A origem do petróleo

uma aula no museu de história natural abordando o eixo temático tecnologia e sociedade

Autores

  • Augusto A. de Paula Universidade Federal de Lavras
  • Lídia Wouters Universidade Federal de Lavras
  • Antonio Fernandes Nascimento Júnior Universidade Federal de Lavras

Palavras-chave:

Ensino de ciências, Museu no ensino, Formação inicial de professores.

Resumo

O presente trabalho apresenta uma experiência pedagógica desenvolvida no Museu de História Natural da Universidade Federal de Lavras, no âmbito da disciplina de Metodologia do Ensino de Ciências do curso de licenciatura em Ciências Biológicas, buscando compreender como esse diálogo entre educação formal e educação não-formal pode proporcionar a construção do conhecimento auxiliando os educandos em sua formação integral. A prática consistiu em uma visita guiada ao Museu e em um vídeo que discutia a questão das implicações da origem e uso do petróleo. Ao final da prática foi pedido aos alunos que escrevessem uma avaliação que foi utilizada para a análise do trabalho. A categorização, método derivado da análise de conteúdo foi utilizada para verificar as potencialidades desse diálogo estabelecido. A partir da análise, foi possível perceber a eficácia no processo de construção de conhecimentos e para além disso, foi perceptível a contribuição da atividade na formação de professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Augusto A. de Paula, Universidade Federal de Lavras

Graduando em Ciências Biológicas Universidade Federal de Lavras

Lídia Wouters, Universidade Federal de Lavras

Graduanda em Ciências Biológicas - Universidade Federal de Lavras

Antonio Fernandes Nascimento Júnior, Universidade Federal de Lavras

Professor Adjunto Universidade Federal de Lavras

Referências

ÁVILA, I. R.; FERREIRA, A. N.; PAULA, A. A.; NASCIMENTO JUNIOR, A. F. A utilização de vídeos e teatro como recursos pedagógicos para o ensino de Origem da Vida: um relato de experiências. In: 25º Congresso de Pós-Graduação da UFLA, 2016, Lavras. Anais do 25º Congresso de Pós-Graduação da UFLA, 2016.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: Ciências Naturais / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília: MEC/SEF, 1998.

CHAGAS, I. Aprendizagem não formal/formal das ciências: relações entre os museus de ciência e as escolas. Revista de Educação. Departamento de Educação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (Lisboa), v. 3, n. 1, p. 51-9, 1993.

CREMA, R. Por uma educação holística: o resgate da inteireza. Rev. Dois Pontos – Teoria & Prática em Educação. v. 2, 16, p. 76-9, Belo Horizonte: Sistema Pitágoras de Ensino, 1993.

GATTI, B. A. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação e Sociedade, Campinas, v. 31, n. 113, p. 1355-1379, 2010.

INSTITUTO AKATU. De onde vem? Para onde vai? O Petróleo. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=C1vi5Rh3DOw&t=45s. Acesso em: jun. 2015.

LIBÂNEO, J. C. Formação de Professores e Didática para Desenvolvimento Humano. Educação e Realidade, v. 40, p. 629-650, 2015.

MARANDINO, M. A prática de ensino nas licenciaturas e a pesquisa em ensino de ciências: questões atuais. Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 20, n. 2, p. 168-193, 2003.

MINAS GERAIS (Estado). Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais. Currículo Básico Comum – Proposta Curricular Ciências e Biologia. – Belo Horizonte: SEE, Minas Gerais, 2007.

MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 21. ed. Petrópolis/RJ: Vozes, 2002.

MORAN, J; M. Como Ver Televisão; leitura e crítica dos meios de comunicação. São Paulo/ SP. Edição Paulinas, 1991.

MORENO, A. B. Genética no ensino médio: dos Parâmetros Curriculares Nacionais à sala de aula. UERJ – Instituto de Biologia Roberto Alcântara Gomes. 2007.

OVIGLI, D. F. B. Os saberes da mediação humana em centros de ciências: contribuições à formação inicial de professores. 2010. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

PAULA, A. A.; REIS NETO, J. A.; NASCIMENTO JUNIOR, A. F. A participação do Museu de História Natural da Universidade Federal de Lavras na formação inicial de professores de Ciências e Biologia. In: 24º Congresso de Pós-Graduação da UFLA, 2015, Lavras. Anais do 24º Congresso de Pós-Graduação da UFLA, 2015.

ROSA, P; R; S. O uso dos recursos audiovisuais e o ensino de ciências. Caderno Catarinense de Ensino de Física, Florianópolis, v. 17, n. 1, p. 33-49, 2000.

SABBATINI, M. Museus e centros de ciência virtuais: uma nova fronteira para a cultura científica. Com Ciência. Campinas, n. 45, p. 1-6, 2003. Disponível em: http://www.comciencia.br/reportagens/cultura/cultura14.shtml. Acesso em: 10 abr. 2015.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. 32. ed. Campinas: Autores Associados, 1999.

SILVA, O. G; NAVARRO, E; C. A professor-aluno no processo ensino aprendizagem. Revista Eletrônica Interdisciplinar, São Paulo, v. 4, p. 1-5, 2012.

SOARES, E. M. de S.; LHULLIER, C. Ambientes não-formais de aprendizagem e a formação do professor de ciências. In: Anais do V Congresso Internacional de Filosofia e Educação. ISSN 2177-644X. Rio Grande do Sul: Caxias do Sul, 2010.

Downloads

Publicado

2018-09-26

Como Citar

PAULA, A. . A. de; WOUTERS, L.; NASCIMENTO JÚNIOR, A. F. A origem do petróleo : uma aula no museu de história natural abordando o eixo temático tecnologia e sociedade. Ciências em Foco, Campinas, SP, v. 10, n. 1, 2018. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cef/article/view/9718. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)