A flauta e a câmera

usos e funções da imagem em uma etnografia da música

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/muspop.v8i00.15848

Palavras-chave:

Etnomusicología, Antropología visual, Metodología, Etnografía, Choro

Resumo

Partindo de uma reflexão sobre o uso da imagem no campo da etnomusicologia, apresento efoques teóricos e metodológicos sobre temas que inicialmente partiram da minha vivência como músico e que posteriormente se tornaram objeto de reflexão acadêmica em minha diessertação de mestrado. Meu argumento inicial é que as funções e os usos da imagem na pesquisa etnomusicológica podem ocupar diferentes estágios: desde a ilustração geral de contextos até a conceituação e a problematização da posição do pesquisador em campo, passando pelos processos de reflexividade e de interpretação de dados. Observo como o uso da câmera no processo de pesquisa pode conciliar e orientar as funções de insider e outsider, colocando o pesquisador, mesmo que momentaneamente, em um ‘não lugar’ etnográfico. Demonstro ainda de que forma diferentes materialidades – sobretudo fotos, textos e passagens do diário de campo – podem se conectar para compor um quadro descritivo e reflexivo da performance investigada.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renan Moretti Bertho, Universidade Estadual de Campinas

Doutorando em Música pela Universidade Estadual de Campinas.

Referências

ARAGÃO, P. Baú do Animal, O. Alexandre Gonçalves Pinto e o Choro. 1a edição ed. Rio de Janeiro, RJ: Folha Seca, 2014.

ARAGÃO, P. DE M. Dossiê temático sobre choro. Música Popular em Revista, v. 6, n. 1, p. 3–7, 29 ago. 2019.

ASCH, M. Folkways Records and the Ethics of Collecting: Some Personal Reflections. MUSICultures, 2008.

BARZ, G. F.; COOLEY, T. J. Shadows in the field new perspectives for fieldwork in ethnomusicology. 2. ed. New York: Oxford University Press, 2008.

BASTOS, R. J. D. M. A Festa da Jaguatirica. Uma Partitura Crítico-Interpretativa. 1aa edição ed. Florianópolis, SC: Editora Ufsc - Universidade Santa Catarina, 2019.

BEAUD, S.; WEBER, F. Guia para a pesquisa de campo: Produzir e analisar dados etnográficos. 1a edição ed. [s.l.] Editora Vozes, 2007.

BECKER, H. S. Outsiders: Estudos de sociologia do desvio. 1a edição ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BESSA, V. DE A. A escuta singular de Pixinguinha: história e música popular no Brasil dos anos 1920 e 1930. São Paulo, SP: Alameda, 2010.

CAIUBY NOVAES, S. Uso da imagem na antropologia. In: SAMAIN, E. (Ed.). . O Fotográfico. 3a edição ed. [s.l.] Senac SP, 2005.

CAIUBY NOVAES, S. Imagem e Ciências Sociais: trajetória de uma relação difícil. In: Imagem-conhecimento: antropologia, cinema e outros diálogos. Campinas, São Paulo, Brasil: Papirus Editora, 2009.

CAZES, H. Choro: do quintal ao Municipal. São Paulo: Editora 34, 2005.

D’AMICO, L. Audiovisual Ethnomusicology: Filming musical cultures. New edition ed. Bern Berlin Bruxelles New York Oxford: Peter Lang AG, Internationaler Verlag der Wissenschaften, 2020.

DINIZ, A. Almanaque do choro: a história do chorinho, o que ouvir, o que ler, onde curtir. [s.l.] Zahar, 2003.

DINIZ, A. O Rio Musical de Anacleto de Medeiros. A Vida, a Obra e o tempo de um mestre do choro. 1a edição ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2007.

FELD, S. Etnomusicologia e Comunicação Visual. GIS - Gesto, Imagem e Som - Revista de Antropologia, v. 1, n. 1, 23 jun. 2016.

FRYDBERG, M. B. “Eu canto samba” ou “Tudo isto é fado”: uma etnografia multissituada da recriação do choro, do samba e do fado por jovens músicos. Porto Algre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2011.

MACDOUGALL, D. The visual in anthropology. In: BANKS, L. M.; MORPHY, H. (Eds.). . Rethinking Visual Anthropology. Revised ed. edição ed. New Haven London: Yale University Press, 1999.

MODESTO, M.; BERG, S. Expressividade audiotátil e práticas interpretativas do solista enquanto acompanhador: o caso de Altamiro Carrilho no LP Depoimento do Poeta (1970). Música Popular em Revista, v. 7, p. e020015–e020015, 27 dez. 2020.

NETTL, B. The Study of Ethnomusicology: Twenty-Nine Issues and Concepts. Urbana: University Illinois Press, 1983.

REZENDE, L.; SOUZA, G. S. O problema da tradição na trajetória de Jacob do Bandolim: comentários à história oficial do choro. 2014.

RICE, T. Toward a Mediation of Field Methods and Field Experience in Ethnomusicology. In: BARZ, G. F.; COOLEY, T. J. (Eds.). . Shadows in the field new perspectives for fieldwork in ethnomusicology. New York: Oxford University Press, 2008.

ROSA, L. F. Transmissão musical entre flautistas do século XIX e início do século XX: uma pesquisa nos periódicos do Rio de Janeiro. Música Popular em Revista, v. 7, p. e020013–e020013, 30 dez. 2020.

SEEGER, A. Etnografia da música. v. 17, n. 17, 2008.

SEEGER, A. Por que Cantam os Kĩsêdjê. 1a edição ed. São Paulo: Cosac & Naify, 2015.

TITON, J. Knowing Fieldwork. In: BARZ, G. F.; COOLEY, T. J. (Eds.). . Shadows in the field new perspectives for fieldwork in ethnomusicology. New York: Oxford University Press, 2008.

WOLTZENLOGEL, C. Método ilustrado de Flauta - Volume 1. 1a edição ed. [s.l.] Irmãos Vitale, 1995.

Downloads

Publicado

2021-12-30

Como Citar

BERTHO, R. M. A flauta e a câmera: usos e funções da imagem em uma etnografia da música. Música Popular em Revista, Campinas, SP, v. 8, n. 00, p. e021016, 2021. DOI: 10.20396/muspop.v8i00.15848. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/muspop/article/view/15848. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos temáticos