RBEST Revista Brasileira de Economia Social e do Trabalho https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbest <p><strong>Escopo: RBEST - Revista Brasileira de Economia Social e do Trabalho</strong> é uma revista eletrônica semestral, de publicação contínua, sediada no Centro de Estudos Sindicais e de Economia do Trabalho (CESIT) do Instituto de Economia da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP).<br /><strong>Área do conhecimento</strong>: Ciências Humanas<br /><strong>Ano de fundação</strong>: 2019<br /><strong>E-ISSN</strong>: 2674-9564<br /><strong>Título abreviado</strong>: RBEST Rev. Bras. Econ. Soc. Trab. / RBEST Braz. J. Soc. Lab. Econ.<br /><strong>E-mail</strong>: <a href="https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbest/management/settings/context/mailto:mwproni@unicamp.br" target="_blank" rel="noopener">mwproni@unicamp.br</a> <br /><strong>Unidade</strong>: <a title="CESIT" href="https://www.cesit.net.br/" target="_blank" rel="noopener">IE</a><br /><strong>Prefixo DOI</strong>: 10.20396<br /><a title="CC BY NC SA" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/" target="_blank" rel="noopener"><strong><img src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-sa/4.0/80x15.png" alt="Licença Creative Commons" /></strong></a></p> pt-BR <p>Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma <strong>Licença <a href="http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/" rel="license">Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional</a></strong>. A Revista adota o modelo de Acesso Aberto, permitindo gratuitamente a qualquer pessoa descarregar os textos, ler, copiar e disseminar para propósitos acadêmicos.</p> mwproni@unicamp.br (Marcelo Weishaupt Proni) ppec@unicamp.br (Portal de Periódicos Eletrônicos Científicos) Wed, 11 May 2022 12:28:07 +0000 OJS 3.3.0.9 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Mercado de trabalho agrícola no Brasil https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbest/article/view/14793 <p>Em paralelo às mudanças institucionais do meio rural brasileiro, o setor agropecuário brasileiro passou por profundas transformações produtivas nas últimas décadas. Este artigo avalia a evolução da população de áreas rurais ocupada no setor agrícola com base nos dados dos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010. Os resultados destacam que houve queda do número de ocupados agrícolas nos anos 1990 e aumento nos anos 2000. A geração do emprego agrícola nos anos 2000 abrangeu boa parte das áreas rurais. Aumentou também a inserção das mulheres no mercado de trabalho agrícola rural, atendendo em grande medida a demanda por mão de obra no setor. Por outro lado, diminuiu significativamente o número de empregadores agrícolas, fenômeno que pode estar associado à maior vulnerabilidade dos pequenos produtores e aumento da concentração no setor. Por fim, é importante destacar que a compreensão da evolução da população agrícola rural deve considerar a dinâmica demográfica local e suas perspectivas.</p> Camila Strobl Sakamoto, Alexandre Gori Maia Copyright (c) 2022 Camila Strobl Sakamoto, Alexandre Gori Maia https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbest/article/view/14793 Tue, 21 Jun 2022 00:00:00 +0000 A relevância do auxílio emergencial na redução da desigualdade em 2020 https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbest/article/view/16072 <p>É analisada a distribuição da Renda Domiciliar Per Capita (RDPC) no Brasil usando microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua anual de 2012 a 2020. Considera-se a decomposição dessa renda em onze parcelas, mostrando que o rendimento dos empregadores, o rendimento proveniente de aluguéis e a remuneração dos funcionários públicos são parcelas regressivas e que o rendimento do Bolsa-Família é o mais progressivo, com focalização nos pobres bem superior à do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Analisando os dados trimestrais do primeiro trimestre de 2018 ao quarto trimestre de 2020, ressalta-se o impacto do Auxílio Emergencial pago a partir do segundo trimestre de 2020, mostrando que foi o responsável pela queda da desigualdade de 2019 a 2020.</p> Rodolfo Hoffmann, Josimar Gonçalves de Jesus Copyright (c) 2022 Rodolfo Hoffmann, Josimar Gonçalves de Jesus https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/rbest/article/view/16072 Wed, 11 May 2022 00:00:00 +0000