Banner Portal
Ciclos petistas de ajuste e suas contradições
PDF

Palavras-chave

Ajustes estruturais
Ciclos petistas
Conciliação de classes
Golpe de estado 2016

Como Citar

RODRIGUES JÚNIOR, Natan dos Santos; CARVALHO, Alba Maria Pinho de; GUERRA, Eliana Costa; MOURA, Luciana Ribeiro. Ciclos petistas de ajuste e suas contradições: condições sócios-políticas para o golpe de 2016. Tematicas, Campinas, SP, v. 27, n. 53, p. 39–68, 2019. DOI: 10.20396/tematicas.v27i53.11602. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tematicas/article/view/11602. Acesso em: 17 jul. 2024.

Resumo

O artigo apresenta configurações do “Brasil do Presente”, tomando como referência a última década do século XX e as duas primeiras do século XXI, tendo como marco histórico-político, processos de inserção tardia e dependente do Brasil ao capitalismo financeirizado, a circunscrever o chamado ajuste estrutural brasileiro. Busca delinear os percursos deste processo de ajuste, ao longo das últimas três décadas, com ênfase na análise dos ciclos petistas de ajuste. Para adentrar no modelo brasileiro de ajuste rentista-neoextrativista, fundado na composição orgânica entre capital financeiro e capital vinculado ao neoextrativismo e ao agronegócio, analisa perspectiva petista de conciliação de classes, a consubstanciar-se nos governos de Luís Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, mediante a consolidação das políticas de ajuste, em articulação com políticas de enfrentamento à pobreza. Em meio às inflexões do modelo petista, focaliza a tentativa de hibridização das políticas neoliberais com o neodesenvolvimentismo. Discute a crise brasileira contemporânea como o chão histórico do Golpe 2016. O artigo expressa um esforço crítico de pensar contradições nos ciclos de ajuste petistas, a gestar condições sócio-políticas para o avanço da extrema-direita, materializado em um governo ultraliberal, militarista, reacionário, em submissão aos ditames de segmentos conservadores do capital mundializado.

 

https://doi.org/10.20396/tematicas.v27i53.11602
PDF

Referências

ALVES, Giovanni. O Minotauro brasileiro: Reforma trabalhista e desenvolvimento histórico do capitalismo no Brasil. Revista do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, n. 51, 2017. Disponível em: https://juslaboris.tst.jus.br/bitstream/handle/20.500.12178/125460/2017_alves_giovanni_minotauro_brasileiro.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em 20 de maio de 2018.

ALVES, Giovanni. A esfinge do neodesenvolvimentismo e a miséria do trabalho no Brasil (2002-2013). In: MACÁRIO, E; VALE, E. S.; RODRIGUES JUNIOR, N. S. (Orgs). Neodesenvolvimentismo, Trabalho e Questão Social. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2016.

BATISTA, Paulo Nogueira. O Consenso de Washington: a visão neoliberal dos problemas latino-americanos, Consulta Popular, São Paulo: 1994. Disponível em: http://www.consultapopular.org.br/sites/default/files/consenso%20de%20washington.pdf. Acesso em 18 de jul. de 2019.

BRAGA, Ruy. O fim do lulismo. In: JINKINGS, Ivana; DORIA, Kim; CLETO, Murilo. (Orgs.). Por que gritamos golpe? Para entender o impeachment e a crise no Brasil. São Paulo: Boitempo, 2016.

BRAGA, Ruy. Apresentação. In: OLIVEIRA, Francisco; BRAGA, Ruy; RIZEK, Cibele (Orgs.). Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo: Boitempo, 2010.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. O novo desenvolvimentismo e a ortodoxia convencional. São Paulo em Perspectiva, v. 20, n. 3, p. 5-24, jul./set. 2006.

CARVALHO, Alba Maria Pinho. Contemporaneidade brasileira: o Golpe em processo, a democracia em risco e a construção de resistência(s). Conferência de abertura da XVI Semana da Cultura do Serviço Social. Curso de graduação em Serviço Social. Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza-CE, 2018.

CARVALHO, Alba Maria Pinho. Análise de conjuntura e crise do Estado. Aula inaugural no campo das Políticas Públicas. Dissertação (Mestrado) Fortaleza, CE: Universidade Federal do Ceará, 2017a.

CARVALHO, Alba Maria Pinho. Democracia, participação e seguridade. II Seminário de Política de Assistência Social em Maracanaú. Secretaria de assistência social e cidadania – SAS. Observatório de Práticas do Sistema Único de Assistência Social- OBSERVA SUAS. Maracanaú – CE, 2017b.

­CARVALHO, Alba Maria Pinho. Transformações do Estado na América Latina em tempos de ajuste e resistências: governos de esquerda em busca de alternativas. In: CARLEIAL, Adelita Neto (Org.). Projetos Nacionais e Conflitos na América Latina. Fortaleza: Edições UFC, Edições UECE, UNAM, 2006.

CARVALHO, Alba Maria Pinto.; GUERRA, Eliana Costa. O Brasil no século XXI nos circuitos da crise do capital: o modelo brasileiro de ajuste no foco da crítica. Revista de Políticas Públicas, v. 19, p. 41-60, 2015. Disponível em: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=321143201003. Acesso em 20 de jul. de 2017.

CARVALHO, Alba Maria Pinto.; GUERRA, Eliana Costa. Brasil no século XXI na geopolítica da crise: para onde apontam as utopias? Revista de Políticas Públicas, Número Especial, p. 267-280, novembro de 2016. Disponível em: http://www.periodicoseletronicos.ufma.br/index.php/rppublica/article/viewFile/5978/3609. Acesso em 15 de jan. de 2018.

CARVALHO, Alba Maria Pinto; MILANEZ, Bruno; GUERRA, Eliana Costa. Rentismo-neoextrativismo: a inserção dependente do Brasil nos percursos do capitalismo mundializado (1990-2017). In: RIGOTTO, Raquel Maria; AGUIAR, Ana Cristina Pontes; RIBEIRO, Livia Alves Dias (Orgs). Tramas para a justiça ambiental: diálogos de saberes e práxis emancipatórias. Fortaleza: Edições UFC, 2018.

CASTELO, Rodrigo. O Social-liberalismo - Auge e crise da supremacia burguesa na era neoliberal. 1. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2013.

CHESNAIS, François. A Mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.

COUTINHO, Carlos Nelson. A hegemonia da pequena política. In: OLIVEIRA, Francisco; BRAGA, Ruy; RIZEK, Cibele (Orgs.). Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo: Boitempo, 2010.

CUT. Terceirização e desenvolvimento: uma conta que não fecha/Secretaria Nacional de Relações de Trabalho e Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos. São Paulo: Central Única dos Trabalhadores, 2014.

HARVEY, David. 17 contradições e o fim do capitalismo. São Paulo: Boitempo, 2016a.

HARVEY, David. O neoliberalismo é um projeto político. Esquerda.net, 29 jul. 2016b. Entrevista a Bjarke Skaerlund Risager. Disponível em: https://www.esquerda.net/artigo/david-harvey-o-neoliberalismo-e-um-projeto-politico/43872 . Acesso em 19 de jun. de 2018.

INSTITUTO DE PESQUISA ECONOMICA APLICADA (IPEA). Brasil em desenvolvimento 2011: Estado, planejamento e políticas públicas. Brasília: Ipea, 2012. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=14300&catid=112&Itemid=2.

MACÁRIO, Epitácio. Neodesenvolvimentismo e Questão Social: reflexões baseadas em dados do Brasil e do Ceará. In: CUNHA, A. M.; SILVEIRA, I. M. M. (Org.). Expressões da Questão Social do Ceará. 1ed. Fortaleza: Ed Uece, 2014.

MACÁRIO, Epitácio; RODRIGUES JÚNIOR, Natan dos Santos; SILVA, Reinaldo de Aguiar. Trabalho e Questão Social no Brasil contemporâneo: para uma crítica ao neodesenvolvimentismo. In: MACÁRIO, Epitácio; VALE, Ermínia Sobral; RODRIGUES JUNIOR, Natan Santos (Orgs.). Neodesenvolvimentismo, Trabalho e Questão Social. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2016.

MANZANO, Marcelo et al. Os donos do dinheiro: o rentismo no Brasil. São Paulo: Perseu Abramo, 2019.

MARINI, Ruy Mauro. Dialética da Dependência. In: TRASPADINI, Roberta; STEDILE, João Pedro; MARINI, Ruy Mauro (Orgs.). Ruy Mauro Marini – Vida e Obra. 1. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2005. 137-180p.

MÉSZÁROS, István. Crise estrutural do capital. São Paulo: Boitempo, 2009.

MÉSZÁROS, István. O poder da ideologia. São Paulo: Boitempo, 2004.

MÉSZÁROS, István. Para Mészáros, capitalismo vive uma crise estrutural profunda. Carta Maior, 21 jun. 2011. Disponível em: https://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/Para-Meszaros-capitalismo-vive-uma-crise-estrutural-profunda/4/17047. Acesso em 10 de ago. de 2018.

OLIVEIRA, Francisco; BRAGA, Ruy; RIZEK, Cibele (Orgs). Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo: Boitempo, 2010.

OLIVEIRA, Francisco. Hegemonia às avessas. Piauí. Rio de Janeiro/São Paulo, n. 4. jan. 2007.

PAULANI, Leda. Uma ponte para o abismo. In: JINKINGS, Ivana; DORIA, Kim; CLETO, Murilo. (Orgs.). Por que gritamos golpe? Para entender o impeachment e a crise no Brasil. São Paulo: Boitempo, 2016.

PAULANI, Leda. A inserção da economia brasileira no cenário mundial: uma reflexão sobre a situação atual à luz da História. Boletim de Economia e Política Internacional, Brasília, DF, n. 10, abr./ jun. 2012a.

PAULANI, Leda. A dependência redobrada. Le Monde Diplomatique Brasil, São Paulo, 2012b.

PAULANI, Leda. Mídia e mercado fazem terrorismo econômico. Brasil de Fato, São Paulo, nov. 2014. Entrevista concedida a Bruno Pavan. Disponível em: http://www.brasildefato.com.br/node/30418. Acesso em 19 de mar. de 2015.

POCHMANN, Marcio; BORGES, Altamiro. “Era FHC”: a regressão do trabalho. São Paulo: Anita Garibaldi, 2002.

RODRIGUES JÚNIOR, Natan dos Santos; CARVALHO, Alba Maria Pinho. Brasil no século XXI: Governo Temer, ofensiva neoliberal e superexploração do trabalho. In: ROCHA, Rosimar et al. Capitalismo Contemporâneo e Educação Brasileira: Aspectos Controversos e Atuais. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2018.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Natan dos Santos Rodrigues Júnior, Alba Maria Pinho de Carvalho, Eliana Costa Guerra, Luciana Ribeiro Moura

Downloads

Não há dados estatísticos.