A curadoria como dispositivo
PDF

Palavras-chave

Curadoria
Arte contemporânea
Foucalt

Como Citar

SEABRA, J. A curadoria como dispositivo: arte contemporânea em rede. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 13, p. 478–485, 2018. DOI: 10.20396/eha.13.2018.4416. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/4416. Acesso em: 25 fev. 2024.

Resumo

No contexto contemporâneo globalizado em que a cultura foi alçada a um importante ativo econô-mico, com interfaces com o turismo e o social, faz-se premente indagar sobre as conexões nem sempre visíveis que constituem a rede que forma o mundo da arte contemporânea. Seguindo esta linha de pensamento, este artigo procura elaborar uma reflexão sobre o papel da curadoria no campo artís-tico contemporâneo. Percebida como um fenômeno cultural que se manifesta como um instrumento de poder propõe-se pensar a curadoria de arte contemporânea como um “dispositivo” à luz das conceituações foucaultianas.

https://doi.org/10.20396/eha.13.2018.4416
PDF

Referências

AGAMBEN, G. O que é um dispositivo? Santa Catarina: Outra travessia, 2005.

BETHÔNICO, M. Entrevista. In: Museologia & interdisciplinaridade. Vol. III, nº5, maio/julho de 2014, p.247-251. Disponível em: Acesso em 26 fev. 2018.

CASTRO, Edgardo. Vocabulário de Foucault: um percurso pelos seus temas, conceitos e autores. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

DELEUZE, Gilles. O que é um dispositivo. In: DELEUZE, Gilles. O mistério de Ariana. Ed. Vega – Passagens. Lisboa, 1996. Tradução e prefácio de Edmundo Cordeiro. Disponível em: Acesso em 28 de junho de 2018.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: A vontade de saber. RJ: Graal, 1988.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1996.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Jessica Seabra

Downloads

Não há dados estatísticos.