O clube dos Glifófilos e a inserção da gravura como objeto de consumo no sistema da arte nas décadas de 40 e 50
Capa por: Fanny Lopes, a partir de William Daniel, Self-Portrait, As Pedlar of Statues, 1850.  Organizadores: João Victor Batista, João Victor Rossetti Brancato, Ana Carolina Dias Florindo, Janaína da Silva Fonseca, Catherine Peggion Hergert, Letícia Asfora Falabella Leme, Fanny Tamisa Lopes, Fabriccio Miguel Novelli Duro, Fernando Pesce, Alysson Brenner Nogueira Pereira, Victoria Cristina Rozario Rodrigues.
PDF

Palavras-chave

Clube dos Glifófilos
Mercado de arte
Historia da gravura
Clube de gravuras

Como Citar

REIS, Julio Cesar dos. O clube dos Glifófilos e a inserção da gravura como objeto de consumo no sistema da arte nas décadas de 40 e 50. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 531–544, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4662. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4662. Acesso em: 19 abr. 2024.

Resumo

O Clube dos Glifófilos, primeiro clube de colecionismo de gravuras do Brasil, foi fundado no ano de 1949 tendo como fundadores Candido Portinari e Carlos Oswald, dois relevantes pintores de correntes artísticas antagônicas na história da arte brasileira. O Clube dos Glifófilos ajudou a promover a gravura como obra de arte autônoma incentivando o seu colecionismo, bem como sua inserção como objeto de consumo no sistema da arte e na elevação cultural da sociedade.

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4662
PDF

Referências

CAMPOFIORITO, Quirino. Faleceu Calvino Filho. O Jornal, 19 jun. 1959. p. 3. Disponível em: http://memoria.bn.br/docreader/110523_05/76214. Acesso em: 31 jan. 2022.

CLUBE DOS GLIFÓFILOS. Organização e fins: estatuto social do clube. Rio de Janeiro, 1949. 10 p.

KORNIS, George. Gravura: passado, presente e futuro. Palestra proferida durante o Seminário A Arte da Gravura no Brasil. Cidade de Cachoeira, BA, 26 mai./28 jun. 2014. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=mCmY_Oj3x64. Acesso em: 31 jan. 2022.

OSWALD, Carlos. Como me tornei pintor: notas biográficas de Carlos Oswald. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 1957.

PANOFSKY, Ervin. Significado nas artes visuais. São Paulo: Editora Perspectiva, 1991. 439 p.

REIS, Julio Cesar dos. Clube dos Glifófilos: o primeiro clube de gravuras do Brasil. 2020. 166 f. Dissertação (Mestrado em Artes Visuais) - Programa de Pós-graduação em Artes Visuais, Escola de Belas Artes, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: https://www.academia.edu/53700159/Clube_dos_Glif%C3%B3filos_o_primeiro_Clube_de_Gravuras_do_Brasil. Acesso em: 31 jan. 2022.

REIS, Julio Cesar dos. Glifófilos: a origem do primeiro clube de gravuras do Brasil. In: Encontro Nacional da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas, 28, Origens, 2019, Cidade de Goiás. Anais... Goiânia: Universidade Federal de Goiás, 2019. p. 458-469.

VERGOLINO, Paulo. Carlos Oswald: o resgate de um mestre. Catálogo da exposição realizada na Caixa Cultural Rio de Janeiro, 8 mar./18 abr. 2010. São Paulo: Unic Building Comunicações, 2010. 118 p.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Julio Cesar dos Reis

Downloads

Não há dados estatísticos.