Retratos do poder no renascimento
Capa preta com título "Os silêncios na História da Arte", data e número da edição. Na parte inferior, a pintura de quatro pessoas brancas com vestimentas de época sentadas em volta de uma mesa.
PDF

Palavras-chave

Renascimento
Tiziano
Retratos

Como Citar

CAMPOS, Leila Soares Rodrigues. Retratos do poder no renascimento: a representação política do Cardeal Cristoforo Madruzzo por Tiziano. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 12, p. 376–382, 2017. DOI: 10.20396/eha.12.2017.4536. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4536. Acesso em: 22 maio. 2024.

Resumo

O presente artigo busca analisar sob uma nova luz um retrato pintado por Tiziano Vecellio em 1552, hoje presente no Museu de Arte de São Paulo. A obra tem uma narrativa simples que simboliza uma figura vestida com trajes negros ao ato de se abrir uma cortina vermelha. Trata-se do Cardeal Cristoforo Madruzzo (1512-1567), príncipe-bispo da cidade de Trento na Itália, e anfitrião do célebre Concílio ecumênico realizado entre 1545 e 1563.

https://doi.org/10.20396/eha.12.2017.4536
PDF

Referências

BAXANDAL, Michael. Painting and experience in fifteenth century Italy. England. Oxford University Press, 1972

BECKER, Rotraud. ?MADRUZZO, Cristoforo?. Dizionario Bibliografico degli Italiani. Volume 67. Treccani, 2007.

BOTERO, Giovanni, Della Ragione Di Stato. Venezia, Gioliti, 1589.

BRION, Marcel; Ticiano. Paris. Editora Verbo. 1985.

BROWN, David Allan (cur.). Titian: Prince of Painters. Venice: Marsilio Editore, S.p.t, 1990.

BURKE, Peter. Testemunha Ocular – História e Imagem. Capítulos 2 e 10. Bauru: EDUSC, 2004.

BURCKHARDT, Jacob. La cultura Del renascimiento en Italia. Barcelona, Obras Maestras, 1951.

BURCKHARDT, Jacob. O Retrato na Pintura Italiana do Renascimento, Campinas, Edunicamp, 2014.

BUNGENER, L. F., History of the Council of Trent. New York: Harper & Brothers, Publishers, 1855. From the French.

CAMPBELL, Lorne. Portrait Renaissance: european portrait-painting in the 14th, 15th and 16th centuries. New Haven and London. Yale University Press. 1990.

CHECA, Fernando, Tiziano y la monarquia hispanica: usos y funciones de la pintura veneciana em España (siglos XVI y XVII), Madrid: Nerea, 1994.

DAL PRÀ, Laura (cur.). I Madruzzo e l‘Europa: I principi vescovi di Trento tra Papato e Impero, 1539-1658. Trento: Castelo del Buon Consiglio, 1993.

DE HOLANDA, Francisco, Do tirar pelo natural, Campinas, Unicamp, 2013.

DELUMEAU, Jean. A Civilização do Renascimento. Lisboa: Edições 70, 2004.

ELIAS, Norbert. A sociedade de Corte: investigação sobre a sociologia da realeza e da aristocracia de corte. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed. 2001.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do discurso. São Paulo. Ed. Loyola, São Paulo, 2004

GARIN, Eugênio. Ciência e Vida Civil no Renascimento Italiano, São Paulo, Unesp, 1996.

GRUZINSKI, Serge. A colonização do imaginário: Sociedades indígenas e ocidentalização no México espanhol (séculos XVI-XVIII). São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

HOPE, Charles & MARTINEAU, Jane (Ed.) The Genius of Venice 1500-1600. London. Royal Academy of Arts. 1983.

HOPE, Charles & MARTINEAU, Jane. Titian, London: Chaucer Press, 2003.

MARTINS, Paulo. Imagem e Poder: considerações sobre a Representação de Otávio Augusto. São Paulo: Edusp, 2011.

PANOFSKY, Erwin; Problems in Titian, mostly iconographic. Great Britan. Phaidon, 1969

PANOFSKY, Erwin. Estudos de iconologia: temas humanísticos na arte do renascimento. Lisboa Ed. Estampa, 1995.

POMMIER, Édouard. Théories du portrait – de la Renaissance aux Lumières. Paris: Gallimard, 1998.

PRODI, Paolo. Uma História da Justiça. São Paulo, 2005.

PROSPERI, Adriano. Tribunais da Consciência: inquisidores, Confessores, Missionários. São Paulo, EDUSP, 2013.

PROSPERI, Adriano. Il Concilio di Trento e La controriforma. Trento, Edizione, 1999.

SILVA, Isabel Hargrave Gonçalves da; O retrato do cardeal Cristoforo Madruzzo, por Tiziano: o relógio e a política no Renascimento. 2013. 168 f. Tese (Mestrado em História) Campinas, SP. 2013.

SKINNER, Quentin. The Foudation of Modern Political Thought: the Age of Reformation, Cambridge, 1978.

TREVOR-ROPER, H. R. Religion, the Reformation and Social Change. London, Macmillan, 1967.

VASARI, Giorgio; A vida dos artistas. São Paulo. Martins Fontes. 2011.

WARNKE, Martin. O artista de corte: os antecedentes dos artistas modernos: tradução: Maria Clara Cescato. Editora EDUSP. São Paulo, 2001.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2017 Leila Soares Rodrigues Campos

Downloads

Não há dados estatísticos.