Instituto Pedagógico do Ensino Industrial em São Paulo: história da profissão docente

Maria Lucia Mendes de Carvalho

Resumo


O presente artigo apresenta a gênese e a evolução do Instituto Pedagógico do Ensino Industrial, reconhecida a partir das histórias de vida de professores que participaram da criação deste instituto, com a finalidade de compreender o surgimento deste e o processo de formação de professores da educação profissional pública do estado de São Paulo, no período de 1941 a 1961. Os documentos textuais, iconográficos e tridimensionais existentes no Centro de Memória da Escola Técnica Estadual Carlos de Campos permitem empregar como metodologia de investigação a cultura escolar, enquanto que as histórias de vida de Mario Ianeta e Neide Gaudenci de Sá, que foram alunos, professores e gestores na educação profissional pública no estado de São Paulo, e que participaram dos primeiros cursos de formação de professores oferecidos nesse instituto, possibilitam compreender as relações de gênero e as suas representações na educação profissional, entre 1958 e 1965. O emprego da história oral, como ferramenta metodológica e das fontes primárias e secundárias encontradas em acervos escolares, permitiram identificar a gênese e a evolução do processo de formação de professores para a educação profissional.


Palavras-chave


Educação profissional. História oral de vida. Formação de professores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.20888/ridphe_r.v3i2.9299

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Rev. Iberoam. Patrim. Histórico-Educativo, Campinas (SP) - ISSN 2447-746X.