Anarquismos, homossexualidade e queer

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20888/ridpher.v8i00.17480

Palavras-chave:

Queer, Anarquismos, LGBTQIA

Resumo

Desde o final do século XIX, anarquistas se envolveram de maneiras diversas com a questão da homossexualidade. Dividiram-se entre reprimendas morais, a busca por “soluções” e a defesa das relações amorosas e práticas sexuais livres. Após 68, a proximidade entre anarquismos e essas outras práticas se estreitou no embate direto contra a moral e para revolver os costumes. Na década de 1990, irrompeu no interior do próprio movimento de gays e lésbicas uma força queer que confrontou a assimilação via reivindicação de direitos, políticas e a adequação às condutas e ao modo de vida heteronormativos. No novo século, em diversos cantos do planeta, eclodiu pelas ruas o anarcoqueer e a afirmação de lutas que desassossegam queers, anarquistas, o movimento LGBTQIA+ e que enfrentam a sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flávia Lucchesi, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil

Doutoranda no Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e pesquisadora no Nu-Sol.

Referências

BAROQUE, Fray; EANELLI, Tegan. Queer Ultra Violence. San Francisco: Ardente Press, 2011.

BITTENCOURT, Francisco. Mais tesão, menos politicagem. Lampião da Esquina, n. 27, 1980.

CLEMINSON, Richard. Anarquismo y sexualidad (España, 1900-1939). Cádiz: Universidad de Cádiz, 2008.

CORDERO, Laura Fernandez. Amor y anarquismo: experiencias pioneiras que pensaron y ejercieron la libertad sexual. Buenos Aires: Siglo Veintiuno, 2017.

E. B. Bicha de briga. Lampião da Esquina, n. 28, 1980.

GOLDMAN, Emma. Vivendo minha vida. Tradução de Nils Goran Skare. Curitiba: L.Dopa, 2015.

GOLDMAN, Emma. Letter to Magnus Hirschfeld. In: Emma Goldman Papers, n. 208. Amsterdam: International Institute of Social History, 1923. Disponível em: https://archive.org/details/emmagoldman1923/mode/2up.

GUÉRIN, Daniel. Devolver aos homossexuais o gosto pela vida. Lampião da Esquina, n. 26, 1980.

KENNEDY, Hubert. Anarchist of love: the secret life of John Henry Mackay. San Francisco: Peremptory Publications, 2002.

KISSACK, Terence. Free Comrades: Anarchism and Homosexuality in the United States, 1985-1917. Oakland: AK Press, 2008.

PACHECO, Antônio Carlos. Sexualidade anistiada. O Inimigo do Rei, n. 9, 1980.

QUEER NATION. Manifesto Queer Nation. Caderno de Leituras, série intempestiva, n. 53. Tradução de Roberto Romero, 2016.

RAGO, Margareth. Do cabaré ao lar: a utopia da cidade disciplinar e a resistência anarquista – Brasil 1890-1930. São Paulo: Paz & Terra, 2014.

RUTGERS, Johannes. La ambisexualidad. In: Anarqueer #4. Madrid: Distribuidora Peligrosidad Social, 2013.

RIBAS, Ana Claudia. As sexualidades d’ plebe: sexualidade, amor e moral nos discursos anarquistas do jornal A Plebe (1917-1951). Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015.

RIO, Marcus do. Pequenos gestos, pequenas revoluções. Lampião da Esquina, n. 26, 1980.

RYNER, Han. Amor. In: Revista verve, n. 21. Tradução de Martha Gambini. São Paulo: Nu-Sol, 2012. p. 30-36.

SAORNIL, Lucía Sánchez. A questão feminina em nossos meios. Tradução de Thiago Lemos Silva. São Paulo: Biblioteca Terra Livre, 2015.

SIMÕES, Gustavo. Roberto Freire: tesão e anarquia. Dissertação (Mestrado) - PUC-SP, 2011.

SIMÕES, Gustavo. Por uma militância divertida: o inimigo do rei, um jornal anarquista. Revista verve, n. 11, p. 168-181, 2007.

SOUZA, Mauricio Marques. Corpos queer: canteiro de obras. Dissertação (Mestrado) – PUC-SP, 2016.

SUBRAT, Piro. Invertidos y rompepatrias: marxismo, anarquismo y desobediencia sexual y de género em el estado español (1868-1982). Salamanca: Imperdible, 2019.

STEWART, Andrew. A Journal for Manly Culture: An Exploration of the World’s First Gay Periodical. In: Papers of the Bibliographical Society of Canada / Cahiers de la Société bibliographique du Canada, v. 57. Montréal (Québec): Université de Montréal, 2019. p. 85-105.

TREVISAN, João Silvério. Meus encontros com Daniel Guérin. Lampião da Esquina, n. 26, 1980.

VÁRIOS AUTORES. Bash Back! Ultraviolência queer. Tradução de Pontes Outras. São Paulo: Crocodilo edições; n. 1 edições, 2020.

Fanzines e jornais

Anarqueer #3, 2012.

Anarqueer #5, 2013.

O Inimigo do Rei, n. 4, 1979.

O Inimigo do Rei, n. 18, 1984.

Downloads

Publicado

2022-12-20

Como Citar

LUCCHESI, Flávia. Anarquismos, homossexualidade e queer. RIDPHE_R Revista Iberoamericana do Patrimônio Histórico-Educativo, Campinas, SP, v. 8, n. 00, p. e022016, 2022. DOI: 10.20888/ridpher.v8i00.17480. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/ridphe/article/view/17480. Acesso em: 14 abr. 2024.

Edição

Seção

DOCUMENTO/DOSSIÊ