Identidade nacional e as paisagens do "Álbum de Guignard" (1942-1943)
Capa por: Fanny Lopes, a partir de William Daniel, Self-Portrait, As Pedlar of Statues, 1850.  Organizadores: João Victor Batista, João Victor Rossetti Brancato, Ana Carolina Dias Florindo, Janaína da Silva Fonseca, Catherine Peggion Hergert, Letícia Asfora Falabella Leme, Fanny Tamisa Lopes, Fabriccio Miguel Novelli Duro, Fernando Pesce, Alysson Brenner Nogueira Pereira, Victoria Cristina Rozario Rodrigues.
PDF

Palavras-chave

Alberto da Veiga Guignard
Arte moderna
Paisagem
Identidade nacional
História da arte

Como Citar

SPINHARDI, Giovana Benedita Cardoso. Identidade nacional e as paisagens do "Álbum de Guignard" (1942-1943). Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 15, p. 704–717, 2021. DOI: 10.20396/eha.15.2021.4635. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4635. Acesso em: 18 maio. 2024.

Resumo

O objeto de nossa pesquisa é o artista Alberto da Veiga Guignard. Entre o anos de 1942 e 1943, Guignard colaborou com o suplemento literário “Autores e livros”, do jornal A Manhã, onde possuía uma seção de desenhos de paisagens denominada “Álbum de Guignard”. Nesse artigo, analisamos algumas dessas paisagens e como estas se relacionam com o pensamento dos intelectuais modernistas e com o projeto político de certos agentes do Estado e instituições na construção de uma identidade nacional.

https://doi.org/10.20396/eha.15.2021.4635
PDF

Referências

ANDERSON, Benedict. “Introdução”. In:ANDERSON, Benedict. Comunidades imaginadas. São Paulo: Companhia das Letras, 2008, p. 26-34.

CHUVA, Márcia. Fundando a nação: a representação de um Brasil barroco, moderno e civilizado. Topoi. Rio de Janeiro, v. 4, n. 7, jul.-dez. 2003, pp. 313-333.

CHUVA. Os Arquitetos da Memória: sociogênese das práticas de preservação do patrimônio cultural no Brasil (Anos 1930-1940). Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

DIENER, Pablo. Reflexões sobre a pintura de paisagem no Brasil no século XIX. Perspective. 2/2013. Disponível em: https://journals.openedition.org/perspective/5542. Acesso em: 06 abr. 2021.

FRANCO, José Luiz de Andrade & DRUMMOND, José Augusto. Proteção à natureza e identidade nacional no Brasil, anos 1920-1940. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ, 2009.

GOMES, Angela C. História e historiadores. Rio de Janeiro: Editora FGV, 1996.

GUIGNARD, Alberto da Veiga. A pintura moderna no Brasil. [Entrevista concedida a] Raul de São Vitor. Autores e Livros: Suplemento Literário de A Manhã. Rio de Janeiro, vol. VII, p. 177-179, 01/10/1944. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=066559&pasta=ano%20194&pesq=Guignard&pagfis=2241. Acesso em: 15 mar. 2020.

GUIGNARD. Ainda não sei desenhar. [Entrevista concedida a] Fritz Teixeira de Salles & Sebastião Nery. Para todos – Quinzenário da Cultura Brasileira. Rio de Janeiro - São Paulo, Ano II, n. 29, p. 4, 2a. quinzena de julho de 1957. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=124451&Pesq=guignard&pagfis=33645. Acesso em: 15 ago. 2020.

HOBSBAWM, Eric & RANGER, Terence (Org.). A invenção das tradições. 13a. Edição, Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2020.

MICELI, S. Intelectuais à brasileira. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

NAVARRA, Ruben. Ainda o “Salão”. Letras, Artes e Idéias Gerais: terceira secção do Diário de Notícias. Rio de Janeiro, Ano XIII, nº. 6131, p. 17, 18/10/1942. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/docreader.aspx?bib=093718_02&pasta=ano%20194&pesq=Ruben%20Navarra&pagfis=11832. Acesso em: 19 ago. 2020.

OLIVEIRA, Lúcia Lippi. A questão nacional na Primeira República. São Paulo: Brasiliense, 1990.

PÉCAUT, Daniel. Os intelectuais e a política no Brasil: entre o povo e a nação. São Paulo: Editora Ática, 1990.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Giovana Benedita Cardoso Spinhardi

Downloads

Não há dados estatísticos.