Desigualdade de renda no Brasil, 1995-2019

diversas distribuições e o impacto do desemprego

Autores

  • Rodolfo Hoffmann Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.20396/rbest.v2i.14205

Palavras-chave:

Desigualdade, Distribuição de renda, Pobreza, Desemprego

Resumo

Neste artigo é analisada a distribuição da renda no Brasil de 1995 a 2019 com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Considera-se a distribuição da renda domiciliar per capita, a distribuição do rendimento do trabalho entre pessoas ocupadas e a distribuição do rendimento do trabalho entre pessoas economicamente ativas, argumentando que esta última é a mais apropriada se o foco da análise é o mercado de trabalho. Mostra-se que, embora haja diferenças metodológicas importantes entre a PNAD tradicional e a PNAD Contínua (com esta última captando melhor a desigualdade da distribuição da renda), é perfeitamente possível concatenar as séries de resultados das duas pesquisas. A análise da distribuição da renda domiciliar per capita de 1995 a 2019 mostra substancial redução da pobreza e da desigualdade até 2014. Infelizmente, no período 2014-2019 ocorre inversão no sentido dessas mudanças, perdendo-se cerca de 1/3 da redução da desigualdade e 1/4 da redução da pobreza conquistada no período anterior. Mostra-se que, em uma situação de crise como a que ocorreu no Brasil a partir de 2015, a análise limitada às pessoas ocupadas não mostra o real aumento da desigualdade.

 

Biografia do Autor

Rodolfo Hoffmann, Universidade de São Paulo

Doutorado em Economia Agrária pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Professor Titular pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ) da Universidade de São Paulo.

Referências

Almeida, S. S. P. (2019). Evolução da distribuição de renda no Brasil de 1995 a 2017. (Dissertação de Mestrado). ESALQ, Universidade de São Paulo (USP), Piracicaba, Brasil. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11132/tde-17012020-173805/pt-br.php

Andrada, A. F. S., & Boianovsky, M. (2020). The political economy of the income distribution controversy in 1970s Brazil: debating models and data under military rule. In Research in the history of economic thought and methodology: Including a Symposium on Economists and Authoritarian Regimes in the 20th Century (vol. 38B, cap. 5, pp. 75–94). Emerald Publishing Limited. Disponível em: http://doi.org/10.1108/S0743-41542020000038B005

Barbosa, R. J. (2019). Estagnação desigual: desemprego, desalento, informalidade e a distribuição da renda do trabalho no período recente (2012-2019). Mercado de Trabalho: conjuntura e análise (Boletim do IPEA), 25(67), 59-70. Disponível em: http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/9949/1/bmt_67_nt_estagnacao_desigual_desemprego.pdf

Hoffmann, R. (2020a). Distribuição da renda domiciliar per capita no Brasil, 2012 a 2019 e 1995 a 2015. [Texto para Discussão n. 59], Instituto de Estudos de Política Econômica/Casa das Garças (IEPE/CdG), Rio de Janeiro, Brasil. Disponível em: https://iepecdg.com.br/wp-content/uploads/2020/05/RDPC1995-2019.pdf

Hoffmann, R. (2020b). Parcelas regressivas e progressivas da renda domiciliar per capita e fatores associados à desigualdade da distribuição da renda no Brasil, 2012-2019. [Texto para Discussão n. 62], IEPE/CdG, Rio de Janeiro, Brasil. Disponível em: https://iepecdg.com.br/wp-content/uploads/2020/06/RDPC_11_PARCELAS_2012-19-2.pdf

Hoffmann, R., Botassio, D. C., & Jesus, J. G. (2019). Distribuição de renda: medidas de desigualdade, pobreza, concentração, segregação e polarização. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.

Hoffmann, R., Jesus, J. G., & Almeida, S. S. P. (2018). A distribuição da renda no Brasil conforme a PNAD: 1995-2017. [Texto para Discussão n. 45], Instituto de Estudos de Política Econômica/Casa das Garças (IEPE/CdG), Rio de Janeiro, Brasil. (Nova versão de maio/2019 incluindo anexo com resultados para rendimentos habituais). Disponível em: https://iepecdg.com.br/wp-content/uploads/2018/08/PNAD9517H-1.pdf

Hoffmann, R., & Vaz, D. V. (2020). Mensurando a desigualdade no Brasil: evidências a partir da renda e dos gastos das famílias. [Texto para Discussão n. 63], Instituto de Estudos de Política Econômica/Casa das Garças (IEPE/CdG), Rio de Janeiro, Brasil. Disponível em: https://iepecdg.com.br/wp-content/uploads/2020/06/DESIGUALDADE_POF2017-18.pdf

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014a). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, 2013 (vol. 33). Rio de Janeiro, Brasil. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/59/pnad_2013_v33_br.pdf

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2014b). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua. Notas Metodológicas (vol. 1). Rio de Janeiro, Brasil. Disponível em: ftp://ftp.ibge.gov.br/Trabalho_e_Rendimento/Pesquisa_Nacional_por_Amostra_de_Domicilios_continua/Notas_metodologicas/notas_metodologicas.pdf

Downloads

Publicado

2020-09-02

Como Citar

Hoffmann, R. (2020). Desigualdade de renda no Brasil, 1995-2019: diversas distribuições e o impacto do desemprego. RBEST: Revista Brasileira De Economia Social E Do Trabalho, 2(.), e020007. https://doi.org/10.20396/rbest.v2i.14205