O olhar sociológico de Otávio Dulci sobre a “questão regional”

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/tematicas.v29i57.13902

Palavras-chave:

Projetos de desenvolvimento, Questão regional, Otávio Dulci, Elites políticas

Resumo

O objetivo deste artigo é o de refletir sobre a contribuição do sociólogo e cientista político Otávio Soares Dulci (1948-2018) na análise da “questão regional” e suas interfaces com o projeto de desenvolvimento das elites periféricas, no contexto político pós-revolução de 1930. Argumentamos que Dulci problematiza a interpretação sociológica da modernização no Brasil, tendo o estado de Minas Gerais como principal referência de investigação. Com essa discussão, o que se almeja é reconhecer o legado de Otávio Dulci para o Pensamento Social Brasileiro, não somente como analista dos cânones das Ciências Sociais produzidas no país, mas também como formulador da sociologia histórica e do desenvolvimento, que incorpora na dimensão macrossocial o conjunto de valores e ação política de grupos empresariais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Antônio Dimas Cardoso, Universidade Estadual de Montes Claros

Doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social e do Departamento de Política e Ciências Sociais da Universidade Estadual de Montes Claros.

Lucas Tibo, Universidade Estadual de Montes Claros

Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Social da Universidade Estadual de Montes Claros.

Referências

ARRUDA, Maria Arminda do Nascimento. Mitologia da mineiridade: o imaginário mineiro na vida política e cultural do Brasil. São Paulo: Brasiliense, 1999.

CARDOSO, Fernando Henrique. Empresário industrial e desenvolvimento econômico. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1964.

CARDOSO, Fernando Henrique; FALETTO, Enzo. Dependência e desenvolvimento na América Latina: ensaios de interpretação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1984.

CARDOSO, Antônio Dimas; PEREIRA, Laurindo Mekie. Intelectuais e a modernização no Brasil: os caminhos da Revolução de 1930. Montes Claros/MG: Editora Unimontes, 2020.

CHAGURI, Mariana Miggiolaro. Entre a nação e a região: produção, circulação e efeito político das ideias. Anais do XV Congresso Brasileiro de Sociologia, Curitiba-PR, de 26 a 29 de julho de 2011.

DULCI, Otávio Soares (Org.). Minas Gerais 2000-2015. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2016.

DULCI, Otávio Soares. Desenvolvimento Social e Contribuição das Políticas Públicas. In: Congresso em Desenvolvimento Social, IV, Conferência. Unimontes: Montes Claros, 2014.

DULCI, Otávio Soares. Generalidade e particularidade na sociologia brasileira. Revista Sociedade e Estado. Brasília: Junho/dezembro, 2000.

DULCI, Otávio Soares. Política e Recuperação Econômica em Minas Gerais. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1999.

DULCI, Otávio Soares. As elites mineiras e a conciliação: a mineiridade como ideologia. Ciências Sociais Hoje, São Paulo, p. 7-31, 1984.

FERNANDES, Florestan. A revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

FERNANDES, Florestan Economia e sociedade no Brasil: análise sociológica do subdesenvolvimento. São Paulo: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (USP), Centro de Sociologia Industrial e do Trabalho, Cadeira de Sociologia, 1962.

HELAYEL, Karim. Um sociólogo na periferia do capitalismo: a sociologia histórico-comparada de Fernando Henrique Cardoso. Anais do 44º Encontro Anual da ANPOCS - GT32 - Pensamento Social no Brasil, de 01 a 11 de dezembro de 2020.

MANIFESTO DOS MINEIROS. Documento. Fundação Getúlio Vargas. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Rio de Janeiro, 1943.

MARTINS, Luciano. Industrialização, burguesia nacional e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Saga, 1968.

NABUCO, Carolina. A vida de Virgílio de Melo Franco. Rio de Janeiro: Livraria José Olympio Editora, 1962.

PREBISCH. Raúl. O desenvolvimento econômico da América Latina e alguns de seus problemas principais. Revista Brasileira de Economia, v. 3, n. 3, 1949.

RAMOS, Alberto Guerreiro. A redução sociológica. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1996.

SCHWARTZMAN, Simon. Bases do Autoritarismo Brasileiro. Campinas/SP: Editora Unicamp, 2018.

SOMBART, Werner. Os judeus e a vida econômica. São Paulo: Editora Unesp, 2014.

TROTSKI, Leon. História da Revolução Russa. Rio de Janeiro: Saga, 1967.

VEBLEN, Thorstein. A Alemanha Imperial e a Revolução Industrial. In: James – Dewey – Veblen. São Paulo: Abril, 1974 (Coleção Os Pensadores, v. XI).

VIANNA, Oliveira. Evolução do Povo Brasileiro. São Paulo: Nacional, 1938.

VILLA BÔAS, Glaucia. 80 anos de Ciências Sociais na UFRJ: relembrando o pioneirismo dos projetos Grupos Econômicos (1962) e Trabalhadores Cariocas (1987). Revista Sociologia & Antropologia. Rio de Janeiro, v. 09, p. 297-312, 2019.

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

CARDOSO, A. D.; TIBO, L. O olhar sociológico de Otávio Dulci sobre a “questão regional”. Tematicas, Campinas, SP, v. 29, n. 57, p. 64–87, 2021. DOI: 10.20396/tematicas.v29i57.13902. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tematicas/article/view/13902. Acesso em: 21 maio. 2022.