A presença da colonialidade na constituição de grades curriculares dos cursos de graduação em música de instituições de ensino superior da América Latina e Caribe
Uma foto de pés descalços com adornos de conchas nos tornozelos em meio a areia, com a marca da revista exibida na parte inferior central da imagem.
PDF

Palavras-chave

Colonialidade
Educação musical superior
América Latina

Como Citar

SOUZA, Clarissa Lotufo de; RAMIREZ, Liz Leticia Martinez; LARSEN, Juliane Cristina. A presença da colonialidade na constituição de grades curriculares dos cursos de graduação em música de instituições de ensino superior da América Latina e Caribe. Proa: Revista de Antropologia e Arte, Campinas, SP, v. 10, n. 1, p. 122–152, 2020. DOI: 10.20396/proa.v10i1.17610. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/proa/article/view/17610. Acesso em: 15 jul. 2024.

Resumo

O presente artigo busca evidenciar a presença da colonialidade no ensino superior musical Latino Americano. Foram recolhidos dados de Universidades hispano-latino americanas e analisadas suas grades curriculares. Com base na análise, pode-se notar semelhanças entre estes cursos, que comprovam a perpetuação da colonialidade, como a reprodução naturalizada do saber musical eurocêntrico e a exclusão de outros saberes, e a implicitação da música erudita como meio pertinente de estudo e prática musical. Com base bibliográfica sobre decolonialidade e colonialidade, o artigo visa refletir como o ensino superior posiciona-se ao representar a educação musical, questionando a possibilidade de abertura à coexistência de diversas manifestações musicais no meio, partindo de um olhar decolonial.

https://doi.org/10.20396/proa.v10i1.17610
PDF

Referências

AHARONIÁN, C. Música, educación, sociedad. Conferência editada no 10º seminário do FLADEM, São Paulo, 2004.

ESPERIDIÃO, N. Educação profissional: reflexões sobre o currículo e a prática pedagógica dos conservatórios. Revista da ABEM, Porto Alegre, V. 7, 69-74, set. 2002.

GROSFOGUEL, R.; MIGNOLO, W. Intervenciones Descoloniales: una breve introducción. Tabula rasa. Bogotá - Colombia, No.9: 29-37, julio-diciembre 2008.

QUIJANO, A. Colonialidad del poder, cultura y conocimiento en América Latina (Análisis). In: Ecuador Debate. Descentralización : entre lo global y lo local, Quito : CAAP, (no. 44, agosto 1998): pp. 227-238.

QUIJANO, A. Colonialidad del poder, eurocentrismo y América Latina. In: La colonialidad del saber: eurocentrismo y ciencias sociales. Perspectivas Latinoamericanas. Edgardo Lan-der (comp.) CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, Buenos Aires, Argentina. Julio de 2000. p. 246.

SHIFRES, F.; GONNET, D. (2015). Problematizando la herencia colonial en la educación musical. Epistemus, 3(2), 51-67.

SHIFRES, F.; ROSABALCOTO, G. Hacia una educación musical decolonial en y desde Latinoamérica. RIEM, Revista Internacional de Educación Musical. 2017, Ed nº5, p. 85.

FLADEM. Princípios. Disponível em: https://www.fladembrasil.com.br/os-principios. Acesso em: 26/02/2020

Universidad del Chile, Chile. Disponível em: http://www.uchile.cl/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad de la Serena, Chile. Disponível em: http://www.userena.cl/ Acesso em: 26/02/2020.

Universidad de Talca, Chile. Disponível em: http://www.utalca.cl/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad de Playa Ancha, Chile. Disponível em: http://www.upla.cl/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad de Antioquia, Colombia. Disponível em: http://www.udea.edu.co/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Colombia, Colombia. Disponível em: http://www.facartes.unal.edu.co. Acesso em: 26/02/2020.

Conservatorio de Tolima, Colombia. Disponível em: http://www.conservatoriodeltolima.edu.co/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Costa Rica, Costa Rica. Disponível em: http://artesmusicales.ucr.ac.cr. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional Autónoma de México, México. Disponível em: https://www.unam.mx/. Acesso em: 26/02/2020.

EUMUS Escuela Universitaria de Música, Uruguai. Disponível em: https://www.eumus.edu.uy/. Acesso em: 26/02/2020.

UNET Universidad Experimental de Táchira, Venezuela. Disponível em: http://www.unet.edu.ve/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Loja, Equador. Disponível em: https://unl.edu.ec/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Central del Ecuador, Equador. Disponível em: http://www.uce.edu.ec/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad de las Artes, Equador. Disponível em: http://www.uartes.edu.ec/.Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Música, Perú. Disponível em: http://unm.edu.pe/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de las Artes, Argentina. Disponível em: https://una.edu.ar/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de la Plata, Argentina. Disponível em: https://unlp.edu.ar/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Quilmes, Argentina. Disponível em: http://www.unq.edu.ar/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Lanús, Argentina. http://www.unla.edu.ar/. Acesso em: 26/02/2020

Universidad Nacional de Tres de Febrero, Argentina. Disponível em: http://www.untref.edu.ar/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Villa María, Argentina. Disponível em: http://www.unvm.edu.ar/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Córdoba, Argentina. Disponível em: http://www.unc.edu.ar/. Acesso em: 26/02/2020.

Universidad Nacional de Cuyo, Argentina. Disponível em: http://www.uncuyo.edu.ar/. Acesso em: 26/02/2020.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 Juliane Cristina Larsen, Clarissa Lotufo de Souza, Liz Letícia Martinez Ramirez

Downloads

Não há dados estatísticos.