Banner Portal
“Nutrindo raiva , causando dor", ou como o rock neofascista tem construído ódio pela América do Sul
PDF

Palavras-chave

Rock neofascista
Neofascismo
Discursos de ódio

Como Citar

OLIVEIRA, Pedro Carvalho. “Nutrindo raiva , causando dor", ou como o rock neofascista tem construído ódio pela América do Sul. Tematicas, Campinas, SP, v. 27, n. 54, p. 39–58, 2019. DOI: 10.20396/tematicas.v27i54.12337. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tematicas/article/view/12337. Acesso em: 17 jul. 2024.

Resumo

O presente trabalho objetiva mostrar como o rock neofascista tem motorizado o crescimento do espaço político de movimentos neofascistas nos países sul-americanos desde os anos 1980, por meio da construção do ódio aos seus antagonistas em consonância intensa com crenças, preconceitos e discursos de ódio já presentes em suas sociedades. Esta dinâmica permite que discursos extremistas se aproximem de outros existentes no senso comum, enraizados em países que passaram por um processo de colonização semelhante, organizado por nações europeias. Por meio de uma análise do conteúdo presente nos discursos de seis bandas do gênero surgidas em três países diferentes (Argentina, Brasil e Chile), perceberemos como o comportamento neofascista estabelece permanências e descontinuidades com os fascismos históricos a depender do que encontram nos terrenos onde atuam.

https://doi.org/10.20396/tematicas.v27i54.12337
PDF

Referências

ALMEIDA, Alexandre de. “A locomotiva skinhead: a relação entre a música e a memória na construção da identidade de uma organização White Power paulista”. I Seminário Internacional de História do Tempo Presente, Florianópolis: UDESC; ANPUH-SC; PPGH, p. 04-10, 2011.

AMPUDIA, Ricardo. Odiados e orgulhosos: Um mapa da ação organizada dos grupos skinheads no estado do Paraná. Ponta Grossa: Universidade Estadual de Ponta Grossa, 2006.

BARBOSA, Jefferson R. Chauvinismo e extrema-direita: crítica aos herdeiros do sigma. São Paulo: UNESP, 2015.

BARBOSA, Jefferson R. Skinheads chauvinistas: integralistas, os “Carecas do Subúrbio” e o nacional-socialismo brasileiro. In: PATSCHIKI, L.; SMANIOTTO, M. A.; BARBOSA, J. R. (Orgs.). Tempos conservadores: estudos críticos sobre as direitas. Goiânia: Gárgula, p. 77-96, 2016.

COPSEY, Nigel. Contemporary British fascism: the British National Party and the Quest for Legitimacy. Nova Iorque: Palgrave Macmillan, 2004.

COSTA, Maria Regina da. Carecas do subúrbio: caminhos de um nomadismo moderno. São Paulo: Musa Editora, 2000.

GAY, Peter. O cultivo do ódio. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

GINZBURG, Carlo. O fio e os rastros: verdadeiro, falso, fictício. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

MAYNARD, Dilton Cândido Santo (Org.). Extremismos no Tempo Presente. Rio de Janeiro: Autografia, 2017.

MOURA, Luyse Moraes; MAYNARD, Dilton Cândido Santos. “Aspectos da nova extrema-direita chilena em tempos de Internet”. In: MAYNARD, D.C. S. (Org.). História, neofascismos e intolerância: reflexões sobre o Tempo Presente. Rio de Janeiro: Editora Multifoco, p. 93-116, 2012.

MOYANO, Antonio. Neonazis: la seducción de la Svástica. Madrid: Nowtilus, 2004.

OLIVEIRA, Pedro Carvalho. O som do ódio: uma história do rock neofascista e dos neofascismos no tempo presente. Curitiba: Editora CRV, 2018.

PAXTON, Robert Owen. A anatomia do fascismo. Trad. Patrícia Zimbres e Paula Zimbres. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

SALAS, Antonio. Diário de um skinhead: um infiltrado no movimento neonazista. São Paulo: Editora Planeta, 2006.

TEIXEIRA DA SILVA, Francisco Carlos. Neofascismo. In: TEIXEIRA DA SILVA, F. C. et al. (Orgs.). Enciclopédia das guerras e revoluções do século XX. Rio de Janeiro: Elsevier/Campus, p. 604-606, 2004.

TEIXEIRA DA SILVA, Francisco Carlos. “Sobre os tribunais no Terceiro Reich - os fascismos e as ditaduras: o que ainda há para estudar?” In: SCHURSTER, K. et al (Orgs.). Velhas e novas direitas: a atualidade de uma polêmica. Recife: EDUPE, p. 28-48, 2014.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Pedro Carvalho Oliveira

Downloads

Não há dados estatísticos.