Tarsila

gravuras e Louvor à natureza, desenhos eternos de Tarsila do Amaral

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rhac.v2i2.15916

Palavras-chave:

Desenhos, Gravuras, Tarsila do Amaral, Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo

Resumo

O tema do desenho na obra de Tarsila do Amaral é investigado a partir da sua relação com a gravura. Primeiramente, revisitamos a bibliografia sobre o lugar do desenho na obra da artista, definindo uma posição teórica em diálogo com ela. Depois, elegemos como objeto de estudo uma série de gravuras realizada a partir de desenhos da artista, pertencente ao Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC USP). Trata-se de uma produção que explicita o movimento realizado por Tarsila do Amaral, após a década de 1960, para a circulação da sua obra no país. Investigando a motivação de Tarsila do Amaral para autorizar a gravação dos seus desenhos, propomos novas reflexões e sugerimos que essas gravuras apresentam a eternização dos desenhos da artista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Michele Bete Petry, Universidade de São Paulo

Pós-doutorado no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo.

Referências

AMARAL, Aracy A. Tarsila: sua obra e seu tempo. 3ª ed. São Paulo: Editora 34/Edusp – Editora da Universidade de São Paulo, 2003.

AMARAL, Tarsila do. A gravura na arte japonesa. Diário de S. Paulo, terça-feira, 19 jan. 1937. In: BRANDINI, Laura Taddei (Org.). Crônicas e outros escritos de Tarsila do Amaral. Campinas: Editora da Unicamp, 2009, p. 194.

BANCO CENTRAL DO BRASIL. A persistência da memória, s.d.

BANCO Central do Brasil. Museu de Valores. Coleção de arte = art collection. Brasília: Banco Central do Brasil, 2014.

BATISTA, Marta Rossetti. Os artistas brasileiros na Escola de Paris: anos 1920. São Paulo: Editora 34, 2012.

BRANDÃO, Angela. Desenhos de Tarsila do Amaral: barroco mineiro através do olhar modernista. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Estadual de Campinas, 1999.

BREDEKAMP, Horst. Mãos pensantes – considerações sobre a arte da imagem nas ciências naturais. In: ALLOA, Emmanuel (Org.). Pensar a imagem. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.

CARVALHO, Francisca Rosemary Ferreira de; SILVA, Regiane Aparecida Caire da; SANTOS, Flavia Rodrigues dos. Coleção do Banco Central do Museu Histórico e Artístico do Maranhão: considerações sobre a gravura de Tarsila do Amaral. Revista Interdisciplinar em Cultura e Sociedade (RICS), São Luís, v. 4 - Número Especial, jul./dez., 2018.

CATÁLOGO Raisonné Tarsila do Amaral. São Paulo: Base 7 Projetos Culturais: Pinacoteca do Estado de São Paulo, 2008.

FLORES, Maria Bernardete Ramos; PETRY, Michele Bete. Na caverna de Tarsila: Sobrevivências do primitivo como presença do não colonial. MODOS: Revista de História da Arte, Campinas, SP, v. 3, n. 1, p. 115–132, 2019. DOI: 10.24978/mod.v3i1.3770. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/mod/article/view/8662933. Acesso em: 13 dez. 2021.

GOTLIB, Nádia Battella. Tarsila do Amaral, a modernista. 5ª ed. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2012.

GRASSMANN, Marcelo (Org.). Tarsila. São Paulo: Galeria Collectio, 1971.

GRAVURA, a razão do Nugrasp. O Estado de S. Paulo, São Paulo, ano 93, n. 29.806, p. 8, 2 jun. 1972. Disponível em: https://acervo.estadao.com.br. Acesso em: 16 abr. 2021.

MINISTÉRIO da Cultura; Banco do Brasil. Tarsila do Amaral: percurso afetivo. Curadoria de Antonio Carlos Abdalla e Tarsilinha do Amaral. Catálogo de exposição [Centro Cultural do Banco do Brasil, Rio de Janeiro, fev.-abr. 2012]. Rio de Janeiro: CCBB.

RODRIGUES, Antonio Carlos. Algumas lições sobre desenhos. In: ELUF, Lygia. Tarsila do Amaral. Campinas: Editora da Unicamp/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2008.

VALLEGO, Rachel. Da Galeria Collectio ao Banco Central do Brasil – Percursos de uma coleção de arte. 2015. Dissertação (Mestrado em Artes) – Universidade de Brasília, Brasília, 2015a.

VALLEGO, Rachel. Doações do acervo de arte do Banco Central do Brasil – uma presença modernista? In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPAP, 24, 2015, Santa Maria. Anais do... Santa Maria: ANPAP/PPGART/CAL/UFSM, 2015b.

VALLEGO, Rachel. Nostalgia moderna: a consagração do Modernismo e o mercado de arte nos anos 1970 na doação do Banco Central do Brasil para o MAC USP. Tese (Doutorado em Estética e História da Arte) – Universidade de São Paulo, 2019.

Downloads

Publicado

2021-12-22

Como Citar

PETRY, M. B. Tarsila: gravuras e Louvor à natureza, desenhos eternos de Tarsila do Amaral. Revista de História da Arte e da Cultura, Campinas, SP, v. 2, n. 2, p. 100–118, 2021. DOI: 10.20396/rhac.v2i2.15916. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rhac/article/view/15916. Acesso em: 8 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos