Dans l’ombre du Roi-Soleil
Capa por: Fanny Lopes, a partir de William Daniel, Self-Portrait, As Pedlar of Statues, 1850.  Organizadores: João Victor Batista, João Victor Rossetti Brancato, Ana Carolina Dias Florindo, Janaína da Silva Fonseca, Catherine Peggion Hergert, Letícia Asfora Falabella Leme, Fanny Tamisa Lopes, Fabriccio Miguel Novelli Duro, Fernando Pesce, Alysson Brenner Nogueira Pereira, Victoria Cristina Rozario Rodrigues.
PDF

Palavras-chave

Charles Le Brun
Pintura
Corpo do poder
Retórica visual

Como Citar

SILVA, M. C. da . Dans l’ombre du Roi-Soleil: o corpo do poder como argumento retórico na arte de Charles Le Brun (1619-1690). Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 665–675, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4696. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4696. Acesso em: 22 fev. 2024.

Resumo

Apresentaremos, neste trabalho, as considerações preliminares de nossa pesquisa de doutorado, centradas nas manifestações estético-iconográficas da noção do corpo do poder na obra de Charles Le Brun (1619-1690). Em sua produção, a figura do rei Luís XIV (1638-1715) ganha centralidade e nossa intenção é compreender o corpo do rei, a encarnação do Estado, como um importante argumento retórico. Debruçar-nos-emos, aqui, sobre a pintura Le Roi gouverne par lui-même, que pode ser entendida como sinal, muito mais que ilustração, do poder real encarnado no corpo de Luís XIV, o corpo do poder.

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4696
PDF

Referências

ARASSE, Daniel. Nada se vê: seis ensaios sobre a pintura. São Paulo: Editora 34, 2019.

BRYSON, Norman. Word and image: French painting of the Ancien Régime. Cambridge: Cambridge University Press, 1981.

BURKE, Peter. A fabricação do rei: a construção da imagem pública de Luís XIV. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

CORNETTE, Joël. Une représentation de Louis XIV. Histoire par l’image, 2012. Disponível em: http://histoire-image.org/de/etudes/representation-louis-xiv. Acesso em: 20 nov. 2021.

DURANT, Will & Ariel. A História da Civilização VIII. A Era de Luís XIV. Rio de Janeiro: Editora Record, 1963.

LANGMUIR, Erika; LYNTON, Norbert. Charles Lebrun. In: LANGMUIR, Erika; LYNTON, Norbert. The Yale Dictionary of Art and Artists. New Haven / Londres: Yale University Press, 2000, p. 394-395.

MILOVANOVIC, Nicolas. Le Roi gouverne par lui-même, 1661. Versailles, la Galerie des Glaces – catalogue iconographique, 2008. Disponível em: https://galeriedesglaces-versailles.fr/html/11/collection/c17.html. Acesso em: 20 nov. 2021.

GADY, Bénédicte; MILOVANOVIC, Nicolas (Dir.). Charles Le Brun (1619-1690). Paris: Musée du Louvre-Lens / LIENART Éditions, 2016.

MARAVALL, José Antonio. A Cultura do Barroco: análise de uma estrutura histórica. São Paulo: Edusp, 2009.

MONTAGU, Jennifer. Avant-propos. In: GADY, Bénédicte; MILOVANOVIC, Nicolas (Dir.). Charles Le Brun (1619-1690). Paris: Musée du Louvre-Lens / LIENART Éditions, 2016. p. 10-11.

PANOFSKY, Erwin. Iconografia e iconologia: uma introdução ao estudo da arte da Renascença. In: PANOFSKY, Erwin. Significado nas Artes Visuais. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2012, p. 47-87.

SCHMITT, Jean-Claude. O corpo e o gesto na civilização medieval. In: BUESCU, A. I.; SOUSA, J. S. de.; MIRANDA, M. A (Coords.). O Corpo e o Gesto na Civilização Medieval. Lisboa: Edições Colibri, 2003, p. 17-36.

SCHMITTER, Amy M. Representation and the Body of Power in French Academic Painting. Journal of the History of Ideas, v. 63, n. 3, p. 399-424, 2002. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/3654315. Acesso em: 07 nov. 2021.

WARNKE, Martin. O Artista da Corte. Os Antecedentes dos Artistas Modernos. São Paulo: Edusp, 2001.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Matheus Corassa da Silva

Downloads

Não há dados estatísticos.