Pesquisas no ensino de ciências no Brasil, algumas questões, representações e convergências

Autores

  • Maria José P. M. de Almeida Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Pesquisas, Ensino de ciências, Representação, Convergência

Resumo

Neste texto, com base em discussões sobre a pesquisa do pesquisador e a pesquisa na escola, apresento algumas das muitas questões motoras e/ou consequentes de pesquisas da área de Ensino de Ciências, alguns posicionamentos, e sintetizo dois estudos já concluídos e divulgados. Com a síntese de um dos estudos busco evidenciar a contribuição de pesquisas da área no que se refere ao modo de interação com o professor, evidenciando a diminuição das prescrições a ele dirigidas. Com o outro estudo, busco apontar algumas representações de pesquisadores por seus pares considerados constituintes da área. Nesse percurso, destaco a não existência de paradigmas únicos no Ensino de Ciências, mas também a existência de algumas convergências entre seus pesquisadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria José P. M. de Almeida, Universidade Estadual de Campinas

Professora do programa de Pós-graduação em Educação e do Programa Multiunidades em Ensino de Ciências e Matemática na Universidade Estadual de Campinas.

Referências

ALMEIDA, Maria José P. M. Meio século de Educação em Ciências: foco nas recomendações ao professor de Física. São Paulo: LF Editorial, 2012.

BERARDINELLI, Anita. Considerações sobre o ensino de física. Ciência e Cultura, v.16, n.4, p. 361-373, 1964.

DELIZOICOV Demétrio; SLONGO, Ione Inês; LORENZETTI, Leonir. Um panorama da pesquisa em educação em ciências desenvolvida no Brasil de 1997 a 2005. REEC. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 12, p. 459-480, 2013.

MEGID NETO, Jorge. O que se pesquisa sobre ensino de ciências no nível fundamental: tendências de teses e dissertações defendidas entre 1972 e 1995. Educação em Foco, Juiz de Fora, v. 6, n.1, p. 73-86, 2001.

MEGID NETO, Jorge. Tendências da pesquisa acadêmica sobre o ensino de Ciências no nível fundamental. Tese de Doutorado, Universidade Estadual de Campinas - Unicamp, 1999.

MEGID NETO, Jorge; BRETONES, Paulo Sérgio; Tendências de teses e dissertações sobre educação em Astronomia no Brasil. Boletim. Sociedade Astronômica Brasileira, São Paulo, v. 24, n. 2, p. 35-43, 2005.

NARDI, Roberto. Memórias do Ensino de Ciências no Brasil: a constituição da área segundo pesquisadores brasileiros, origens e avanços da pós-graduação. Revista do IMEAUNILA, v. 2, p. 13-46, 2014.

NARDI, Roberto. A área de ensino de Ciências no Brasil: fatores que determinaram sua constituição e características, segundo pesquisadores brasileiros. Tese de Livre Docência, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP, 2005.

NARDI, R.; ALMEIDA, M. J. P. M. Educación en Ciencias: lo que caracteriza el área de ensenãnza de las Ciencias en Brasil según investigadores brasileños. Revista Electrónica de Investigación en Educación en Ciencias, v. 3, p. 24-34, 2008.

ORLANDI, Eni P. Para quem é o discurso pedagógico? ORLANDI, Eni P. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. São Paulo: Brasiliense, 1983. p.18-31.

SALEM, Sonia; Perfil, Evolução e Perspectivas da Pesquisa em Ensino de Física no Brasil. Tese de Doutorado, Universidade de São Paulo , 2012.

TEIXEIRA, Paulo Marcelo Marini; MEGID NETO, Jorge. O estado da arte da pesquisa em ensino de Biologia no Brasil: um panorama baseado na análise de dissertações e teses. REEC. Revista Electrónica de Enseñanza de las Ciencias, v. 11, p. 273-297, 2012.

Downloads

Como Citar

ALMEIDA, M. J. P. M. de. Pesquisas no ensino de ciências no Brasil, algumas questões, representações e convergências. Ciências em Foco, Campinas, SP, v. 11, n. 1, 2018. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/9727. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos