Análise sobre formas estratégicas nos discursos fascistas e do integralismo de Plínio Salgado

Autores

  • Felipe Azevedo Cazetta Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.20396/tematicas.v20i39.11442

Palavras-chave:

Plínio Salgado, Integralismo

Resumo

Este artigo vem com o objetivo de traçar comparações entre os fascismos e o integralismo, a partir da utilização do totalitarismo como uma das formas de ascensão ao poder, por ambos os movimentos, tanto o europeu quanto o brasileiro. Entretanto, a pesquisa vislumbra tecer não só similaridades mas, examinar as divergências entre as balizas abordadas, através da observação do corpo teórico do Sigma.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Azevedo Cazetta, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestrando em História no Programa de pós-Graduação pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Referências

ADORNO, Theodor & HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1985.

ARENDT, H.Origens do totalitarismo. Tradução de Roberto Raposo. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

BENDIX, R.Construção Nacional e Cidadania. São Paulo: EDUSP, 1996.

BENES, Edvard.Democracia de Hoje e de Amanhã. Tradução de Jiri Reiszman. Rio de Janeiro: Editôra Calvino, 1945.

BERTONHA, J.F. Sob o signo do fascio: o fascismo, os imigrantes e o Brasil, 1922-1943. São Paulo: Tese de doutoramento apresentada ao Departamento de História (IFCH/UNICAMP), 1998.

CAVALARI, Rosa Maria Feiteiro. Integralismo: ideologia e organização de um partido de massa no Brasil(1932-1937). Bauru, SP: EDUSC, 1990. pp. 47 a 49.

DELGADO, I.G. Trajetória e Contra-Reforma da Política Brasileira. in. SALGADO, Gilberto (org.).Cultura e instituições sociais. Juiz de Fora: Ed. UFJF, 2006.

FARIA, Carlos Aurélio Pimenta de. Uma Genealogia das Teorias e Modelos do Estado de Bem-Estar Social. in Revista Brasileira de Informação Bibliográfica em Ciências sociais. Rio de Janeiro: Relumé-Dumará/ ANPOCS, 1998.

ESPING-ANDERSEN, Gosta. As três Economias políticas do Welfare State. In. Lua Nova: Revista de cultura e política. O Presidencialismo em questão & Welfare State e Experiências Neoliberais. São Paulo: Centro de Estudos de cultura contemporânea. 1991.

GRAMSCI, A. El “Risorgimento”. Buenos Aires: Granica, 1974.

GINZBURG, Carlo. Mitologia Germânica: sobre um velho livro de Geórges Dumézil. In: ______. Mitos, Emblemas, Sinais: morfologia e história. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

HITLER, Adolf. Minha Luta. Tradução de Klaus Von Puschen. São Paulo: Centauro, 2001.

KONDER, L. Introdução ao Fascismo. 3 ed. Rio de Janeiro: Graal, 1977.

MARSHALL, T.H., Política Social. Rio de Janeiro Zahar editores, 1967.

MOORE, B. Poder político e teoria social: sete estudos. São Paulo: Cultrix,1972.

MOORE, B. As Origens Sociais da Ditadura e da Democracia: senhores e camponeses na construção do mundo moderno.Tradução de Maria Ludovina F. Couto. SãoPaulo: Martins Fontes, 1983.

NEUMANN, F. Estado Democrático e Estado Autoritário. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1969.

O’DONNELL, G. Análise do Autoritarismo Burocrático. Tradução de Cláudia Shilling. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

PAXTON, R. Anatomia do Fascismo. Tradução de Patrícia Zimbres e Paula Zimbres. São Paulo: Paz e Terra, 2007.

MOTTA, R.P.S. Em Guarda Contra o perigo Vermelho: o anticomunismo no Brasil (1917-1964). São Paulo: Perspectiva: FAPESP, 2002.

ROUX, G. Organização do Estado Novo Italiano (Estudo de Direito Político). São Paulo: Saraiva & Cia. Editores, 1937.

SALGADO, P. Manifesto de Outubro de 1932. Secretaria Nacional de Propaganda, 1932.

SALGADO, P. O Nosso Brasil. Obras Completas. São Paulo. Editôra das Américas, 1954.

SALGADO, P. A Quarta Humanidade. In. Obras Completas. São Paulo: Editora das Américas, 1957.

SALGADO, P. In. Primeiro, Cristo! In. Obras Completas. v. 6. São Paulo: Editôra das Américas, 1955.

SALGADO, P. Palavras Novas dos Tempos Novos. in. Obras Completas. v. 7. São Paulo: Editora das Américas, 1955a.

SALGADO, P. O Esperado. in. Obras Completas. v. 7. São Paulo: Editora das Américas, 1955b.

SALGADO, P. Páginas de Ontem.in. Obras Completas. v. 10. São Paulo: Editôra das Américas, 1955c.

SALGADO, P. Psicologia da Revolução. In. Obras Completas. v. 7. São Paulo: Editôra das Américas, 1955d.

SALGADO, P. Geografia Sentimental. In. Obras completas. v. 4. São Paulo: Editôra das Américas, 1955d.

SALGADO, Plínio. Despertemos a Nação.in. Obras Completas. v. 10. São paulo: Editora das Américas, 1955e.

SPEER, A. Por dentro do III Reich: A derrocada. 3ª ed. Rio de Janeiro: Artenova, 1971.

RICOEUR, Paul. Interpretação e ideologias. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves Editora S/A., 1983.

VASCONCELOS, José. La Raza Cósmica: mission de la raza iberoamericana. 10ª ed. México. D. F. Espasa – Calpe Mexicana S. A., 1986.

Downloads

Publicado

2012-07-31

Como Citar

CAZETTA, F. A. Análise sobre formas estratégicas nos discursos fascistas e do integralismo de Plínio Salgado. Tematicas, Campinas, SP, v. 20, n. 39, p. 145–180, 2012. DOI: 10.20396/tematicas.v20i39.11442. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/tematicas/article/view/11442. Acesso em: 23 jan. 2022.