Deyson Gilbert, Beto Shwafaty, Pablo Uribe e Barbara Wagner
Capa por: Fanny Lopes, a partir de William Daniel, Self-Portrait, As Pedlar of Statues, 1850.  Organizadores: João Victor Batista, João Victor Rossetti Brancato, Ana Carolina Dias Florindo, Janaína da Silva Fonseca, Catherine Peggion Hergert, Letícia Asfora Falabella Leme, Fanny Tamisa Lopes, Fabriccio Miguel Novelli Duro, Fernando Pesce, Alysson Brenner Nogueira Pereira, Victoria Cristina Rozario Rodrigues.
PDF

Palavras-chave

Curadoria
Historiografia da arte no Brasil
Arte contemporânea

Como Citar

PORTO, Omar. Deyson Gilbert, Beto Shwafaty, Pablo Uribe e Barbara Wagner: a prática artística e seu caráter crítico e reflexivo. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 502–516, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4686. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4686. Acesso em: 26 maio. 2024.

Resumo

Esse artigo é parte da minha dissertação de mestrado defendida em janeiro de 2021, onde procurei investigar as possibilidades entre curadoria, arte e arquitetura a partir do 33º Panorama da Arte Brasileira realizado no Museu de Arte Moderna de São Paulo (05/11 a 15/12/2013) com curadoria de Lisette Lagnado e Ana Maria Maia. A partir de uma perspectiva prospectiva apontada pela curadoria, faço um recorte entre os artistas da exposição que operam de um modo conceitual e crítico, apontando os trabalhos que têm uma ligação com questões da história não só do MAM enquanto instituição, mas também com a história da arte construtiva no Brasil.

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4686
PDF

Referências

COUTO, Maria de Fátima Morethy. Por uma vanguarda nacional: A crítica brasileira em busca de uma identidade artística (1940-1960). São Paulo: Editora UNICAMP, 2004.

CATOIA, Elizabeth Catoia Varela. Arte Concreta além da Europa: Brasil, Argentina e MAM Rio. Rio de Janeiro: Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, 2017.

MUSEU DE ARTE MODERNA DE SÃO PAULO, MAM-SP. P33: Formas Únicas da continuidade no espaço: Panorama da Arte Brasileira 2013. Curadoria Lisette Lagnado. São Paulo, 2013. (Catálogo de exposição).

PISANI, Daniele. O trianon do MAM ao MASP: arquitetura e política em São Paulo (1946-1968). São Paulo: Editora 34, 2019.

CHIPP, Herschel Browning. Teorias da arte moderna. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

Cochiarale, Fernando & Geiger, Anna Bella. Abstracionismo: geométrico e informal: a vanguarda brasileira nos anos cinquenta. Rio de Janeiro: FUNARTE, Instituto Nacional de Artes Plásticas, 1987.

BRITO, Ronaldo. Neoconcretismo, vértice e ruptura do projeto construtivo brasileiro. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

GULLAR, Ferreira. Experiência Neoconcreta: momento-limite da arte. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

M.F. Cunha, Eileen. Grupo Frente e o experimentalismo emergente de Lygia Pape, Lygia Clark e Hélio Oiticica. In: Arte & Ensaios, Revista do Mestrado em História da Arte, EBA-UFRJ 1(1):39-52, 1º semestre de 1994.

AMARAL, Aracy A. Projeto Construtivo brasileiro na arte. Ed. Fac-similar realizada pela Pinacoteca do Estado de São Paulo, dezembro de 2014.

RICKEY, George. Construtivismo: origens e evolução. São Paulo: Cosac Naify, 2002.

HUCHET, Stéphane. Presença da arte brasileira: história e visibilidade internacional. Concinitas, Rio de Janeiro, ano 9, v. 1, n. 12, jul, 2008. p.49-65.

LAGNADO, Lisette. Por uma revisão dos estudos curatoriais. Poiésis, Niterói-RJ, n. 26, dez. 2015. p. 81-97.

REINALDIM, Ivair. Tópicos sobre curadoria. Poiésis, Niterói-RJ, n. 26, dez. 2015. p. 15-28.

RUPP, Bettina. O curador como autor de exposições. Valise, Porto Alegre-RS, v.1, n.1, ano 1, jul., 2011. p. 131-143.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Omar Porto

Downloads

Não há dados estatísticos.