao.lima@uerj.br Renato Santos Araújo raraujo.brasil@gmail.com <p>Neste ano de 2020 passamos por mudanças radicais na vida social, escolar, particular. Um novo vírus (denominado SARS-CoV-2), que provocou a COVID-19, transformou as atividades escolares de maneira radical. Estudantes, professores e pessoal de apoio às escolares tiveram que fechar as escolas, assim como todas as cidades, foram esvaziadas.&nbsp; Para a vida escolar foram realizadas alternativas de continuidade, através de comunicação via <em>Internet</em>. Várias dificuldades, para implantação de ensino remoto, são analisadas, como: material didático e acesso para os estudantes, produção de aulas com metodologias interativas, meios digitais, infra estrutura das escolas para divulgar produções docentes, entre outras questões. As perguntas que levantamos são as seguintes: mesmo depois da pandemia, nossas escolas apresentarão um novo modelo? O novo ensino presencial sofrerá modificações com maior entrosamento entre escola – comunidade – instituições de pesquisa?&nbsp;</p> 2021-04-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/15239 Classroom versus Moodle 2021-03-12T00:16:30+00:00 Rosimari Ruy rosimari.ruy@outlook.com Francisco Rolfsen Belda francisco.belda@unesp.br <p>Este artigo apresenta um relato de experiência que descreve comparativamente a formatação de um mesmo curso de formação de professores em Educação Ambiental em dois ambientes virtuais de aprendizagem, as plataformas LMS Google Classroom e Moodle. Diante da dúvida sobre qual seria a mais apropriada para o desenvolvimento do curso proposto, optamos por construí-lo em ambas, procurando verificar os limites e potencialidades de cada uma a fim de decidir por uma delas ao final do processo. Ao longo do artigo, descrevemos cada etapa da formatação do curso segundo nossas percepções, ilustrando-as com prints das respectivas telas. Concluímos que ambas as plataformas atendem aos objetivos do curso desenvolvido, mas que o Moodle é o mais adequado quando consideramos que se pretende atingir uma imensa demanda de cursistas, esbarrando, entretanto, na necessidade de um servidor que o hospede gratuitamente e sem limites de estudantes matriculados.</p> 2021-04-29T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/14796 A educação ambiental no tratamento dos resíduos sólidos urbanos e seus impactos socioambientais 2020-12-09T02:55:53+00:00 Marcelo Henrique Santana Ulian marcelohulian1@gmail.com Renan De Souza Bin renanbiin@gmail.com Vinicius Miguel Gomes viniciusmgomesx@gmail.com Fábio Gabriel Nascibem fnascibem@yahoo.com.br <p>O estudo apresenta o planejamento de uma sequência didática, proposta para a disciplina Didática das Ciências, sobre o ensino de Educação Ambiental, utilizando como tema gerador a problemática do consumismo e da geração de resíduos sólidos urbanos. A temática apresenta grande relevância socioambiental, pois grande parte dos problemas ambientais e sociais estão intimamente relacionados ao consumo exacerbado e, consequentemente, a geração de resíduos. Além disso, a mesma está profundamente relacionada com a realidade de todos os alunos, já que é necessário consumir para sobreviver e consumo gera resíduo. A metodologia seguida para a elaboração foi a dos Três Momentos Pedagógicos, com a utilização de estratégias como a Ciência, Tecnologia, Sociedade, Ambiente (CTSA) e a Aula Expositiva Dialogada, entre outras. A sequência pode despertar nos discentes e docentes a empatia pelo meio ambiente e para as problemáticas ambientais, estimulando o consumo consciente, o coletivismo e uma vida sustentável.</p> 2021-09-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/14886 Educação científica por meio de uma perspectiva crítica e problematizadora na formação inicial de professores 2021-01-24T14:35:32+00:00 Laís Goyos Pieroni lapieroni@hotmail.com Maria Cristina de Senzi Zancul mc.zancul@unesp.br <p>Neste trabalho são apresentadas atividades desenvolvidas com professores em formação, focalizando o ensino de Ciências na Educação Infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental. A disciplina “Educação Científica” faz parte do rol de optativas do curso de Pedagogia de uma universidade pública paulista e a experiência aqui relatada se refere ao primeiro semestre de 2016 e 2017. Pautado em uma perspectiva freireana de educação, o trabalho teve, como objetivo, apresentar a educação científica como um dos componentes da educação básica e destacar seu papel na formação do aluno, desenvolvendo procedimentos relacionados à prática da atividade científica. Buscou, ainda, discutir as potencialidades formadoras de espaços como museus e centros de ciências. Os resultados obtidos durante o processo, bem como as discussões e problematizações vivenciadas, indicam a relevância de uma formação de professores para os anos iniciais que contemple a abordagem de temas e questões referentes ao conhecimento científico e seu papel na sociedade contemporânea.</p> 2021-05-14T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/14668 Paleontologia, evolução e natureza da ciência 2021-05-08T03:55:28+00:00 Luciana Garcia Moreira luciana.garmoreira@gmail.com Silvia Fernanda de Mendonça Figueirôa silviamf@unicamp.br <p>A Terra está em transformação desde sua origem e compreender esta história é trabalho complexo que demanda vários conhecimentos, como Geologia, Paleontologia e Biologia. A problemática que embasa este artigo é: como trabalhar a História do Planeta sem reforçar a visão do conhecimento científico como imutável e fruto do empenho isolado de cientistas? Diante disso, formulamos um jogo didático num modelo de <em>role playing game</em> (RPG), aqui apresentado. A abordagem do conteúdo, apoiada em Ludwik Fleck e seu conceito de ‘coletivo de pensamento’, privilegiou a História e Natureza da Ciência. O jogo procura desmistificar a visão da Ciência como um trabalho solitário e individualista. De forma lúdica, o jogo propõe situações-problema relacionadas à História do Planeta, estimulando a conversa dos estudantes durante a partida e a associação das informações recebidas por cada um. O intuito é formular hipóteses sobre a situação analisada, reforçando a ideia de ciência como construção coletiva.</p> 2021-06-17T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/14673 Explorando o ar: o ensino de ciências para estudantes com autismo nos anos finais do ensino fundamental 2021-03-11T23:10:26+00:00 Tiago Fernando Alves de Moura tiago.moura@unesp.br Eder Pires de Camargo Eder.Camargo@unesp.br <p>O objetivo desse trabalho é socializar uma proposta pedagógica que teve como intuito contribuir com o desenvolvimento integral de seis estudantes com idades entre nove e treze anos diagnosticados com autismo. Para tal, utilizamos a sequência de ensino investigativa (SEI), proposta pela Dra. Anna Maria Pessoa de Carvalho, explorando situações nas quais, o deslocamento do ar produz movimento em objetos. Para a coleta de dados utilizamos registros em áudio, que posteriormente foram transcritos e anotações em um caderno de campo. Os dados obtidos foram tabulados e categorizados atendendo as diferentes etapas de uma Análise de Conteúdo proposta por Bardin. As atividades propiciaram aos estudantes desenvolvimentos conceituais, procedimentais e atitudinais. Destacamos a contribuição que materiais multissensoriais podem agregar ao processo de ensino dos aprendizes, possibilitando explicações mais complexas sobre as relações entre o ar e o movimento de objetos.</p> 2021-06-18T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/15575 A micologia no olhar de professores de Biologia do Ensino Médio 2021-05-17T17:52:02+00:00 Érico Gomes da Silva ericoegs.bio@gmail.com Marcelo D'Aquino Rosa marcelodaquino87@gmail.com Elisandro Ricardo Drechsler-Santos drechslersantos@yahoo.com.br <p>Lecionar o conteúdo sobre o Reino Fungi exige uma abordagem que aproxime o aluno do tema. Necessidades ou fragilidades quanto aos materiais deixam o professor sem suporte para tornar o processo mais dinâmico e mais adequado à realidade do estudante. Assim, este trabalho objetivou reconhecer aspectos faltantes, reparáveis e centrais ao conhecimento na abordagem dos conteúdos sobre Micologia, a partir da concepção dos professores de Biologia no Ensino Médio em escolas estaduais da região de Joinville, Santa Catarina. Para a investigação, foi aplicado um questionário a fim de compreender como o conteúdo de Micologia é trabalhado em sala de aula e quais as ferramentas disponíveis e utilizadas pelos professores. A partir da análise dos dados foi possível ter uma visão geral da realidade de trabalho do professor, sendo constatadas as deficiências, dificuldades e potencialidades na abordagem do tema. Concluímos que existe a necessidade de atualizações nos materiais didáticos que chegam às escolas e maior investimento na educação, tanto em estrutura, formação docente e nos materiais didáticos.</p> 2021-08-04T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/14761 La transdisciplinariedad en la educación universitaria 2021-03-12T01:21:15+00:00 Milagros Elena Rodriguez melenamate@hotmail.com <p><br>La presente investigación tiene como objetivo complejo analizar la transdisciplinariedad en la Educación Universitaria como visiones rizomáticas de la Educación Decolonial Trancompleja; ubicada en la línea de investigación: educación-transepistemologías transcomplejas. Se realiza desde la deconstrucción: un transmétodo rizomático en la transmodernidad. En la reconstrucción, luego de develar la crisis, puntos áridos de la Educación Universitaria venezolana; en una esperanzadora praxis, que devele el amor Freiriano por la decolonialidad y liberación de las disciplinas impuestas, una calidad de vida de las personas como retos educativos transdisciplinares, liberación onto-epistemológica del conocimiento como utilidad, pertenencia y transcendencia.</p> 2021-06-24T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/15122 Educação CTS em escolas públicas 2021-03-13T22:13:51+00:00 Roseane Freitas Fernandes roseaneffunb@gmail.com Zaira Zangrando Cardoso zairazc@gmail.com Rosana Cardoso de Abreu rosana.abreu@gmail.com Erlete Sathler de Vasconcellos erletegg@gmail.com Sandra Golçalves Coimbra sandracoimbra@ymail.com Wilson Alves Badaró Júnior wilsonbadarojr@gmail.com Shirley Margareth Buffon da Silva shirleybuffon@yahoo.com.br Roseline Beatriz Strieder roseline@unb.br <p>O presente texto tem como objetivo apresentar desafios e potencialidades encontrados por um grupo de professores no desenvolvimento de práticas didático-pedagógicas fundamentadas pelos pressupostos da educação ciência-tecnologia-sociedade (CTS). Esse grupo se reuniu durante três anos, período em que estudou sobre CTS, elaborou e implementou, em diferentes escolas públicas, propostas coerentes com essa perspectiva. Questões associadas à organização curricular, à compreensão sobre o papel da escola e à afinidade entre os professores foram os maiores desafios encontrados; enquanto a receptividade dos alunos e a atribuição de significado ao que é discutido na escola são apontadas como potencialidades. Dessa experiência, destacamos a importância de um trabalho colaborativo em que professores-pesquisadores se reúnem para investigar a realidade com a qual se encontram, na perspectiva de transformá-la. Entendemos que essas reflexões podem contribuir para outros educadores dispostos a desenvolver trabalhos da mesma natureza.</p> 2021-08-06T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/15112 Uma discussão sobre as propostas de experimentação em Cinética Química nos livros didáticos do PNLD no triênio 2019-2021 2021-07-08T23:14:42+00:00 Jorge Barbosa Nunes jbn.quim@gmail.com Robson Roney Bernardo robson@xerem.ufrj.br <p>O artigo propõe uma discussão sobre as propostas de experimentação em Cinética Química inseridas nas obras contempladas pelo Plano Nacional do Livro e do Material Didático em utilização no triênio de 2019-21. Analisou-se cada obra pelas orientações da Base Nacional Comum Curricular para área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, observando-se a relação título x objetivo, as recomendações de segurança, as ilustrações no texto, o destino dos resíduos, a acessibilidade ao material utilizado, a descrição do procedimento experimental e da proposta reflexiva com o aluno e o seu cotidiano. Empregou-se a comparação entre os dados obtidos seguidos de uma discussão qualitativa e quantitativa, determinando os pontos comuns e de divergência entre os autores. Os resultados oferecem um material de consulta e apoio para professores, facilitando a análise das futuras obras do programa e incentivando a busca por novos roteiros experimentais que motivem discussões na área de Química.</p> 2021-09-03T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/15917 Ser professor(a) de ciências da natureza 2021-10-08T20:51:22+00:00 Gigliane Cristine Queiroz gigli_ane@hotmail.com Wender Faleiro wender.faleiro@gmail.com <p>Essa pesquisa analisou as expectativas e motivações de licenciandos que optaram por cursos de graduação de Licenciatura em Ciências da Natureza. A pesquisa possui uma abordagem qualitativa com análise documental, tendo como base de dados as dissertações e teses produzidas entre os anos de 2010 e 2020. Os dados foram analisados com a Análise Textual Discursiva. Verificou-se que a maioria dos licenciandos é do sexo feminino, concentram-se economicamente na classe baixa da população. Pontos de atração para a Licenciatura foram: maior acesso ao mercado de trabalho, provocando assim, uma visão de ascensão social, ao mesmo tempo em que ficou demarcada, a contraposição, que a não atratividade se dá pela pouca valorização social à carreira, demarcada principalmente nas expectativas dos pretendentes à carreira de professor, o reconhecimento dos alunos e o aumento da remuneração. Com isso, pode-se refletir sobre formas de aumentar a atratividade da carreira e, consequentemente, expandir o número de profissionais licenciados e qualificados para o exercício da docência na Educação Básica.</p> 2022-02-05T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/15770 Dos oceanos para as telas 2021-11-30T22:39:14+00:00 Conrado Losso da Costa conradolosso@gmail.com <p>O autor investiga o tema dos estereótipos ao longo deste trabalho, principalmente aqueles ligados aos tubarões. Para refletir e investigar sobre isso, ele aciona pensamentos sobre cultura, artefatos midiáticos, cinema, Estudos Culturais, entre outros, e suas implicações em nossas subjetividades e na sociedade. Fez-se necessário refletir também sobre como nós, seres humanos, nos relacionamos com os outros seres do Reino Animal. Quais são os impactos de colocarmos os nossos adjetivos - humanos - nos animais não humanos? O trabalho culmina em análises de cartazes e sinopses de filmes <em>hollywoodianos sobre os </em>tubarões. É a partir de suas sensações e impressões que o autor aciona os estudos feitos ao longo da sua trajetória, pensando sempre na questão do estereótipo e na influência que essas imagens possuem em nosso imaginário. Por fim, ele nos apresenta as relações entre humanos e tubarões, e pensamentos que nos instigam a brincar com os estereótipos.</p> <p> </p> 2021-12-27T00:00:00+00:00 Copyright (c) 2021 Ciências em Foco