Tecendo outro corpo
PDF

Palavras-chave

Feminismo Artístico
História da Arte
Exposições
Corpo
América Latina

Como Citar

VITÓRIO, C. Tecendo outro corpo: artistas latino-americanas e a construção de novas representações. Encontro de História da Arte, Campinas, SP, n. 16, p. 359–372, 2023. DOI: 10.20396/eha.16.2022.5009. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/eha/article/view/5009. Acesso em: 29 fev. 2024.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo compreender como ocorre uma “alteração radical na representação da iconografia do corpo” no trabalho das artistas latino-americanas atuantes nos anos 1960 e 1980, presentes na exposição Mulheres Radicais: Arte Latino-Americana (1960-1985), buscando apontar quais cânones de representação são confrontados, quais subversões estéticas e formais esses trabalhos apresentam como caminho, entendendo esse movimento como importante para estender o estudo acerca da produção das mulheres artistas latino-americanas e na construção de um panorama abrangente dos trabalhos realizados na América Latina neste período.

https://doi.org/10.20396/eha.16.2022.5009
PDF

Referências

BARROS, Roberta. Elogio ao toque: ou como falar de arte feminista à brasileira. Rio de Janeiro: Ed. do autor, 2016.

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na época da possibilidade de sua reprodução técnica (5ª versão). In: Estética e sociologia da arte. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2017, pp.07-47.

BERGER, John. Modos de ver. Lisboa: Edições 70, 1972.

BROUDE, N; GARRAD, Mary. The power of feminist art. The american movement of the 1970’s, history and impact. New York: Harry N. Abrams, INC. Publishers, 1994.

FAJARDO-HILL, Cecilia. María Evelia Marmolejo's Political Body. ArtNexus, no. 85 (June–August 2012), p. 46–53.

GIUNTA, A. Feminismo y Arte Latinoamericano. Historias de Artistas que Emanciparon el Cuerpo. 1 ed., Buenos Aires: Siglo XXI, 2018.

GIUNTA, Andrea (orgs.). Mulheres Radicais: Arte Latino-Americana nas décadas de 1960-1985. São Paulo: Pinacoteca de São Paulo, 2018.

GIUNTA, Andrea. “O que buscamos é transformar critérios”: uma entrevista com Andrea Giunta. Entrevista concedida a Luiza Mader Paladino. Revista Figas. Disponível em: http://www.editorafigas.com.br/revista/2018/10/15/o-que-buscamos-e-reformular-criterios-uma-entrevista-com-andrea-giunta/. Acesso em: 13 outubro de 2020.

LE BRETON, David. A sociologia do corpo. Petrópolis: Vozes, 2007.

MULVEY, Laura. Prazer visual e cinema narrativo. In: XAVIER, Ismail (org). A experiência do cinema: antologia. Rio de Janeiro: Graal, 1983.

NOCHLIN, Linda. Por que não houve grandes mulheres artistas? SP: edições aurora, 2016.

PEVSNER, Nikolaus. As Academias de arte. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

PINACOTECA DE SÃO PAULO. Mulheres Radicais: arte latino-americana, 1960 – 1985. Disponível em: https://pinacoteca.org.br/programacao/mulheres-radicais-arte-latino-americana-1960-1985/. Acesso em: 11 outubro 2020.

POLLOCK, Griselda. A Modernidade e os Espaços de Feminilidade. In: PEDROSA, Adriano; CARNEIRO, Amanda; MESQUITA, André (org.) História das Mulheres, histórias feministas: Antologia. São Paulo: MASP, 2019.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Camila Vitório

Downloads

Não há dados estatísticos.