Banner Portal
Das trincheiras para a terceira guerra
PDF

Palavras-chave

Reintegração Social
Força Expedicionário Brasileira
Belo Horizonte

Como Citar

OLIVEIRA, Edilan Martins de. Das trincheiras para a terceira guerra: a associação de ex-combatentes do Brasil em Belo Horizonte (1946-1950). Tematicas, Campinas, SP, v. 28, n. 56, p. 185–213, 2020. DOI: 10.20396/tematicas.v28i56.12311. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tematicas/article/view/12311. Acesso em: 18 jun. 2024.

Resumo

Este trabalho se destina a efetuar uma análise sobre a constituição da Associação dos Ex-Combatentes do Brasil em Belo Horizonte após o término da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Pautando-se principalmente nas atas redigidas por ocasião das reuniões ocorridas na agremiação, se buscará efetuar um panorama acerca das concepções, posições e dilemas enfrentados pelos veteranos no imediato pós-guerra. Nesse período, a associação assumiu um caráter assistencial, e, para além da realização de comemorações e da efetivação de ações que visavam à difusão da memória da coletividade em questão, foi marcada preponderantemente por disputas políticas acirradas. A difícil reintegração social, após a desmobilização da Força Expedicionária Brasileira, engendrou formas de resistência e negociação singulares com os poderes públicos, assim como moldou as ações dos outrora combatentes no interior da referida agremiação. Torna-se fundamental expor as narrativas e os pensamentos que foram concebidos por esse grupo social no imediato reestabelecimento da democracia, após o fim do Estado Novo (1937-1945).  

https://doi.org/10.20396/tematicas.v28i56.12311
PDF

Referências

ANDERSON, Benedict. Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e expansão do nacionalismo. Trad. Denise Bottman. São Paulo, Companhia das Letras, 2008.

ANSART, Pierre. História e Memórias dos ressentimentos. In: BRESCIANI, S. & NAXARA, M. (Orgs.). Memória e (Res.) sentimento. Indagação sobre uma questão sensível. São Paulo: UNICAMP, 2001.

AECB SR BH. Livro de Atas das reuniões, Belo Horizonte, n.1. 1946-1950.

BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembranças de velhos. 15 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

BURKE, Peter. História como memória social. In: BURKE, PETER. Variedades da história cultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

CHARTIER, Roger. História cultural: entre práticas e representações. Algés / Portugal: DIFEL, 2002.

CORREIO DA MANHÃ, Rio de Janeiro, 16 de novembro de 1946.

CYTRYNOWICZ, Roney. Guerra sem guerra: a mobilização e o cotidiano em São Paulo durante a Segunda Guerra Mundial. São Paulo: Edusp/ Geração Editorial, 2000.

FERRAZ, Francisco César Alves. A Guerra que não acabou: a reintegração social dos veteranos da Força Expedicionária Brasileira (1945-2000). Londrina: Eduel, 2012.

FERRAZ, Francisco César Alves. Os brasileiros e a Segunda Guerra Mundial. Rio de janeiro: Jorge Zahar, 2005, p. 66.

FOLHA DE MINAS, Belo Horizonte,14 de julho de 1946, p.1.

MATALOFF, Maurice. A Natureza e o Escopo da História Militar. In: WEIGLEY, Russell F. (Org.). Novas Dimensões da História Militar (Vol 2). Tradução de Octavio Alves Velho. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 1982.

MEDRADO, Divaldo. Nos bastidores da Força Expedicionária Brasileira. Belo Horizonte: Gráfica O Lutador, 2009.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Revista do Programa de Estudos Pós-graduados do Departamento de História da PUC-SP. (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). São Paulo: SP, 1981.

POLLAK, Michel. “Memória, esquecimento e silêncio”. In: Estudos Históricos nº.3. Rio de Janeiro, CPDOC/FGV, p.3-16, 1989.

ROSENHECK, Uri. Entre a comemoração do passado e a construção do futuro: os monumentos da FEB em seus contextos. In: Militares e Política, nº 3, p.7-16, jul –dez. 2008.

ROUSSO, Henry. A memória não é mais o que era. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes (Orgs.). Usos & Abusos da História Oral. Rio de Janeiro: Ed. da Fundação GetúlioVargas, 1996.

SALUM, Alfredo Oscar. Zé Carioca vai à Guerra. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo,1996.

SILVA, Helenice Rodrigues. Rememoração/Comemoração: as utilizações sociais da memória. In: Revista Brasileira de História, v. 22, no. 44, São Paulo, 2002.

TODOROV, Tzvetan. Los abusos de la memoria. Barcelona: Paidós, 2000.

THOMPSON, Alistair. Recompondo a memória: questões sobre a relação entre História Oral e as Memórias. Projeto História, São Paulo: 15 abr. 1997.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 Edilan Martins de Oliveira

Downloads

Não há dados estatísticos.