Análise das publicações de Data Papers sobre Biodiversidade

considerações acerca da preservação digital

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/rebpred.v3i00.16556

Palavras-chave:

Preservação digital, Comunicação científica, Data pepers, Biodiversidade

Resumo

Introdução: A estruturação dos conjuntos de dados sobre Biodiversidade está sendo divulgada em uma linguagem reservada para a descrição do substrato da comunicação científica denominada Data Papers, isto é, os dados que sustentam pesquisas científicas nesse campo do conhecimento, independentemente do modelo tradicional de comunicação científica.  Objetivo: Analisar as publicações em formato de Data Papers no campo da Biodiversidade em âmbito internacional. Metodologia:  Pesquisa documental de abordagem qualitativa e aplica técnicas para coleta e exame das informações por meio de Análise de Conteúdo. Verifica a situação de 33 revistas apontados pela Global Biodiversity Information Facility (GBIF) que oferecem publicações em formato de Data Papers. Identifica-se: os temas correlatos à biodiversidade; os tipos de licenças, indexadores, a quantidade de Data Papers publicados, os títulos que possuem acesso aberto ou fechado, as revistas que mais publicam Data Papers sobre Biodiversidade e o idioma que foram publicados. Resultados: O número em Data Papers teve crescimento exponencial entre 2017 até maio de 2022 logo, os artigos sobre o campo da Biodiversidade também têm aumentado em diversos temas que envolvem todo o seu ecossistema. Conclusão: Os Data Papers analisados se caracterizam como documentos revisados por pares e representam conjuntos de dados indexados com padrões de metadados adequados para preservar digitalmente os dados registrados nas revistas que foram contempladas na presente análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano Couto Corrêa da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Información y documentación en la Sociedad del Conocimiento pela Universitat de Barcelona. Professor Adjunto do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Porto Alegre, RS - Brasil).

Ketlen Stueber, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutora em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde  pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atuou como professora substituta do curso de graduação em Biblioteconomia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Porto Alegre, RS - Brasil). 

Amanda Santos Witt, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Mestrado em andamento no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Bibliotecária formada pela Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Porto Alegre, RS - Brasil).  

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2016.

CANDELA, Leonardo; CASTELLI; Donatella; MANGHI, Paolo; TANI, Alice. Data journals: A survey. Journal of the Association for Information Science and Technology, 66(9), 1747–1762. Disponível em: https://asistdl.onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1002/asi.23358 . Acesso em: 21 maio 2022.

CHAVAN, Vishwas; PENEV, Lyubomir. The Data Paper: a mechanism to incentivize data publishing in biodiversity science. BMC Bioinformatics, num. 12. 2011. Disponível em: https://bmcbioinformatics.biomedcentral.com/articles/10.1186/1471-2105-12-S15-S2 . Acesso em: 21 maio 2022.

CINTRA, P. R.; SILVA, M. D. P. da; FURNIVAL, A. C. Uso do inglês como estratégia de internacionalização da produção científica em Ciências Sociais Aplicadas: estudo de caso na SciELO Brasil. Em Questão, Porto Alegre, v. 26, n. 1, p. 17–41, 2020. DOI: 10.19132/1808-5245261.17-41. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/88528. Acesso em: 26 maio. 2022.

GBIF. org. Global Biodiversity Information Facility. Artigos de dados: receber reconhecimento acadêmico para seus conjuntos de dados. GBIF. org. Copenhagen, 2022. Disponível em: https://www.gbif.org/pt/data-papers. Acesso em: 20/05/2022.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas, 2007.

MENEGHINI, Rogério; PACKER, Abel. Is there science beyond English? EMBO reports, Heidelberg, v. 8, n. 2, p. 112-116, 2007.

SCHÖPFEL, Joachim; FARACE, Dominic; PROST, Hélene; ZANE, Antonella. Data papers as a new form of knowledge organization in the field of research data. Paper presented at the 12. Colloque international d’ISKO-France. 2019. Disponível em: https://halshs.archives-ouvertes.fr/ISKOFRANCE2019/halshs-02284548. Acesso em: 21 maio 2022.

Publicado

2022-07-12

Como Citar

SILVA, F. C. C. da .; STUEBER, K.; WITT, A. S. . Análise das publicações de Data Papers sobre Biodiversidade: considerações acerca da preservação digital . Revista Brasileira de Preservação Digital, Campinas, SP, v. 3, n. 00, p. e022012, 2022. DOI: 10.20396/rebpred.v3i00.16556. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rebpred/article/view/16556. Acesso em: 4 dez. 2022.