Atividade lúdica
Capa do Eixo 2, sobre Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação
PDF

Palavras-chave

Higiene das mãos
Educação em Saúde
Segurança do paciente
Prevenção de Infecção hospitalar

Categorias

Como Citar

FERREIRA, Luciene Barbosa Bispo; MOITINHO, Ana Carolina Braz; FAGNANI, Renata; MERCHON, Jessica Chamorro; CAMPINA, Raquel Pedott; MARTINS , Raphaela Gomes. Atividade lúdica: zero adornos nas mãos!. Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023067, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5109. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5109. Acesso em: 20 maio. 2024.

Resumo

Introdução: As boas práticas de higiene das mãos estão diretamente relacionadas com a segurança do paciente, prevenção de transmissão de microrganismos no âmbito assistencial e é um ponto chave na prevenção das principais infecções relacionadas à assistência. Uma, dentre as várias abordagens, das boas práticas de higiene das mãos é a não utilização de adornos nas mãos; pois os anéis, pulseiras e relógios podem ser barreiras que propiciam a não higienização adequada de todas as áreas das mãos. Objetivo: Sensibilizar os profissionais de uma unidade de terapia intensiva que o uso de adornos impossibilita a higiene adequada das mãos. Metodologia: Realizada atividade lúdica pela equipe do Núcleo de Segurança do Paciente e Time de Higienização das mãos em um vestiário de uma unidade de terapia intensiva com profissionais das equipes de enfermagem e fisioterapia. Na atividade foi realizada a técnica de higiene das mãos com adornos e visualizado as áreas não higienizadas com auxílio de uma lanterna de luz fluorescente de um gel simulador de contaminações para treinamentos de higiene das mãos. Resultados: Demonstrado que os adornos inviabilizam a higiene adequada das mãos, pois foi observado com o auxílio da luz fluorescente resquícios de gel na região anelar e no punho próximo ao relógio, mesmo realizando todos os passos propostos na técnica indicada de higiene das mãos propostos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Conclusão: Profissionais que participaram da atividade compreenderam que os adornos nas mãos impedem a descontaminação adequada favorecendo assim sua contaminação e consequente transmissão hospitalar de patógenos.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5109
PDF

Referências

LARIOS FRACAROLLI, Isabela Fernanda; PALUCCI MARZIALE, Maria Helena. Características microbiológicas das mãos e anéis de trabalhadores da saúde-revisão integrativa. Ciência. enferm. , Concepción, v. Disponível em <http://www.scielo.cl/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0717-95532019000100302&lng=en&nrm=iso>. acesso em 06 de outubro de 2023. Epub 29 de outubro de 2019. http://dx.doi.org/10.4067/s0717-95532019000100302.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Luciene Barbosa Bispo Ferreira, Ana Carolina Braz Moitinho, Renata Fagnani, Jessica Chamorro Merchon, Raquel Pedott Campina, Raphaela Gomes Martins (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.