O museu como arconte contemporâneo
Capa por: Fanny Lopes, a partir de William Daniel, Self-Portrait, As Pedlar of Statues, 1850.  Organizadores: João Victor Batista, João Victor Rossetti Brancato, Ana Carolina Dias Florindo, Janaína da Silva Fonseca, Catherine Peggion Hergert, Letícia Asfora Falabella Leme, Fanny Tamisa Lopes, Fabriccio Miguel Novelli Duro, Fernando Pesce, Alysson Brenner Nogueira Pereira, Victoria Cristina Rozario Rodrigues.
PDF

Palavras-chave

Arconte
Museu
Mabe Bethonico
Paulo Nazareth
Performance

Como Citar

HORTA, Vivian. O museu como arconte contemporâneo: performances em acervos (e acesso) públicos no Brasil. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 313–319, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4666. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4666. Acesso em: 18 maio. 2024.

Resumo

O conceito de arconte apresentado por Derrida em Mal de arquivo - entidade que, na Antiguidade, salvaguardava e interpretava o arquivo - é representada, contemporaneamente, pela ideia de Museu. Por meio dos projetos “O Colecionador”, de Mabe Bethônico e “Aqui é arte”, de Paulo Nazareth, coloca-se em questão o papel do Museu enquanto este arconte criador de narrativas, assim como de instância legitimadora da arte e de artistas.

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4666
PDF

Referências

BARTHES, Roland. Capítulo I In: A Câmara Clara: nota sobre a fotografia, Rio de Janeiro, 2015, p. 13-54.

BETHÔNICO, Mabe. Entrevista concedida a Vivian Horta. Rio de Janeiro- Brasil/Genebra-Suíça, 12 out. 2020.

BETHÔNICO, Mabe; PATO, Ana (Org.). Mabe Bethônico: documentos - arquivos e outros assuntos públicos. Belo Horizonte: Videobrasil, 2017. 174 p.

BETHÔNICO, Mabe. (entrevista). Perguntas para Mabe Bethônico Respostas para Ana Pato. Anais do IV Seminário Internacional Arquivos de Museu e Pesquisa, São Paulo, Universidade de São Paulo (USP), 28 e 29 de set de 2015. p. 211-219. Disponível em: http://www.mac.usp.br/mac/conteudo/academico/publicacoes/anais/anais_IV_seminario.pdf. Acesso em 10 mar. 2020.

BETHÔNICO, Mabe; COHEN, Ana Paula (ed.). museumuseu, São Paulo, outubro de 2006. Ano 01, n. 1. Disponível em: https://www.ufmg.br/museumuseu/bienal/jornal/museumuseu.pdf. Acesso em 10 mar. 2020.

DERRIDA, Jacques. Mal de Arquivo: uma impressão freudiana.Trad. Cláudia de Moraes Rego. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2001.

NAZARETH, Paulo. (Entrevista) Mas não se come com a mão de qualquer jeito… In. Revista Arte & Ensaios n. 38, Editora UFRJ: Rio de Janeiro, jun. 2019. p. 8-45.

SOLIS, Dirce Eleonora Nigro. Tela desconstrucionista: arquivo e mal de arquivo a partir de Jacques Derrida. Rev. Filos., Aurora, Curitiba, v. 26, n. 38, p. 373-389, jan./jun. 2014. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/view/1096/1021. Acesso em: 02 ago. 2019.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Vivian Horta

Downloads

Não há dados estatísticos.