Banner Portal
Percursos investigativos na pesquisa
PDF

Palavras-chave

Linguagem
Narrativas
Pesquisa acadêmica

Como Citar

VIEIRA, Hamilton E. S.; REYES, Claudia R. Percursos investigativos na pesquisa: o trabalho com as narrativas do outro. Ciências em Foco, Campinas, SP, v. 11, n. 2, 2018. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/9800. Acesso em: 18 maio. 2024.

Resumo

O presente texto procura discutir sobre o trato com as narrativas de sujeitos que utilizamos em nossas pesquisas acadêmicas, pensando-as pela perspectiva da linguagem como uma construção social e o ato de narrar como o lugar de re-construir pelas singularidades um todo que ainda considere o humano e possa se fazer ciência. A ideia é lançar um desafio que incite a reflexão sobre a relação do eu com o outro a partir do ato comunicacional e do que produz este encontro dialógico e a proliferação de novos sentidos que fazem com que a palavra dada nas narrativas possam continuar a movimentar-se com as apropriações futuras de outras novas relações. 

PDF

Referências

BAKHTIN, Mikhail (VOLOCHINOV). Marxismo e Filosofia da Linguagem. Trad. de Michel Lahud e Yara F. Vieira, 7. ed., São Paulo: Ed. Hucitec, 1995.

BAKHTIN, Mikhail (VOLOCHINOV). Estética da Criação Verbal. Trad. Paulo Bezerra, 4. ed., São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, Mikhail (VOLOCHINOV). Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

BAKHTIN, Mikhail (VOLOCHINOV). Palavra própria e palavra outra na sintaxe da enunciação. A palavra na vida e na poesia: introdução ao problema da poética sociológica. São Carlos: Pedro&João Editores, 2011.

BAKHTIN, Mikhail (VOLOCHINOV). Para uma filosofia do ato responsável. Trad. de Valdemir Miotello e Carlos Alberto Faraco. 2 ed., São Carlos: Pedro&João Editores, 2012.

BELL, Judith. Projeto de Pesquisa: guia para pesquisadores iniciantes em educação, saúde e ciências. 4. ed., Porto Alegre: Artmed, 2008.

BENJAMIN, Walter. O narrador. Reflexões sobre a obra de Nikolai Lesskov. In: BENJAMIN, Walter. Magia e Técnica, Arte e Política: ensaios sobre literatura e história da cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994. p. 197 – 221.

BENJAMIN, Walter. A modernidade e os modernos. 2. ed., Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2000.

FARACO, Carlos. Um posfácio meio impertinente. In: BAKHTIN, M. Para uma filosofia do ato responsável. 2. ed., São Carlos: Pedro&João Editores, 2011. p. 147 – 156.

GIOVANA, Fabiana; SOUZA, Nathan B. Bakhtin e a Educação: a ética, a estética e a cognição. São Carlos: Pedro&João Editores, 2016.

GHEDIN, Evandro; FRANCO, Maria Amélia do R. S. Questões de método na construção da pesquisa em educação. São Paulo: Cortez, 2008.

MARTINS, Heloisa H. T. de S. Metodologia qualitativa de pesquisa. Educação & Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 287-298, maio/ago. 2004.

MORAES, Ana A. de A. Histórias de vida e autoafirmação de professores: alternativa de investigação do trabalho docente. Pro-Posições, Campinas, v. 15, n. 2 (44), maio/ago. 2004.

SOBRAL, Adail. Filosofias (e filosofia) em Bakhtin. In: BRAIT, Beth (Org.). Bakhtin: conceitos-chave. 5. ed., São Paulo: Contexto, 2016. p. 123 – 150.

Apesar do periódico ser de acesso aberto, utilizando a Licença Creative Commons, os direitos autorais dos trabalhos submetidos são de exclusividade da revista.

Downloads

Não há dados estatísticos.