Ossos do ofício
PDF

Palavras-chave

Multiespécie
Participação
Performance

Como Citar

PELED, Yiftah; AZEVEDO, Elaine de. Ossos do ofício: a antropologia da multiespécie. Proa: Revista de Antropologia e Arte, Campinas, SP, v. 11, n. 2, p. 70–88, 2021. DOI: 10.20396/proa.v11i2.16558. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/proa/article/view/16558. Acesso em: 12 abr. 2024.

Resumo

O evento Ossos do Ofício realizado no espaço Contemporão SP, em setembro de 2019, apresentou um display com cães com nomes de artistas e proporcionou um encontro ao vivo entre cães e humanos. O evento oportunizou um encontro que será aqui discutido a partir da perspectiva da antropologia das multiespécies e da relação humano-canina. Uma breve discussão sobre humor e arte socialmente engajada também contribuem para a discussão.

https://doi.org/10.20396/proa.v11i2.16558
PDF

Referências

AZEVEDO, E; PELED, Y. Socially Engaged Art as a Methodological Strategy in Social Science. International Journal of Contemporary Sociology, v.52, p. 167 - 188, 2015.

BAKHTIN, M. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento. São Paulo: Hucitec, 1987.

DOOREN, T.; KIRKSEY, E.; MÜNSTER, U. Estudos multiespécies: cultivando artes de atentividade. Trad. Susana Oliveira Dias. ClimaCom [online], Campinas, Incertezas, ano. 3, n. 7, pp. 39-66, Dez. 2016.

ESCOLA cães de intervenções. São Paulo: Patas Therapeutas, [2020]. Disponível em: http://patastherapeutas.org/novo/escola-caesterapeutas/ Acesso em: 9 dez. 2021.

FOUCAULT, M. Introdução a Vida Não Fascista. In: DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O Anti-Édipo. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1976, (s/p).

HARARI, Y.N. Uma breve história da humanidade. Porto Alegre: Sapiens L&PM Pocket, 2018.

HARE, B.; WOODS, V. The Genius of Dogs. London: Penguin Book, 2013

HOUDART, S. Humanos e Não Humanos na Antropologia. Ilha, v. 17, n. 2, p. 13-29, 2015.

INGOLD, T. The perception of the environment: essays on livelihood, dwelling and skill. London: Routledge, 2000.

IRWIN, A. Sociology and the Environment. A critical introduction to society, nature and knowledge. London: Polity Press, 2001.

IRWIN, A. Ciência Cidadã. Lisboa: Instituto Piaget, 1995.

KALOF, L. Looking at Animals in Human History. London: Reaktion Books, 2007.

KAUFFMANN, S.. William Wegman: how a coin toss sent art to the dogs, s/d. Modern Dog. Disponível em: https://moderndogmagazine.com/articles/william-wegman/47123. Acesso em: 3 fev. 2020.

KLEIN, K. Art&laughter. New York: l.B.Tauris & Co Ltd, 2007.

KONECKI, K, T. Pets of Konrad Lorenz. Theorizing in the social world of pet owners. Qualitative Sociology Review, v.3, n. 1, p. 110-27, 2007.

McEVILLEY, T. Art & Discontent: Theory at the Millennium. New York: Editora McPherson & Company, 1991.

PELED, Y.; VALENTE, M. [Mensagem instantânea on-line]. Destinatário: Vários. [S. l.], 2019. 1 mensagem de texto.

PESSANHA, L.; PORTILHO, F. Comportamentos e padrões de consumo familiar em torno dos “pets”, 2008. Anais....V Encontro Nacional de Estudos do Consumo Novos Rumos da Sociedade de Consumo. Disponível em: http://estudosdoconsumo.com/wp-content/uploads/2018/03/enec2008-lavinia_pessanha_fatima_portilho_consumo_pet.pdf. Acesso em: 3 fev. 2020.

SÜSSEKIND, F. Sobre a vida multiespécie. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, Brasil, n. 69, p. 159-178, 2018.

ZANATTA, A.A.; ROBIRAN, J. S-J.; PERINI, C.C; FISCHER, M.L. Biofilia: produção de vida ativa em cuidados paliativos. Saúde debate, v.43, n.122, p. 949-965, 2019.

ZIV, A. National Styls of Humor. New York: Greenwood Press, 1988.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Yiftah Peled, Elaine de Azevedo

Downloads

Não há dados estatísticos.