Arte e mercado
Capa por: Fanny Lopes, a partir de William Daniel, Self-Portrait, As Pedlar of Statues, 1850.  Organizadores: João Victor Batista, João Victor Rossetti Brancato, Ana Carolina Dias Florindo, Janaína da Silva Fonseca, Catherine Peggion Hergert, Letícia Asfora Falabella Leme, Fanny Tamisa Lopes, Fabriccio Miguel Novelli Duro, Fernando Pesce, Alysson Brenner Nogueira Pereira, Victoria Cristina Rozario Rodrigues.
PDF

Palavras-chave

Arte contemporânea
Banksy
Mercado de arte

Como Citar

SOUZA, Júlia Simmelink Clemente de. Arte e mercado: lógicas intempestivas - Banksy. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 691–703, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4685. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4685. Acesso em: 14 jul. 2024.

Resumo

O presente artigo busca analisar as formas e consequências das relações entre a arte, o mercado e os mecanismos contemporâneos de legitimação e valoração da arte se debruçando nas obras e carreira do artista de rua britânico Banksy, cujas obras estão muitas vezes associadas à questões sócio-políticas contemporâneas retratadas de forma irônica e satírica; além de observar como as estratégias de legitimação, valoração, marketing e branding estão presentes e atuam sobre o trabalho do artista.

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4685
PDF

Referências

AGUILAR-NUEVO, R.; LARA-BARRANCO, P. Negociando con la Firma Artística: De la creación de la marca al “renacimiento” del autor” (1960-2010). Cuadernos De Arte De La Universidad De Granada, n. 44, jan. 2013. Disponível em: https://revistaseug.ugr.es/index.php/caug/article/view/2695. Acesso em: 15 set. 2019.

ALMEIDA, Filipa. Mercado de arte contemporânea: construção do valor artístico e do estatuto de mercado do artista. Forum Sociológico, Universidade de Lisboa, p. 63 - 71, 1 jun. 2009. Disponível em: https://journals.openedition.org/sociologico/203#quotation. Acesso em: 12 ago. 2019.

ASSIS, Naira Cristina Rodrigues de. As regras do mercado: dinâmicas e construção do valor no mercado de arte contemporânea. 2016. Dissertação (Mestrado em Estudos Culturais) - Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100135/tde-18092017-112256/pt-br.php. Acesso em: 03 out. 2019.

BANKSY. Guerra e Spray. 1. ed. [S. l.]: Intrínseca, 2017.

DETURK, S. The “Banksy Effect” and Street Art in the Middle East. SAUC - Street Art and Urban Creativity, v. 1, n. 2, p. 22 - 30, 20 dez. 2015. Disponível em: http://sauc.website/index.php/sauc/article/view/25. Acesso em: 19 outubro 2019.

DOUGLIS, T. What the Banksy Brand Teaches Us. [S.l], 2013. Disponível em: https://www.monigle.com/blog/what-the-banksy-brand-teaches-us. Acesso em: 19 set. 2019.

ELLSWORTH-JONES, Will. Banksy - Por trás das paredes. Curitiba - PR: Nossa Cultura, 2013.

ESTEVÃO, Gustavo Russo. A arte-spray de Banksy: grafite e videografia. 2016. Dissertação (Mestrado em Imagem e Som) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2016. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/7972. Acesso em: 15 janeiro 2020.

FALEIRO, Pâmela Cristina. Banksy: branding na rua. In: Congresso Internacional de Marcas/Branding: conexões e experiências, 2, 2015 Lajeado. Anais do…, Lajeado: Editora Univates, ed. 1, 2016. Disponível em: https://www.univates.br/editora-univates/media/publicacoes/167/pdf_167.pdf. Acesso em: 26 nov. 2019.

FERRAZ, T. S. QUANTO VALE A ARTE CONTEMPOR NEA?. Novos Estudos - CEBRAP [online], 2015 v. 00, n.101, p.117-132. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-33002015000100117. Acesso em: 20/05/2019.

FETTER, Bruna. Arte contemporânea, vale o quanto custa?. In: ENCONTRO NACIONAL ANPAP, 22, 2013, Belém. Anais do… Belém, 2013. Disponível em: http://www.anpap.org.br/anais/2013/ANAIS/comites/htca/Bruna%20Fetter.pdf. Acesso em: 15 ago. 2019.

GRAW, I. Cuánto vale el arte? Mercado, especulación y cultura de la celebridad. Madrid: Mardulce, 2015.

HEINICH, Nathalie. As reconfigurações do estatuto de artista na época moderna e contemporânea. Revista Porto Arte, Porto Alegre, v. 13, n. 22, 2005.

JIMÉNEZ, María Aced. El artista como marca y su papel en el mercado del arte. 2018. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em publicidade e relações públicas) - Universidad de Valladolid, Segovia, 2018.

MUYSKENS, Luke. How Banksy Is Ruining Graffiti. 2012. Disponível em: abovegroundmagazine.com/features/culture/06/13/how-banksy-is-ruining-graffiti/. Acesso em: 20 abr. 2020

RUEDA, Enrique. Arte, artistas y marca personal. 2014. Disponível em: https://www.soymimarca.com/arte-artistas-y-marca-personal/. Acesso em: 30 junho 2019

SCHILLER, Marc. The “Banksy Effect”. 2007. Disponível em: http://woostercollective.com/post/the-banksy-effect. Acesso em: 10 mar. 2020.

THOMPSON, Don. O Tubarão de 12 Milhões de Dólares: a curiosa economia da arte contemporânea. São Paulo: BEI, 2012.

THORNTON, Sarah. Sete dias no mundo da arte. Rio de Janeiro: Agir, 2010.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Júlia Simmelink Clemente de Souza

Downloads

Não há dados estatísticos.