Banner Portal
Termos utilizados por cantores para identificar distorções vocais intencionais
PDF

Palavras-chave

Voz cantada
Distorção vocal
Drive
Growl
Técnica vocal

Como Citar

FIUZA, Mauro Barro; SILVA, Marta Assumpção de Andrade e. Termos utilizados por cantores para identificar distorções vocais intencionais. Música Popular em Revista, Campinas, SP, v. 6, n. 2, p. 139–152, 2019. DOI: 10.20396/muspop.v6i2.13165. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/muspop/article/view/13165. Acesso em: 21 abr. 2024.

Resumo

Distorções vocais intencionais são efeitos sonoros que se assemelham a sons ásperos, roucos ou mesmo rosnados e são utilizadas por cantores de diversos gêneros musicais como formas de expressividade ou por questões estéticas. Cantores diferentes produzem e sentem os sons de formas diferentes e, consequentemente, nomeiam esses ajustes da maneira que acreditam ser as mais adequadas. Esta pesquisa verificou como cantores, professores de canto e pesquisadores nomeiam os ajustes de distorção vocal intencional. Foi aplicado questionário online em cantores sobre os termos adotados para denominar os diferentes tipos de distorções vocais. Como resultado, 121 cantores responderam a enquete e mencionaram 78 nomes para os sons distorcidos que produzem. A falta de consenso sobre como esses ajustes vocais são chamados dificulta a comunicação entre músicos e demais profissionais da voz. Os termos mais vezes mencionados foram: drive, growl, gutural, creaky, voz rasgada e scream.

https://doi.org/10.20396/muspop.v6i2.13165
PDF

Referências

BORCH, D. Zangger et al. Vocal fold vibration and voice source aperiodicity in ‘dist’tones: a study of a timbral ornament in rock singing. Logopedics Phoniatrics Vocology, v. 29, n. 4, p. 147-153, 2004.

COELHO, Ariel. Drives Vocais – Memórias de Acesso. Hotmart. 2017. Disponível em: https://drivesvocaismemoriasdeacesso.club.hotmart.com/lesson/qV7yEwAo7J/4-os-drives-vocais-e-as-contribuicoes-da-antropofisiologia-vocal. Acesso em: 26 fev. 2018.

CROSS, Melissa. Zen of Screaming. Direção: Denise Korycki. New York: Loudmouth Inc, 2007. 1 DVD e 1 CD (145 min). NTSC, color.

GRAWUNDER, Sven. On the Physiology of Voice Production in South-Siberian Throat singing–Extended Abstract. Phonetician. V. I/II. n. 101/102. p. 25-32. 2010.

GUZMAN, Marco et al. Laryngoscopic, acoustic, perceptual, and functional assessment of voice in rock singers. Folia Phoniatrica et Logopaedica, v. 65, n. 5, p. 248- 256, 2014.

HERBST, Christian T. et al. Glottal adduction and subglottal pressure in singing. Journal of Voice, v. 29, n. 4, p. 391-402, 2015.

IZDEBSKI, Krzysztof. 3D video reconstructions of vocal folds in extreme heavy metal (growl) singing from HSDP. ePhonoscope, v. 1, n. 1, 2017.

LEVIN, Theodore C.; EDGERTON, Michael E. The throat singers of Tuva. Scientific American, v. 281, n. 3, p. 80-87, 1999.

LINDESTAD, Per-Åke et al. Voice source characteristics in Mongolian “throat singing” studied with high-speed imaging technique, acoustic spectra, and inverse filtering. Journal of Voice, 15(1), 78-85. 2001.

MCGLASHAN, Julian; SAYLES, Mark; SADOLIN, Cathrine. Vocal effects in singing: a study of intentional distortion using laryngostroboscopy and electrolaryngography. In 10th International Conference Advances in Quantitative Laryngology. Cincinnati, EUA. p. 81, jun. 2013.

NEUBAUER, Jürgen; EDGERTON, Michael; HERZEL, Hanspeter. Nonlinear phenomena in contemporary vocal music. Journal of Voice, v. 18, n. 1, p. 1-12, 2004.

POMPEU, Ana Terra Santos; BARREIRO, Suamit Marques. Rua, que a nossa voz seja ouvida: uma contribuição fonoaudiológica sobre a voz no Rap nacional. Música Popular em Revista, v. 2, 2017.

SADOLIN Cathrine. Complete Vocal Technique. Dinamarca: Cvi Publications, 2012.

SAKAKIBARA, Ken Ichi et al. Observation of subharmonic voices. Proceedings of the ICA, Madrid, Spain. 2007.

TITZE, Ingo. Deliberate use of distortion in singing. The Journal of the Acoustical Society of America, v. 103, n. 5, p. 2796-2797, 1998.

VENDERA, Jaime. Raise Your Voice: the advanced manual. Ohio, EUA: Vendera Publishing, 2013.

YEH, David T.; ABEL, Jonathan S.; SMITH, Julius O. Simplified, physically-informed models of distortion and overdrive guitar effects pedals. In: Proc. of the Int. Conf. on Digital Audio Effects (DAFx-07). Bordeaux, França. p. 10-14. 2007.

YOSHINAGA, Ikuyo; KONG, Jiangping. Laryngeal vibratory behavior in traditional Noh singing. Tsinghua Science and Technology, Pequim, China. v. 17, n. 1, p. 94-103, 2012.

A publicação Música Popular em Revista em sua obra adota e está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.