Os Boletins da Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial na divulgação de saberes pedagógicos e disciplinares

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20888/ridphe_r.v5i0.9924

Palavras-chave:

Boletins. Ensino Industrial. Matemática.

Resumo

O presente trabalho pretende caracterizar os Boletins da Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial (CBAI) como materiais para o ensino de Matemática nas Escolas Industriais do Brasil. O objetivo é discorrer sobre como estes Boletins podem ser encarados como instrumentos que explicitam propostas de ensino espelhados nas vagas pedagógicas de um tempo. O corpus da pesquisa foram os Boletins cedidos aos autores datados de 1948, 1951 e 1952. Como os impressos tinham a intenção de trazer orientações pedagógicas aos docentes do ensino industrial, verifica-se que a Matemática ocupava lugar de destaque e que algumas orientações para o seu ensino foram deixadas registradas nos Boletins impressos, fazendo com que o professor fizesse associação de sua aula com a oficina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMORIM, Mário Lopes. O surgimento da Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial (CBAI). História da Educação, v. 11, n. 23, p. 149-171, 2007. Disponível em: http://seer.ufrgs.br/index.php/asphe/article/view/29275.

BASTOS, Maria Helena Camara. A imprensa de educação e de ensino: repertórios analíticos. O exemplo da França. Revista Brasileira de Educação, v. 12, n. 34, p. 166-168, 2007.

BORDIGNON, Talita. A CBAI e o “intento diferenciador” por meio do ensino técnico a partir de 1946. Anais da 11ª Jornada do HistedBr (p. 1-16). Cascavel: Grupo de Estudos e Pesquisas em “História, Sociedade e Educação no Brasil” – GT da Região Oeste do Paraná – HISTEDOPR, e Programa de Desenvolvimento da Educação – PDE, 2013. Retirado em 19 de novembro, 2018, de: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/acer_histedbr/jornada/jornada11/artigos/2/artigo_simposio_2_989_tatabordignon@gmail.com.pdf

BORGES, Rosimeire Aparecida Soares. Revistas pedagógicas: fontes para a pesquisa em história da educação matemática. In VALENTE, Wagner Rodrigues (Org.). História da Educação Matemática no Brasil: problemáticas de pesquisa, fontes, referências teórico-metodológicas e histórias elaboradas. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2014, pp. 246-258.

COMISSÃO BRASILEIRO-AMERICANA DE EDUCAÇÃO INDUSTRIAL (CBAI). Boletim da CBAI, v. 2, n. 4. CBAI: Rio de Janeiro, 1948.

COMISSÃO BRASILEIRO-AMERICANA DE EDUCAÇÃO INDUSTRIAL (CBAI). Boletim da CBAI, v. 6, n. 11. CBAI: Rio de Janeiro, 1952.
COSTA, Reginaldo Rodrigues da. A pesquisa em história da educação matemática: um panorama das pesquisas apresentadas no XI Encontro Nacional de Educação Matemática. HISTEMAT, v. 3, n. 2, p. 23-40, 2017.

FLORES, Cláudia Regina. Como a matemática foi engendrada, em tempos passados, nos anos iniciais da escolaridade? In VALENTE, Wagner Rodrigues (Org.). História da Educação Matemática no Brasil: problemáticas de pesquisa, fontes, referências teórico-metodológicas e histórias elaboradas. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2014, pp. 50-61.

FONSECA, Celso Suckow da. Historia do ensino industrial no Brasil. Rio de Janeiro: Nacional, 1986.

GARNICA, Antônio Vicente Marafioti. Outras inquisições: apontamentos sobre História Oral e História da Educação Matemática. Zetetiké, v. 18, n. 2, p. 259-304, 2010.

GOMES, Maria Laura Magalhães. História da formação de professores que ensinam Matemática: no livro de memórias de uma professora paulista. HISTEMAT, v. 2, n. 3, p. 117-133, 2016.

MACIEL, Paulo Roberto Castor. A Matemática na Escola Técnica Nacional (1942-1965):Uma disciplina diferente? 2018. 216p. Tese de Doutorado em Ciência, Tecnologia e Educação. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, CEFET/RJ, Rio de Janeiro. Retirado em 19 de novembro, 2018, de: https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=6278183.

MELO, Cristiane. Silva. A utilização da legislação educacional e da imprensa periódica como fontes para a História da Educação: aspectos teóricos, metodológicos e interpretativos. Anais do Congresso Nacional de Educação (EDUCERE), Curitiba, PR, Brasil, 13, 2017.

MIGUEL, Antonio. O que dizem os estudos já elaborados sobre a emergência da história da educação matemática no Brasil? In VALENTE, Wagner Rodrigues (Org.). História da Educação Matemática no Brasil: problemáticas de pesquisa, fontes, referências teórico-metodológicas e histórias elaboradas. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2014, pp. 30-45.

PINTO, Neusa Bertoni; NOVAES, Bárbara Winiarski Diesel. A apropriação da Matemática Moderna na escola Técnica Federal do Paraná nas décadas de 60 e 70. Rev. Diálogo Educ., v. 8, n. 25, p. 745-762, 2008.

PROHMANN, Mariana. Americanismo e Fordismo nos Boletins da Comissão Brasileiro Americana de Educação Industrial. 2016. 199p. Dissertação de Mestrado em Tecnologia. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba. Retirado em 19 de novembro, 2018, de: http://repositorio.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/1658/1/CT_PPGTE_M_Prohmann%2c%20Mariana_2016.pdf.

SOUZA, Luzia Aparecida de; GARNICA, Antônio Vicente Marafioti. Arquivos e fontes, escrita e oralidade, infância e velhice: considerações acerca de um protocolo de pesquisa sobre um Grupo Escolar. R. Educ. Públ., v. 22, n. 50, p. 763-784, 2013.

VALENTE, Wagner Rodrigues. Oito temas sobre história da educação matemática. REMATEC, ano 8, n. 12, p. 22-50, 2013.

Downloads

Publicado

2019-12-31

Como Citar

SILVA NETO, Oscar; COSTA, David Antonio da. Os Boletins da Comissão Brasileiro-Americana de Educação Industrial na divulgação de saberes pedagógicos e disciplinares. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 5, p. e019035, 2019. DOI: 10.20888/ridphe_r.v5i0.9924. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/9924. Acesso em: 15 jul. 2024.

Edição

Seção

DOSSIÊ TEMÁTICO