Acervos arquivísticos audiovisual e sonoro da Fiocruz

uma reflexão acerca de sua preservação digital

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rebpred.v3i00.16594

Palavras-chave:

Acervo arquivístico audiovisual, Acervo arquivístico sonoro, Preservação digital, Fiocruz

Resumo

Introdução: Os acervos arquivísticos audiovisual e sonoro são considerados conjuntos documentais de caráter histórico-administrativo, assim formando-se outro caráter que é a produção pela própria instituição, instituindo-se uma memória audiovisual e sonora. Objetivo: Apresentar uma breve reflexão sobre o que tem sido empreendido para a preservação digital dos acervos arquivísticos, audiovisual e sonoro, cujas responsabilidades são de duas unidades da Fiocruz. Estes acervos arquivísticos estão localizados respectivamente na VideoSaúde Distribuidora/ICICT e no Departamento de Arquivo e Documentação/COC, possuem em comum o fato de serem documentos de arquivo os quais representam um patrimônio cultural da saúde pública brasileira. Metodologia: Consiste em uma revisão bibliográfica chamando a atenção para o advento da preservação digital que contribui para a prática dos procedimentos metodológicos adotados em acervos arquivísticos. Discutiremos sobre quais práticas de preservação digital estão incidindo sobre os referidos acervos, e remetemos a uma questão estratégica, que é o conceito de autenticidade bem como na discussão sobre memória, história oral, documento sonoro, documento audiovisual (videográfico), patrimônio, arquivo e preservação digital. Resultados: Destacamos aqui, dois acervos arquivísticos: um acervo referente ao gênero audiovisual na ação de um diagnóstico para a preservação digital e suas estratégias, o outro acervo cujo gênero é sonoro consiste na versão preliminar de um manual de boas práticas dos documentos sonoros enquanto entrevistas, relatos e depoimentos como proposição de um plano de preservação digital. Conclusão: Apontam para a importância em preservar a memória audiovisual e sonora da saúde pública, cujas iniciativas de preservação digital correspondem aos planos e as políticas institucionais adotadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Batista Pontes, Fundação Oswaldo Cruz

Mestrado em Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz. Funcionária da Fundação Oswaldo Cruz (Rio de Janeiro, RJ - Brasil).

Magda Lucia Almada Soares, Fundação Oswaldo Cruz

Mestranda em Preservação e Gestão em Patrimônio Cultural em Ciências e Saúde pela Casa Oswaldo Cruz. Bibliotecária da Universidade Geraldo Di Biasi (Rio de Janeiro, RJ - Brasil).

Conceituação: PONTES, E.; ALMADA, M.
Investigação: PONTES, E.; ALMADA, M.
Metodologia: PONTES, E.; ALMADA, M.
Administração de projetos: PONTES, E.; ALMADA M.
Supervisão: PONTES, E.; ALMADA, M.
Validação: PONTES, E; ALMDA, M.
Redação–revisão e edição: PONTES, E.; ALMADA, M.

Referências

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Norma Brasileira de Descrição Arquivística: Nobrade. Rio de Janeiro: Conselho Nacional de Arquivos, 2006. 124 p.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Resolução n.37 - Diretrizes para a Presunção de Autenticidade de Documentos Arquivísticos Digitais. 2012. Disponível em: Projeto_capa_conarq_com_logo.indd (www.gov.br). Acesso em: 10 maio 2021.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Resolução n.28 - Dispõe sobre a adoção da Norma Brasileira de Descrição Arquivística - NOBRADE pelos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR, institui o Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos e estabelece a obrigatoriedade da adoção do Código de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos - CODEARQ: atualizada 2020. 2020. Disponível em: https://www.gov.br/conarq/pt-br/legislacao-arquivistica/resolucoes-do-conarq/resolucao-no-28-de-17-de-fevereiro-de-2009. Acesso em: 02 jun. 2022.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Resolução n.41 - Dispõe sobre a inserção dos documentos audiovisuais, iconográficos, sonoros e musicais em programas de gestão de documentos arquivísticos dos órgãos e entidades integrantes do Sistema Nacional de Arquivos - SINAR, visando a sua preservação e acesso. 2014. Disponível em: Resolução nº 41, de 9 de dezembro de 2014 — Português (Brasil) (www.gov.br). Acesso em: 30 maio 2021.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Diretrizes para a implementação de repositórios arquivísticos digitais confiáveis – RDC-Arq. Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: http://www.conarq.gov.br/images/publicacoes_textos/diretrizes_

rdc_arq.pdf . Acesso em: 24 maio 2022.

CONSULTATIVE COMMITTEE FOR SPACE DATA SYSTEMS. Reference model for an Open Archival Information System (OAIS); recommendation. Washington, 2002. 139 p. Disponível em: http://www.ccsds.org/documents/650x0b1.pdf Acesso em: 14 maio 2002.

DURANTI, L. Rumo a uma teoria arquivística de preservação digital: as descobertas conceituais do projeto InterPARES. Arquivo & Administração, Rio de Janeiro, v. 4, n. 1, p. 5-18, jan./jun. 2005.

FORMENTON, D. Identificação de padrões de metadados para preservação digital. 2015. 103 f. Dissertação (Mestrado) - Curso do Programa de Pós-graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade, Centro de Educação e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2015.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. CASA DE OSWALDO CRUZ. Política de preservação e gestão de acervos culturais das ciências e da saúde. Rio de Janeiro: Fiocruz/COC, 2013. Disponível em: http://www.coc.fiocruz.br/index.php/patrimonio-cultural/politica-de-preservacao-e-gestao-de-acervos. Acesso em: 21 maio 2022.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Preservo - complexo de acervos da Fiocruz: relatório de atividades. Rio de Janeiro: Fiocruz/COC/Presidência, 2021. 60 p. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/49569 Acesso em: 28 maio 2022.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Casa de Oswaldo Cruz. Programa de preservação digital de acervos da Fiocruz. Rio de Janeiro, 2020. 37 p. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/44220

Acesso em : 28 maio 2022.

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Sistema de Gestão de

Documentos de Arquivos (Sigda). Padrão de metadados de documentos arquivísticos digitais da Fundação Oswaldo Cruz: manual de aplicação para a fase produção de documentos. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2020. Disponível em: http://www.sigda.fiocruz.br/documentos-de-referencia. Acesso em: 27 maio 2022.

MACHADO, J. G. N.; MÁRDERO ARELLANO, M. A.; LOPES, C. H. Preservação de documentos audiovisuais: avaliação da aplicabilidade do Archivematica. Revista Brasileira de Preservação Digital, Campinas, SP, v. 1, 2020. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rebpred/article/view/14235. DOI: https://doi.org/10.20396/rebpred.v1i00.14235

Acesso em: 10 maio 2022.

MACIEL, L. R. Inventário do Acervo Sonoro da Casa de Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro: Fiocruz/COC, 2020 (documento digital - versão 22 jan. 2020).

MÁRDERO ARELLANO, M. A. Preservação de documentos digitais. Ciência da Informação, Brasília, 2004, v.33 n.2 p. 15-27. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-19652004000200002

MENESES, U. T. B. de. A crise da memória, história e documento. In: Zélia Lopes Da Silva (Org). Arquivos, patrimônio e memória: trajetórias e perspectivas. São Paulo: UNESP/FAPESP, 1999. p.11 - 29.

NORA, Pierre. ‘Entre memória e história: a problemática dos lugares’, In Projeto História, São Paulo, PUC-SP, n. 10, p. 7-28, dez. 1993.

PEREIRA, Fernanda C. Arquivos, memória e justiça: Gestão documental e preservação de acervos judiciais no Rio Grande do Sul, 2011. Disponível em: Arquivos, memória e justiça : gestão documental e preservação de acervos judiciais no Rio Grande do Sul (ufrgs.br). Acesso em: 31 maio 2021.

PINHEIRO, M. J. de A.; COELHO, C. M. T. Políticas de preservação institucionais da Fiocruz: desafios e conquistas recentes. In: X Seminário Internacional de Políticas Culturais. 2019. Rio de Janeiro. Anais do X Seminário Internacional de Políticas Culturais. RJ. Fundação Casa de Rui Barbosa, 2019, p. 1724-1737. Disponível em:

http://www.ppgdap.uff.br/wp-content/uploads/2020/03/Anais-X-SIPC-Final_compressed-1.pdf Acesso em: 28 maio 2022.

PONTES, E. B. VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz: uma análise diagnóstica do acervo. Dissertação (Mestrado em Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde). Rio de Janeiro: FIOCRUZ/COC, 2021. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/50203.

Acesso em: 28 maio 2022.

PRADO FILHO, H. R. do. ‘A qualidade dos metadados dos documentos de arquivo’. Revista Digital AdNormas, Edição 78, Ano 2, Out. 2019. Disponível em: https://revistaadnormas.com.br/2019/10/29/a-qualidade-dos-metadados-dos-documentos-de-arquivo/. Acesso em: 21 maio 2022.

PRAXEDES, K. et al. A gestão e a preservação de documentos arquivísticos digitais na Fundação Oswaldo Cruz. In: APOYOnline - ANIVERSÁRIO DA CONFERÊNCIA E OFICINA DE PRESERVAÇÃO E PATRIMÔNIO, 30., 2019, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos [...] Rio de Janeiro (RJ). 2019. p. 64 - 65. Disponível em: https://apoyonline.org/wp-content/uploads/2019/09/Abstract-Book-Rio-2019-Jan8-2020-.pdf Acesso em: 31 maio 2022

SANGLARD, G.; COSTA, R. da G.-R. Patrimônio Cultural da Saúde: uma década de reflexão e atuação sobre o campo. Revista Memória em Rede, v. 11, n. 20, p. 5-24, jan./jun. 2019. Disponível em: https://www.arca.fiocruz.br/handle/icict/44898 Acesso em: 28 maio 2022. DOI: https://doi.org/10.15210/rmr.v11i20.14952

SANTOS, H. M. D.; FLORES, D. Preservação de documentos arquivísticos digitais autênticos: reflexões e perspectivas. Acervo - Revista do Arquivo Nacional, v. 28, n. 1, p. 241-253, 2015. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11959/brapci/41235. Acesso em: 02 jun. 2022.

TARTAGLIA, A. R. de S. As encadernações da coleção de obras raras e especiais da Casa de Oswaldo Cruz: um estudo para sua preservação. 164 p. Dissertação (Mestrado Profissional em Preservação e Gestão do Patrimônio Cultural das Ciências e da Saúde) - Fundação Oswaldo Cruz. Casa de Oswaldo Cruz, 2018.

THOMSON, A.; FRISCH, M.; HAMILTON, P. ‘Os debates sobre memória e história: alguns aspectos internacionais’. In: AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes (Orgs). Usos e Abusos da História Oral. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006, p. 65 - 91.

fitas

Publicado

2022-07-12

Como Citar

PONTES, E. B.; SOARES, M. L. A. . Acervos arquivísticos audiovisual e sonoro da Fiocruz: uma reflexão acerca de sua preservação digital. Revista Brasileira de Preservação Digital, Campinas, SP, v. 3, n. 00, p. e022003, 2022. DOI: 10.20396/rebpred.v3i00.16594. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rebpred/article/view/16594. Acesso em: 4 dez. 2022.