Banner Portal
Utilização de blog como estratégia pedagógica para o estudo da temática água no 6º ano do ensino fundamental
PDF

Palavras-chave

Ensino fundamental
Ensino de ciências
Blog
TIC
Água

Como Citar

DIEGO DE SOUZA, Rodrigo; D’AQUINO ROSA, Marcelo. Utilização de blog como estratégia pedagógica para o estudo da temática água no 6º ano do ensino fundamental. Ciências em Foco, Campinas, SP, v. 7, n. 1, p. 11, 2020. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/9918. Acesso em: 21 jun. 2024.

Resumo

Esta pesquisa tem por objetivo apresentar a utilização de blogs com alunos do 6º ano do Ensino Fundamental. Na prática educativa podemos considerar os blogs ambientes virtuais de ensino-aprendizagem, conferindo um caráter pedagógico a este instrumento. Os blogs são espaços abertos para contribuições de todos os sujeitos presentes no ciberespaço, no qual os professores e alunos são protagonistas e construtores do conhecimento em coletividade. O referencial teórico foi constituído pelas reflexões de Andrew Feenberg e a democratização da tecnologia, as contribuições de Pierre Lévy sobre cibercultura e ciberespaço, bem como os blogs enquanto Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC). Os blogs promovem inovação na oferta do ensino, aparecem presentes na vida dos educandos, colaboram para uma formação autônoma e crítica e desenvolvem nos educandos a habilidade da pesquisa,  favorecendo, assim, uma aprendizagem contextualizada.

PDF

Referências

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Ministério da Educação. Orientações Curriculares Nacionais para o Ensino Médio – Ciências humanas e suas tecnologias. Brasília, 2006. 133 p.

FEENBERG, A. Racionalização democrática, poder e tecnologia. In: NEDER, R. T. (org.) Brasília: Observatório do Movimento pela Tecnologia Social na América Latina/Centro de Desenvolvimento Sustentável - CDS. Ciclo de Conferências Andrew Feenberg. Série Cadernos PRIMEIRA VERSÃO: CCTS - Construção Crítica da Tecnologia & Sustentabilidade, v. 1, n. 3, 2010.

FRAGA, V.M.; SOUZA, P.C.M.; TRAJANO, S.C.S.; MAFFRA, S.M.; SOARES, V.R.; NUNES, W.V.; OLIVEIRA, A.L. Blog como recurso didático pedagógico no ensino de Ciências: as tecnologias de ensino na era dos nativos digitais. In: VIII Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, 2011, Campinas-SP. Anais do VIII ENPEC, 2011.

GOMES, M. J.; LOPES, A. M. Blogues escolares: quando, como e porquê?. Centro de Competência CRIE da ESE de Setúbal. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/6487/1/gomes2007.pdf . Acesso em 31/01/2014.

KUHN, T. S. A estrutura das revoluções científicas. 5ª edição. São Paulo: Editora Perspectiva S.A., 1997.

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 1998.

MAINGINSKI, F. E. ; RESENDE, L. M. ; PENTEADO, A. L. Utilização de Webquests na forma de Blog como Ferramenta de Aprendizagem na disciplina Ciência dos Materiais. Ensaio: Pesquisa em Educação em Ciências. v. 14, p. 109-119, 2012. Disponível em: www.portal.fae.ufmg.br/seer/index.php/ensaio/article/view/561/964 Acesso em 01/02/2014.

MINAYO, M. C. S.; DESLANDES, S. F.; GOMES, R. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Ed. Vozes, 2011.

MOTOYAMA, S. (Org). Educação técnica e tecnológica em questão. São Paulo, UNESP/Ceetep, 1996.

PRENSKY, M. Digital Natives, Digital Immigrants. On the Horizon, NCB University Press, v. 9, n. 5, October, 2001.

PRIMO, A. F. T.; RECUERO, R. C. Hipertexto Cooperativo: Uma Análise da Escrita Coletiva a partir dos Blogs e da Wikipédia. Revista da FAMECOS, n. 23, p. 54-63, Dez. 2003. Disponível em: http://www.ufrgs.br/limc/PDFs/hipertexto_cooperativo.pdf Acesso em 31/01/2014.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. Edição Comemorativa. Campinas: Autores Associados, 2008.

WYNNE, B. Saberes em Contexto. In: MASSARANI, L.; TURNEY, J.; MOREIRA, I.C. Terra incógnita: a interface entre ciência e público. Rio de Janeiro: Vieira & Lent: UFRJ, Casa da Ciência: FIOCRUZ, 2005.

Apesar do periódico ser de acesso aberto, utilizando a Licença Creative Commons, os direitos autorais dos trabalhos submetidos são de exclusividade da revista.

Downloads

Não há dados estatísticos.