Um jogo de olhares

sesta tropical no atelier de Haydéa Lopes e Manoel Santiago

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4667

Palavras-chave:

Manoel Santiago, Sesta Tropical, Atelier do artista, Crítica de arte

Resumo

O artigo convida à reflexão sobre alguns dos mecanismos dispostos no processo de consolidação do pintor Manoel Santiago no circuito expositivo carioca da década de vinte. Para esse fim, uma fotografia será nosso principal objeto de análise. Publicada em um momento de acalorado debate em torno do artista e de sua tela, Sesta Tropical, ela nos permitirá uma percepção aguçada sobre os matizes que permearam a autoimagem do pintor, bem como das instâncias de legitimação atuantes no meio artístico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laíza de Oliveira Rodrigues, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Referências

BERGER, Harry. Fictions of the Pose: Facing the Gaze of Early Modern Portraiture. Representations. University of California Press, n. 46, 1994.

BRANCATO, João. Imagens de atelier na crítica de arte de Adalberto Mattos. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, São Paulo, v. 3, n. 2, 2019.

BRANCATO, João; RODRIGUES, Laíza. ‘É ou não amoral?’: Sesta Tropical de Manoel Santiago e a censura no Salão de Belas Artes. In: XIII Encontro de História da Arte, 2019, Campinas. Atas do XIII Encontro de História da Arte. Campinas: UNICAMP/IFCH, 2019.

BURKE, Peter. Testemunha ocular: história e imagem. São Paulo: Unesp, 2016.

COSTA JUNIOR, Martinho Alves da. 'Ser artista é ser profeta’: Representações do artista como sacerdote. In: X Seminário do Museu D. João VI & VI Colóquio Coleções de Arte em Portugal e Brasil nos Séculos XIX e XX, 2020, Rio de Janeiro. O Artista em Representação /Coleções de Artistas. Rio de Janeiro: NAU Editora, 2019.

LEITE, Jose Roberto Teixeira. Dicionário Crítico da Pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.

MARESCA, Sylvain. O silêncio das imagens. In: SAMAIN, Etienne (Org.). Como pensam as imagens. Campinas: Editora da Unicamp, 2018.

SILVA NETO, João Augusto da. Na seara das cousas indígenas: cerâmica marajoara, arte nacional e representação pictórica do índio no trânsito Belém - Rio de Janeiro (1871-1929). 2014. Dissertação (Mestrado em História) - UFPA, Pará, 2014.

VALLE, Arthur. A pintura da Escola Nacional de Belas Artes na 1a República (1890-1930): Da formação do artista aos seus Modos estilísticos. 2007. Tese (Doutorado em Artes Visuais) - UFRJ, Rio de Janeiro, 2007.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

RODRIGUES, L. de O. Um jogo de olhares: sesta tropical no atelier de Haydéa Lopes e Manoel Santiago. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 581–594, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4667. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4667. Acesso em: 2 fev. 2023.