O silêncio sobre a circuncisão
Capa preta com título "Os silêncios na História da Arte", data e número da edição. Na parte inferior, a pintura de quatro pessoas brancas com vestimentas de época sentadas em volta de uma mesa.
PDF

Palavras-chave

Arte Renascentista
Judeus
Torá
Circuncisão

Como Citar

REBETEZ, Inácio Schiller Bittencourt. O silêncio sobre a circuncisão: o corpo dos judeus na Arte Renascentista. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 12, p. 333–335, 2017. DOI: 10.20396/eha.12.2017.4529. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4529. Acesso em: 22 maio. 2024.

Resumo

Se a igreja católica celebrou a circuncisão de Jesus como o início da salvação da humanidade, os artistas do Renascimento nunca evidenciaram os efeitos desse acontecimento. Da mesma forma, outras personagens judaicas do Antigo e do Novo Testamento, como Isaac, David e João Batista, foram sempre representados na Renascença com prepúcio, de maneira contrária, portanto, à própria narrativa bíblica.

https://doi.org/10.20396/eha.12.2017.4529
PDF

Referências

BÍBLIA. Português. Bíblia de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2002.

STEINBERG, Leo. The sexuality of Christ in the Renaissance and in modern oblivion. Chicago e Londres: Chicago University Press, 1996.

TORÁ – A LEI DE MOISÉS. São Paulo: Editora e Livraria Sêfer, 2001.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2017 Inácio Schiller Bittencourt Rebetez

Downloads

Não há dados estatísticos.